11.7.22

Guerra na Ucrânia: Saiba quais Patrimônios Mundiais da UNESCO estão sob ameaça


Há algum tempo a Ucrânia sofreu um ataque proveniente da Rússia e constantemente medidas estão sendo tomadas para garantir a segurança da nação e aumentar a segurança daqueles que lá moram, principalmente dos civis.

Mas manter esse nível de segurança é bastante difícil e é preciso mobilizar uma série de ações para garantir que as pessoas não se machuquem, além de fazer com que alguns Patrimônios Mundiais não acabem sendo danificados por causa de toda a situação.

Pensando nisso, o texto de hoje irá abordar um pouco mais sobre a Guerra da Ucrânia, explorando a ameaça sobre os Patrimônios Mundiais da Unesco, abordando alguns desses monumentos e como essa guerra pode prejudicar a todos os envolvidos.

Desde uma empresa de pavimentação ucraniana até as pessoas mais comuns que vivem por lá acabam sendo prejudicadas de alguma maneira com toda essa situação que está acontecendo. 

A violência contra a nação tem aumentado cada vez mais e, mesmo as coisas começando a se ajeitar e se tornar um pouco mais estáveis, a qualquer momento pode acontecer um ataque, o que deixa as pessoas que lá moram indefesas e com medo constante.

Mesmo que a guerra acabe prejudicando, destruindo prédios e comércios, empresas de projeto de terraplenagem e infraestrutura podem auxiliar na reestruturação das cidades. Mas uma coisa que não pode ser recuperada é a vida das pessoas.

Além disso, alguns dos Patrimônios Mundiais reconhecidos pela UNESCO estão sob ameaça, demandando cuidado para garantir que esses monumentos à humanidade não sofram danos, ou caso aconteça, que eles sejam minimizados o máximo possível.

Em outras palavras, a guerra está devastando muita coisa e mesmo que a população se importe, é preciso um monitoramento constante, seja por meio de imagens aéreas com drone ou do exército, para assim garantir que nada aconteça a esses marcos históricos.

Portanto, a prioridade no momento da Ucrânia junto com diversos setores, como o do Direito Internacional, é defender o maior número de civis possível e garantir que tais monumentos não sejam danificados para manter a história da humanidade.

Sendo assim, o tópico a seguir irá melhor contextualizar a importância de defender tais patrimônios e como até mesmo uma pessoa que trabalha em uma empresa de coleta de solo para análise precisa entender melhor sobre tais monumentos. 

A importância de defender os patrimônios

Primeiramente, é necessário entender o que é a UNESCO. É a abreviação para as Organizações das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura. 

Tem como objetivo garantir a paz de todas as nações através da diplomacia, cooperação intelectual, erradicar a pobreza e aumentar o crescimento sustentável.

Independentemente da nação, todo país e região possui a sua própria história e existem diversos marcos e patrimônios que representam um período, uma figura ou um acontecimento e que deve ser preservado.

Isso reflete diretamente uma época em que se foi vivenciado por outras pessoas, antepassados nossos, e que nos faz refletir não só sobre os acertos do futuro, mas ajuda a não cometer os mesmos erros do passado.

Pensando nisso, mesmo que um monumento importante influencie no valor de fábricas, indústrias, e impacte diretamente em uma avaliação de imóveis, é preciso reconhecer a sua importância histórica. 

Algo como a guerra da Ucrânia destrói tudo isso, o que de fato é algo terrível não só para os moradores de lá, mas para o mundo. 

Sendo assim, alguns dos exemplos que a Ucrânia junto de outras organizações importantes do mundo estão tomando para garantir a segurança é:

  • Constante monitoramento do território Ucraniano;
  • Busca por diplomacia com a Rússia;
  • Fortalecendo as áreas onde estão os patrimônios;
  • Aumentando a guarda para proteger civis;
  • Regras de conduta para melhor proteção de todos.

Ou seja, mesmo que a vida seja importante, é preciso fazer de tudo para que a história de uma nação não seja apagada, possibilitando que as pessoas vivam, construam suas famílias, e até mesmo abram uma empresa de cabo de aço fino no país que se amam.

Com isso em mente, é preciso saber quais os patrimônios que precisam ser defendidos e o que eles têm de especial e único para a história da Ucrânia e do mundo, e é sobre isso que os tópicos a seguir irão tratar. Sem mais delongas, confira.

