Diante de conta de luz cara e insatisfação com serviço, Geração Distribuída é alternativa para economizar na conta de luz e ter acesso a energia limpa

Quando serviços essenciais, como energia elétrica, ficam mais caros, naturalmente outros gastos e necessidades ficam de lado. Pesquisa feita pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) mostrou que 72% dos brasileiros deixaram de adquirir itens comuns do dia a dia para conseguir pagar a conta de luz. Além disso, no último ano, 44% dos entrevistados deixaram de pagar alguma fatura de energia. A pesquisa “Opinião sobre o Setor Elétrico” foi feita com mais de 2 mil pessoas em 130 municípios brasileiros. O estudo também apontou que 8 em cada 10 pessoas gostariam de poder escolher a empresa que oferece a energia elétrica.

Nesse cenário, a Geração Distribuída vem ganhando força. Criada há cinco anos, a Metha Energia é uma startup que atua para transformar o setor de energia elétrica do Brasil e gerar uma mudança real para os consumidores. Afinal, nesse mercado dominado pela produção hidrelétrica e por grandes concessionárias, a insatisfação dos clientes já acontece há alguns anos. Segundo pesquisas do Ibope e da Abraceel, em 2020, 91% dos consumidores já sinalizaram que querem novas soluções para o seu serviço de energia e 81% querem escolher seu fornecedor do serviço de energia. Apresentando aos brasileiros um serviço inovador, sustentável e gratuito, que conecta produtores de energia renovável às casas das pessoas, a Metha Energia proporciona a redução da conta de luz de 10% a 15%. O serviço da startup é 100% digitalsem fidelização e não exige nenhuma obra na residência, pois continua usando a mesma rede de distribuição de energia. 

Com o propósito de revolucionar a maneira com que os brasileiros se relacionam com o serviço de energia elétrica, a Metha Energia ganhou protagonismo na geração distribuída de Minas Gerais e está em expansão para o interior de São Paulo. Já evitou a emissão de 34 mil toneladas de carbono na atmosfera e apresenta um crescimento econômico de 300% ao ano desde 2020. Em um mercado com grande potencial e pouco explorado no Brasil, a tendência é continuar crescendo. O grande desafio da Metha é educar o consumidor, levando informação de fácil entendimento, para mostrar que uma outra forma de utilizar energia é possível – mais econômica, sem dores de cabeça e que ajuda o planeta no combate à poluição e ao aquecimento global.

O Brasil tem um dos maiores mercados de energia do mundo, com 75 milhões de consumidores residenciais e, só em 2021, um consumo de 2 mil KWh per capita, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Mas enquanto esse mercado gera, em média, R$ 131 bilhões em receita bruta anual para empresas do setor, a maioria dos clientes estão insatisfeitos com o serviço. Presos ao modelo convencional do mercado de energia, muitos consumidores se veem frustrados, arcando com mau atendimento e altos preços, até a chegada da Metha Energia, que tem o melhor Net Promoter Score (NPS), métrica global de satisfação e lealdade dos clientes, com pontuação de 79,8.

“Cada pessoa tem a capacidade de evitar, por ano, a emissão de 100 kg de gás carbônico. Em vários países, a produção e distribuição de energia limpa é de conhecimento geral e amplamente utilizada. Mas aqui esse modelo ainda causa estranhamento, a maioria dos brasileiros não têm conhecimento sobre o sistema elétrico e pelo que pagam exatamente. Ao apresentar essas informações de forma simples e oferecer uma experiência mais intuitiva, econômica e sustentável, estamos transformando o comportamento das pessoas, fazendo delas protagonistas do próprio consumo, comenta o cofundador e CEO da Metha Energia Victor Soares.

Como funciona o serviço da Metha Energia

A Metha Energia opera no sistema de Geração Distribuída regulamentado pela Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012, pela Resolução Normativa nº 687/2015 e também pelo Marco Legal da GD Lei nº 14.300/2022. Dessa forma, a startup está sempre em conformidade com a legislação brasileira. Entenda como funciona o serviço:

  1. Usinas solares e de biogás de parceiros da Metha Energia produzem energia limpa em larga escala.
  2. A energia limpa, e mais barata, dos parceiros da Metha é injetada na rede da distribuidora, que gera créditos proporcionais, medidos em KWh.
  3. Os consumidores que querem aproveitar o desconto e serem mais sustentáveis usando uma energia limpa se cadastram no site da Metha Energia www.methaenergia.com.br.
  4. O cliente faz uso da energia em sua casa normalmente.
  5. A Metha Energia faz a conexão entre os créditos gerados na produção de energia e os clientes Metha. 
  6. Os créditos chegam ao consumidor em forma de redução na conta de luz, que pode ser entre 10% e 15%, em uma conta simplificada, digital e transparente.

Como solicitar o serviço Metha Energia

Qualquer pessoa física que seja titular de uma conta de luz classificada pela distribuidora dentro da subclasse residencial ou comercial pode ser cliente da Metha Energia. O primeiro passo para o consumidor é se cadastrar no site www.methaenergia.com.br, um processo que leva apenas cinco minutos. A Metha fica por conta de todo o trâmite com a distribuidora e você passa a receber o boleto Metha Energia, enviado por e-mail ou WhatsApp, à escolha do cliente, com o desconto debitado.

Isso é possível porque, desde 2015, quem gera sua própria energia ganha créditos com a distribuidora. Em vez de o consumidor instalar placas solares em casa, um processo que requer espaço e dinheiro, a Metha conecta o cliente com produtores de energia que produzem em excesso energia limpa a partir de recursos como o sol e o biogás. Essa produção é injetada na rede da concessionária local e transformada em créditos de energia. São esses créditos que possibilitam que o cliente economize até 15% na sua conta de luz.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Compartilhe nas redes sociais e apoie ou retribua

Todos os nossos artigos são exclusivos é proibida a reprodução total ou parcial dos mesmos sem a indicação da fonte SHD: Sejahojediferente.com