Data limite para envio das obrigações de SST termina em 1º de janeiro de 2023

A partir das 8 horas do dia 1º de janeiro de 2023 as empresas do Grupo 4, formado por órgãos públicos, organizações internacionais e outras instituições extraterritoriais, devem iniciar o envio das obrigações dos eventos em Saúde e Segurança do Trabalho (SST) ao eSocial. É o que determina a Portaria Conjunta MTP/RFB/ME nº 2, de 19 de abril de 2022 – DOU 20/04/2022, que altera a Portaria Conjunta SEPRT/RFB/ME nº 71, de 29 de junho de 2021, prorrogando o cronograma de implantação do sistema eSocial do grupo em relação às fases 3 (Folha de Pagamento) e 4 (SST).

Segundo a portaria, as Pequenas e Médias Empresas (PME) também estão obrigadas a enviar as informações. Porém, muitas dessas organizações encontram dificuldade para cumprir os processos, encaminhar as documentações necessárias e as informações corretas. Muitas vezes, isso ocorre por desconhecimento dos responsáveis, que acabam recorrendo aos escritórios de contabilidade para suprir essa deficiência.

“Equivocadamente, empresas com funções que não estão expostas a riscos ocupacionais acham que não precisam enviar as informações de Saúde e Segurança do Trabalho ao eSocial. Mas isso é um equívoco. Apenas empresas sem empregados não são obrigadas a enviar os eventos de SST ao eSocial”, comenta Renan Soloaga, CEO da IndexMed, startup especializada em soluções de tecnologia para apoiar as empresas a ficarem em compliance com as exigências de Segurança e Saúde do Trabalho (SST).

Segundo dados do Sebrae, existem no Brasil 6,4 milhões de estabelecimentos comerciais, sendo 99% desse número composto por PMEs. Elas respondem por 52% dos empregos com carteira assinada no setor privado, cerca de 16,1 milhões.

Multas

O descumprimento do envio das obrigações ao eSocial pode levar a multas que, por exemplo, variam entre R$ 452,53 e R$ 4.025,33, nos casos de falta de comunicação do Atestado de Saúde Ocupacional (ASO). Já o descumprimento das normas da Medicina do Trabalho e a não elaboração dos Programas de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) dos colaboradores, poderá acarretar multa entre R$ 1.436,53 e R$ 4.024,42. A empresa também pode receber multa entre R$ 1.201,36 e R$ 3.494.50 quando o colaborador não fizer os exames médicos necessários ou realizá-los fora do prazo.

Apoio às PMEs

Indexmed foi criada após identificar que as Pequenas e Médias Empresas (PME) estavam enfrentando dificuldades para se adequarem ao eSocial e, na maioria das vezes, precisavam recorrer a escritórios de contabilidade para assessorá-las.

Com a aproximação da obrigatoriedade do eSocial, a Indexmed registrou um crescimento de 2.180% em faturamento desde 2019. Atualmente, a companhia gerencia mais de 4000 mil vidas e conta com 2.900 usuários.

A startup desenvolveu um marketplace com uma oferta de serviços voltados para descomplicar e viabilizar processos com o eSocial. A plataforma da Indexmed permite às empresas cumprirem as exigências mínimas da legislação: Programa de Gerenciamento de Riscos Ocupacionais, (PGR), Programa de Controle Médico de Segurança Ocupacional (PCMSO) e o Laudo Técnico das Condições de Ambiente de Trabalho (LTCAT). Nela, as empresas podem realizar a geração e envio de documentos, controle de exames, controle de plano de ação, entre outras funcionalidades para apoiar as empresas a atingirem o compliance atendendo as normas estabelecidas pelo governo.

Esse ecossistema permite que os profissionais de Recursos Humanos tenham uma melhor gestão dos prazos e processos a serem cumpridos. Uma vez inseridos os dados no sistema, todas as informações e processos poderão ser realizados em uma única plataforma, agilizando o fluxo e melhorando a gestão pelo RH.

Café de Apoio ao Blog SHD: 
Nos ajude com um café através do pix 11 98363-7919

Quem gosta comenta!

O você achou desta publicação? Qual sua opinião a respeito?
Gostaria de acrescentar algo? Use o campo abaixo e registre sua participação nesta publicação.
Sugerimos Usar a Opção Nome + URL = Escreva seu nome e no campo url coloque o link de seu blog, site, rede social ou deixe em branco.
Estamos aguardo sua participação.

Postagem Anterior Próxima Postagem
 *Todos os textos do Seja Hoje Diferente é uma produção independente e todo conteúdo produzido é de total responsabilidade de seus idealizadores e editores, apresentados em "Informações" e ou Links de origem.

*O artigo acima não reflete, necessariamente, a opinião do Seja Hoje Diferente publicado em carater divulgativo. 


GeraLinks - Agregador de links