01 - Centro Histórico de Lviv

Um grande castelo que serviu como uma espécie de centro cultural, administrativo, comercial e religioso por muitos e muitos anos, tendo entrado para a lista da UNESCO no ano de 1998, remontando a imagem da idade média com suas igrejas.

É um grande marco cultural não apenas da Ucrânia, mas do mundo inteiro, tendo até o momento estado intacto e sendo bastante atrativo não apenas para os seus moradores, mas também para diversos turistas.

Independentemente se você vende protetor facial epi ou desenvolve tecnologia, sem sombra de dúvidas, se tiver oportunidade é um lugar que vale a pena conhecer.

02 - A antiga cidade de Tauric Chersonese

Para alguns, pode lembrar vagamente aqueles antigos coliseus gregos onde diversos combatentes guerreavam por glória e honra. E não está totalmente errado, já que o local são as ruínas de uma cidade fundada em 5 a. C por gregos dóricos.

É um lugar muito interessante não apenas para as pessoas que lá moram mas para o mundo também por ser um exemplo muito prático de como era uma antiga polis, contento nos dias de hoje seis sítios arqueológicos. 

03 - Catedral De Santa Sofia, em Kiev

Se você quer saber o quão velha é uma cidade ou uma parte de sua história, é preciso ver seus templos, igrejas e catedrais. 

No caso da Catedral de Santa Sofia, foi construída no século XI e representava a “nova Constantinopla”, capital dos príncipes e toda nobreza real cristã em Kiev.

Tanto a igreja ortodoxa quanto diversos edifícios monásticos ao redor daquele local foram as primeiras construções ucranianas a entrar na lista da UNESCO em 1990. Certamente, além de ser um lindo lugar para visitar, carrega uma grande história contigo.

É normal ver turistas indo tirar fotos no local e até mesmo alguns negócios terem sido abertos ao redor. 

Embora empresas de serviço de demolição sejam necessárias para uma cidade, esse é o tipo de patrimônio que não queremos que seja demolido ou destruído de maneira alguma.

04 - Arco Geodésico de Struve

Esse é um tanto quanto interessante pois não se trata exatamente de um monumento concentrado dentro da cidade, mas é um conjunto de algumas estações espalhadas ao longo de um território que foram instaladas no século XIX.

Essas estações percorrem da Noruega, Hammerfest para ser mais exato, até o Mar Negro, e foram essenciais para ajudar a descobrir tanto a forma quanto o tamanho da Terra por terem a mesma distância de uma estação para a outra.

Uma curiosidade é que quatro dessas estações estão localizadas na Ucrânia e estão divididos entre Khmelnytskyi e Odessa. Não são fáceis de visitar, mas são marcos de suma importância e que merecem ser protegidos.

Considerações Finais

O texto de hoje mostrou como a Guerra na Ucrânia pode ser extremamente prejudicial para todos que estão envolvidos com ela de alguma maneira, desde os civis que nada tem relação com ela, as empresas e, finalmente, aos Patrimônios Mundiais que são defendidos pela UNESCO.

O simples fato de acontecer uma destruição completa a esses grandes monumentos mostram como a nossa sociedade ainda precisa evoluir muito e deixar para trás meios tão ultrapassados e que apenas prejudicam as nações que são envolvidas de alguma maneira.

Mesmo que prédios e edifícios possam ser reparados, uma coisa é o prédio de uma empresa, outra é um marco histórico que carrega tantas vidas. Marcos carregam a história de um povo e afetam a humanidade toda, mostrando de onde viemos e até onde chegamos.

Esperamos que esse texto tenha servido não apenas como um informativo, mas também como um alerta de como uma grande parte da nossa história na Ucrânia pode acabar sendo destruída para sempre por causa das guerras.

É preciso uma grande mobilização por parte do mundo em conjunto com a UNESCO para garantir a proteção não apenas das vidas que estão desamparadas e com medo na Ucrânia neste exato momento, mas de todo o seu território e Patrimônios Mundiais que lá estão.

