1.10.21

Bitcoin dispara e se aproxima de US$ 50 mil, entenda o motivo


Membros da comunidade de criptomoedas especularam que o estabelecimento de uma moeda digital no banco central dos EUA, ou CBDC, levaria à proibição das criptomoedas, como foi visto recentemente na China, mas as observações de Powell sugerem o contrário.

O Bitcoin disparou mais de 10% nas últimas 24 horas, de US$ 42,990 para US$ 47,920, após o presidente do banco central americano afirmar que não pretende seguir a China e banir o Bitcoin.

Na quinta-feira (30), conforme noticiado em primeira mão pelo Livecoins, durante uma reunião de duas horas com membros do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara, o presidente do Banco Central dos EUA, Jerome Powell, disse que não pretende banir criptomoedas, assim como a China fez.

Os comentários foram feitos dois dias depois de ele ter pedido ao Congresso uma consulta e apoio legislativo para desenvolver o dólar digital.

Membros da comunidade de criptomoedas especularam que o estabelecimento de uma moeda digital no banco central dos EUA, ou CBDC, levaria à proibição das criptomoedas, como foi visto recentemente na China, mas as observações de Powell sugerem o contrário.

Mercado em alta

O comentário é positivo para todo o mercado de criptomoedas, uma vez que os riscos regulatórios colocaram uma pressão material no sentimento do mercado após a recente repressão na China.

A maioria das criptomoedas está em alta depois dos comentários de Powell. Ethereum conseguiu se estabelecer acima de $ 3.000, Dogecoin se acomodou acima do nível de resistência em US$ 0,20, enquanto Shiba Inu está tentando se estabelecer acima de US$ 0,0000073.

O sentimento na comunidade de criptomoedas parece otimista, com vários analistas e traders se referindo a outubro como “Uptober” no Twitter – uma gíria recém-criada, representando as expectativas de uma alta de preços neste mês.

Outubro é um período sazonalmente otimista, e a recente estabilidade do bitcoin em meio a perdas no mercado de ações e a proibição geral da China é uma reminiscência da resiliência da criptomoeda em face das notícias negativas.

Alta

Atualmente o bitcoin está abaixo da média móvel de 200 dias, onde também há muita resistência. Nem é preciso dizer que isso precisa ser quebrado e depois transformado em suporte para que o movimento continue em alta.

Até este último movimento, havia na verdade alguma preocupação de que a média móvel de 50 dias cruzasse de volta para a média móvel de 200 dias e, assim, negasse a única cruz dourada recente – um movimento que poderia ter dificultado muito a alta do ativo digital.


GeraLinks - Agregador de links