Proteger a história é proteger a nós mesmos e o conhecimento herdado e adquirido ao longo de muitos anos que, ao serem somados durante esse período, mostram como ainda temos muito a aprender e que, infelizmente, no momento, podemos apenas defender.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

8.7.22

Apresentação Linha B.L’acqua B.Lux

Maior garantia do Mercado.
Proteção UV.
Compatível com a Linha Sobrepor Overlap e Linha Home. Anel de vedação .
Opcional utilização da Caixa Sobrepor.


A primeira linha de tomadas e interruptores modular fabricada no Brasil resistente à água, isso mesmo se é B.Lux? Pode mandar água! A B.Lux Tomadas e Interruptores revoluciona novamente. Com a sua linha B. L'acqua, a única linha modular de tomadas e interruptores resistente à água fabricada no Brasil a B.Lux revoluciona novamente. A linha B. L'acqua da B. Lux Tomadas e Interruptores com sua tampa de fechamento frontal e o exclusivo anel de vedação na parte traseira proporcionam a proteção necessária para o uso externo, sujeito à exposição da chuva e demais intempéries. Produto exclusivo B. Lux

7.7.22

TRE-SP começa a convocar mais de 400 mil mesários para as eleições


No país, o TSE prevê 2 milhões de mesários; as inscrições para quem quer participar ainda estão abertas

O TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) iniciou a convocação dos mais de 400 mil mesários que vão trabalhar na votação em 2 de outubro nas 101.627 seções eleitorais do estado, além das pessoas que auxiliarão nos trabalhos nos locais de votação. No Brasil, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) prevê 2 milhões de mesários em todo o país. 

As convocações são feitas por email e aplicativo de mensagens. Nos casos em que o contato por meio eletrônico não é possível, há o envio de correspondência. Os convocados devem confirmar o recebimento da convocação por meio do site do TRE-SP.

A partir do recebimento, o eleitor ou eleitora tem cinco dias para aceitar ou contestar a convocação. A contestação deve ser feita, mediante requerimento, junto ao juiz eleitoral. O trabalho é obrigatório, e a dispensa só ocorre em casos excepcionais. 

Os mesários são nomeados, de preferência, entre os eleitores do mesmo local de votação em que tenham se voluntariado.

Eleitoras e eleitores com mais de 18 anos e situação eleitoral regular podem se inscrever para participar das eleições deste ano como mesários voluntários.Nas eleições municipais de 2020, foram convocados mais de 320 mil mesários e cerca de 185 mil eram voluntários, um percentual de 57%.

Os benefícios de ser mesário

O mesário tem direito a dois dias de folga para cada dia trabalhado e também para cada dia de treinamento em emprego público ou privado.

Ele ganha auxílio-alimentação no valor de R$ 45 por turno de votação, além de ter preferência no desempate em concursos públicos que contemplem essa previsão no edital.

É possível, ainda, dependendo da universidade, utilizar as horas trabalhadas nas eleições como atividade curricular complementar.


A Justiça Eleitoral vai disponibilizar treinamento para os colaboradores,  por meio do aplicativo Mesários, bem como do Manual do Mesário, em que são abordados todos os procedimentos para atuação nos dias de eleição.

Quem pode ser mesária ou mesário?

• Eleitoras e eleitores maiores de 18 anos, em situação regular com a Justiça Eleitoral, podem receber convocação para trabalhar como mesárias ou mesários ou mesmo se voluntariar.

Não podem atuar como mesários

• Menores de 18 anos

• Candidatos e seus parentes, ainda que por afinidade, até o segundo grau, além do cônjuge

• Membros de diretórios de partidos políticos que exerçam função executiva também estão impedidos

• Servidores da Justiça Eleitoral

• Agentes policiais de quaisquer das carreiras civis e militares

• Ocupantes dos cargos de agente de segurança penitenciária e agente de escolta e vigilância penitenciária e guardas civis municipais.

6.7.22

Canal Dentário: dicas de cuidados pós cirurgia


Provavelmente, você nunca ouviu falar de endodontia, mas talvez conheça procedimentos odontológicos associados a ela, como o canal dentário.

A endodontia é a especialidade de tratamento de lesões e doenças da polpa e da raiz. Ela é responsável por eliminar problemas mais complexos para o paciente, como cáries ou até mesmo extrações dentárias.

Para quem possui um plano odontologico para mei é possível inclusive, fazer esses procedimentos na rede credenciada, de maneira gratuita.

Quando falamos em tratamento de canal, muitos pacientes ficam com dúvidas de quais cuidados eles devem ter após o procedimento.

Neste artigo, esclarecemos os aspectos mais importantes que envolvem o canal dentário e mostramos passo a passo como funciona esse tratamento endodôntico.  Continue lendo!

O que é o tratamento de canal?

O tratamento de canal dentário é um procedimento que envolve a remoção da polpa, um tecido encontrado na raiz de um dente.

Normalmente, é indicado quando a cárie está presente em um processo avançado que já causou danos à polpa.

O procedimento envolve a limpeza, preparo e preenchimento da área para selar o canal e evitar complicações ao dente para não ter que chegar ao ponto de extraí-lo.

Como saber se o seu caso é uma indicação para tratamento de canal?

Primeiramente, é importante lembrar que todo sintoma deve ser avaliado por um profissional, por isso não deixe de consultar seu dentista.

Caso sinta dor, inchaço ou até desconforto, informe um profissional e faça uma avaliação. Se tiver um plano dentario para mei, agende uma consulta e aproveite a cobertura do seu convênio.

Os sintomas mais comuns são:

  • Dor de dente;
  • Inchaço na área;
  • Trauma oral;
  • Fraturas;
  • Danos à estrutura dentária.

Agora que você já sabe sobre os sintomas, chegou o momento de descobrir como é o tratamento de um paciente que precisa fazer um canal. 

Como funciona o tratamento?

Seja por meio de um convênio odonto pme ou particular, assim como qualquer outro tipo de tratamento odontológico, um canal possui diferentes etapas importantes para garantir o sucesso final:

  1. Anestesia

O primeiro passo é aplicar a anestesia. Este é o único momento em que o paciente pode se sentir desconfortável. 

O truque é: respire fundo. Você pode fechar os olhos ou desviar o olhar, se necessário. 

  1. Diagnóstico de tamanho da polpa

Depois de não ter tido sensibilidade na área devido ao anestésico, é hora do dentista avaliar o comprometimento dos seus dentes. 

Isso é feito de modo visual, usando um equipamento chamado espelho de aumento.

  1. Acesso à raiz

Nesta fase, um profissional irá acessar sua raiz. Para fazer isso, você precisa ativá-lo.

Nesse momento, uma broca odontológica é usada e a ferramenta faz um pouco de barulho do motor. Mas não se preocupe: você não sentirá nada devido à anestesia, apenas um pouco de pressão.

  1. Remover tecido infectado

Agora, é hora de remover a parte afetada do dente. Várias ferramentas são utilizadas com o objetivo de “raspar” a parede do dente, removendo qualquer foco de infecção.

  1. Limpando a área afetada

O próximo passo é limpar a área. Para fazer isso, o dentista irá enxaguar a área, eliminando qualquer bactéria remanescente do interior do dente afetado.

  1. Restauração dentária

Depois, é o momento de fazer o recheio. Os dentistas preenchem as áreas vazias com materiais biocompatíveis projetados para evitar futuras contaminações dos dentes.

Ele "cobre" o dente com um dos materiais e coloca o paciente em casa.

  1. Colocação da coroa dentária

A última etapa é concluída somente após um certo período de tempo, que é a colocação de uma coroa — ela será a "cobertura" do dente.

É importante dizer que, a coroa dentária não substituirá toda a estrutura do dente, mas sim uma pequena parte.

A coroa pode ser feita de vários materiais. Mas, o ideal é discutir todas essas etapas com seu dentista antes do procedimento.

Além disso, vale dizer que, caso você tenha plano odontologico para microempreendedor individual, será possível continuar se consultando e garantindo a durabilidade do canal. É claro que, no particular, você também consegue, mas terá gastos muito maiores.

O que devo prestar atenção após o tratamento?

Apesar de ser um procedimento comum nos consultórios odontológicos, o canal dentário é um procedimento cirúrgico e requer alguns cuidados para que o tratamento seja bem-sucedido e restaure os dentes. Dentre eles:

  1. Evite alimentos duros

Não mastigue alimentos duros na área onde o tratamento de canal está sendo realizado, especialmente nas primeiras semanas após o procedimento.

É importante ingerir apenas comidas mais macias, pois é importante evitar fraturas ou até mesmo expor as restaurações provisórias utilizadas em alguns casos.

Este é um cuidado simples que pode fazer uma grande diferença no pós-operatório e na saúde do paciente.

  1. Preste atenção regularmente à higiene bucal

Alguns pacientes têm medo de escovar a área com uma escova de dentes ou fio dental. Mesmo que de forma mais suave e cuidadosa, essas rotinas devem ser mantidas.

Isso é importante para prevenir novas infecções e cáries. Existem alguns pacientes que precisam utilizar cremes dentais e enxaguantes específicos.

  1. Use o medicamento prescrito pelo dentista

Em alguns casos, seu dentista pode recomendar analgésicos e medicamentos anti-inflamatórios após o tratamento do canal radicular.

Eles são aliados importantes em caso de desconforto ou dor antes do fim do tratamento.

  1. Assuma o controle do seu tratamento de canal

Como mencionamos anteriormente, é sempre aconselhável visitar seu dentista regularmente para que ele possa acompanhar o progresso do tratamento, sinais de lesão ou se houver outros problemas clínicos que devem ser tratados.

Por isso, caso seu emprego ofereça beneficios plano odontologico empresas, comece a investir em sua saúde bucal e garanta o acompanhamento regular. 

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

5.7.22

Apresentação Linha Overlap B.Lux

Linha Overlap Blux é uma linha que atende o Sistema X ou Sistema Sobrepor.

É ideal para pontos extras de Tomadas e interruptores.

Oferece Sistema Modular para até 3 Módulos, super diferencial pois é uma das únicas no mercado que possui essa opção.


É composta por Caixa + Suporte + Placa:

A caixa já possui Pré corte para canaletas mais utilizadas no Mercado.

Utiliza os mesmos módulos da Linha Home B.Lux.

Proteção UV: 15 Anos de Garantia.

3.7.22

Prefeitura de SP já admite não realizar Carnaval de rua em julho por falta de patrocínio


Novo edital foi lançado e espera propostas de empresas até 7 de julho. Prefeito diz que não vai usar dinheiro público no evento

O Carnaval de rua de São Paulo, batizado de Esquenta Carnaval, agendado para os dias 16 e 17 de julho, corre o risco de não ser realizado. O prefeito Ricardo Nunes (MDB) afirmou nesta quinta-feira (30) que, se não houver patrocínio privado para custear o evento, "a prefeitura não vai colocar dinheiro público" para bancar os desfiles dos blocos. Um novo edital de patrocínio foi aberto e as inscrições pelas empresas devem ser feitas até 7 de julho.

A abertura de um novo certame foi feita porque no primeiro processo licitatório, divulgado no último dia 4, com lances a partir de R$ 10 milhões, nenhuma empresa se interessou em participar. Se, novamente, nenhuma entidade se inscrever na licitação, o Esquenta Carnaval não deverá acontecer. Nunes justificou a desobrigação do Executivo de bancar o evento pelo fato de a festa ser fora de época.

"Se não houver patrocínio privado, a prefeitura não colocará dinheiro público no Carnaval. Como é um evento extraordinário e não ordinário, ou seja, não está no rito normal das ações, a prefeitura não vai colocar recurso público", afirmou o prefeito. Mas Nunes mostrou otimismo. Diferentemente do primeiro edital, o segundo certame foi aberto com lances menores, a partir de R$ 6 milhões. "Eu creio que deva ter patrocinador, porque os valores foram reduzidos", disse Nunes.

O anúncio da eventual não realização do Carnaval demonstra um recuo em relação a uma reunião entre a Prefeitura de São Paulo, a Secretaria Municipal de Cultura e representantes dos blocos de rua. O encontro foi realizado no dia 4 de junho. Segundo um levantamento da prefeitura, anunciado no dia 7, 294 blocos haviam se inscrito para desfilar.

Como foi em 2021, o Carnaval de rua não aconteceu tradicionalmente no começo do ano em razão da pandemia. Em janeiro e fevereiro, o Brasil viu os números de casos positivos e vítimas da doença crescerem em todo o país impulsionados pela variante Ômicron.

Abril

Os desfiles das escolas de samba de Acesso I, Acesso II e Especial, na capital, foram adiados e realizados em abril no Sambódromo do Anhembi. Na ocasião, 17 blocos foram às ruas, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego. Os recursos do financiamento da festa foram coletivos ou dos blocos.

Inflação faz 65% dos brasileiros comprarem marcas mais baratas


Pesquisa mostra que qualidade de vida foi afetada; maioria cortou custos e tem dificuldade de pagar contas essenciais

Inflação, juros altos e o aumento dos preços de bens e serviços, que trazem consigo maior endividamento, custo de vida elevado e o empobrecimento das famílias, estão fazendo o brasileiro mudar seu comportamento, principalmente na compra de alimentos, no consumo de energia elétrica e na economia de combustível. Isso é o que mostra uma pesquisa realizada pela Proteste, a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor.

Ela faz parte de um estudo mais amplo, de que participaram os países-membros do Grupo Euroconsumers, referência global em defesa dos direitos dos consumidores: Bélgica, Portugal, Itália e Espanha. No Brasil, a pesquisa contou com 1.038 participantes, de todas as regiões.

Os resultados mostram que, desde o início do ano, mais de 90% dos entrevistados já mudaram seus hábitos nas principais áreas de consumo, especialmente em relação a energia elétrica, alimentação e mobilidade, em alguns casos incluindo também saúde e atividades sociais. Desses, 70% contaram ter desligado aparelhos ou evitado usá-los com a frequência a que estavam acostumados, para economizar energia elétrica.

Quanto à alimentação, 65% dos consumidores passaram a comprar no supermercado marcas de preço mais baixo, como as marcas próprias das redes, e uma em cada três pessoas diz ter cortado os alimentos não essenciais. A cada dois entrevistados, um afirmou que está comprando uma quantidade menor de peixe ou carne.

No que diz respeiro à mobilidade, três quartos dos respondentes revelaram ter mudado seu comportamento de consumo — são 45% os que estão deixando de usar o carro por conta do combustível mais caro e 28% os que disseram estar dirigindo de maneira mais econômica.

Deixar para depois

As famílias com renda mais baixa foram atingidas com maior intensidade, mas até consumidores que têm uma situação financeira "mais confortável" tiveram de mudar alguns hábitos. Mais da metade, 53%, afirma ter renunciado ou adiado a compra de roupas para si, 47% cortaram atividades sociais, como a ida a restaurantes e bares, e 30% tiveram de mudar os planos para as férias. Também teve uma parcela que cancelou o atendimento odontológico (29%), outra que adiou consultas médicas (26%) e um grupo que deixou para depois a compra de óculos ou aparelhos auditivos (20%).

O corte de custos essenciais revela que a qualidade de vida dos consumidores foi afetada. Quase um quarto de todos os entrevistados descreveu a situação financeira da família como difícil, sendo que 39% declaram que, neste momento, a condição é pior do que a de um ano atrás. E mais da metade dos entrevistados (58%) afirmou não ter margens ou economias para lidar com futuros aumentos de preços.

Apesar da piora em geral, entre os países que participaram do estudo o Brasil foi o que apresentou o maior percentual de consumidores que tiveram melhora no padrão financeiro. Quando solicitados a comparar a situação financeira atual com a de um ano atrás, 16% dos brasileiros afirmaram ter havido progresso. Em Portugal e na Espanha esse dado foi 9%, na Bélgica foi 8%, e na Itália, 7%.

“Sendo um país de renda média, o Brasil é fortemente impactado pela crise inflacionária. Mas, ao mesmo tempo, em função de sua concentração de renda e oportunidades, possui o maior percentual de pessoas, entre os países pesquisados, cujo nível de vida permaneceu igual ou está melhor do que um ano atrás”, comenta Henrique Lian, diretor de relações institucionais da Proteste.

2.7.22

Apresentação LINHA HOME B.LUX

A Linha Home B.Lux se destaca por ser MODULAR! 

Oferece diversas possibilidades, combinações e variedade na montagem!

Composta por Suporte+placa+módulos;
Linha de alto brilho nas Cores: Branca, Grafite e Marrom;

Módulos especiais: HDMI, RJ11, RJ45, USB CARREGADOR E DADOS, DIMMER E MUITO MAIS!


15 anos de Garantia 
Opções 4x2 e 4x4
Proteção UV CONTRA O AMARELAMENTO;

Design Inovador;
Robustez e Sofisticação

GeraLinks - Agregador de links