20.6.22

Quais os cursos mais procurados em 2022?


Após concluir o ensino médio, o sonho de muitos adolescentes é ingressar na universidade. No entanto, muitos ainda têm dificuldades com relação a escolha do curso, que de fato é uma decisão importante. 


Além dos adolescentes, muitos adultos que desejam ter mais uma graduação se pegam pensando em qual curso iniciar, e muitas vezes acaba até desistindo por conta de não ter certeza da escolha. 


Apesar dessa decisão ser importante, é uma decisão individual, onde o adulto e o adolescente devem levar em conta suas áreas de maior destaque na escola. Isso quer dizer que, se uma determinada pessoa tinha um maior domínio na área de ciências da natureza, um curso, como o de biologia, pode ser interessante. 


No entanto, pensando em facilitar o processo de escolha do curso, separamos aqui em nosso artigo, alguns cursos online gratuitos mais procurados para a graduação. Ao continuar a leitura, você pode ter uma luz e pensar com mais clareza em qual área seguir.

Gestão de recursos humanos

O curso de gestão de recursos humanos, sem dúvidas, é um dos mais procurados por diversas pessoas. Nesse curso, o aluno será preparado para trabalhar no RH de organizações públicas ou privadas de qualquer segmento. 


De forma mais abrangente, podemos dizer que o profissional da área de recursos humanos será o responsável por recrutar, selecionar, treinar e administrar as relações trabalhistas, além de prestar auxílio em qualquer tipo de dúvida relacionada ao trabalho. Por fim, vale destacar que é um curso rápido, com duração de apenas 2 anos, ou seja, quatro semestres.

Administração

Outro curso que também está sendo bastante procurado por diversos estudantes é o de administração. Nesse curso, os alunos serão preparados para gerenciar os recursos de uma instituição (privada ou pública) ou de uma empresa, seja por meios materiais, financeiros ou humanos. 


No caso do curso de administração, sua duração é um pouco maior, podendo durar 4 anos, ou seja, oito semestres, no entanto, alguns alunos podem levar mais tempo para concluir o curso, ao optarem fazer menos disciplinas por semestre. 

Marketing

Mais um curso muito procurado por diversas pessoas é o de marketing. O curso, que tem a duração de 4 anos, ou seja, 8 semestres, consiste em um conjunto de atividades, as quais devem ser desenvolvidas com o objetivo de compreender as necessidades dos clientes e do mercado, para atendê-las da melhor forma. 


Nesse caso, apesar do conceito estar bastante relacionado com a questão das vendas, o marketing engloba diferentes etapas que acontecem antes e depois da comercialização de um determinado produto ou serviço. 

Engenharia

Uma área bem clássica, que nunca deixa de ser concorrida, e que está entre uma das mais procuradas é a de engenharia. É um curso bastante longo, podendo durar até 5 anos, no entanto, nessa área, o estudante têm diversas opções de especializações, veja: 


  • Engenharia Civil;
  • Engenharia Florestal;
  • Engenharia Mecânica;
  • Engenharia Elétrica;
  • Engenharia Biomédica;
  • Engenharia Mecatrônica.
  • Engenharia da Computação;
  • Engenharia de Produção;
  • Engenharia Ambiental e Sanitária.
  • Engenharia de Alimentos.

Medicina

Outra área que também é muito procurada pelas pessoas é a área da saúde, ou seja, medicina. Assim como o curso de engenharia, o curso de medicina tem uma duração bem longa, podendo chegar a 6 anos, sendo 2 anos para o ensino básico, 2 anos para os estudos clínicos e 2 anos para o internato. 


Além disso, o curso de medicina oferece ao estudante diversas áreas de especialização: cardiologia, neurologia, radioterapia, pediatria, patologia, oftalmologia, infectologia, homeopatia, endocrinologia, dermatologia, dentre muitas outras. 

Direito

Outro curso bem clássico e que sempre está em alta entre os cursos mais procurados pelos estudantes é o de direito. É um curso com a duração igual ao curso de engenharia, ou seja, de 5 anos, no entanto, de acordo com o Ministério da Educação, o aluno pode colar grau mesmo sem cumprir o prazo mínimo.


Nesse curso, os estudantes são preparados para se tornarem profissionais qualificados, capacitados para cuidar da aplicação de leis e normas jurídicas, no entanto, é um curso que permite ao aluno escolher a área de atuação que mais lhe agrada. 

Publicidade e Propaganda

Em sétimo lugar, um dos cursos mais procurados pelos estudantes é o de Publicidade e Propaganda. É um curso com uma duração de 4 anos, ou seja, 8 semestres, e apesar de ser muito parecido com o curso de marketing, conta com algumas diferenças. 


Nesse curso, os alunos serão instruídos de forma a conseguirem fortalecer a imagem das marcas e empresas, junto com o público, através da criação de campanhas e peças publicitárias, promovendo serviços, produtos e ideias.

Odontologia

Outro curso da área da saúde que também é bastante procurado por diversos estudantes é o de odontologia. É um curso que tem duração mínima de 5 anos, e é uma das áreas essenciais, já que atua na saúde.


Assim, se você tem dúvida em qual curso escolher, considere algumas das dicas mencionadas aqui e seja um profissional de sucesso.

Saiba como aprender a falar inglês através do português


Ao contrário do que muitos pensam que quando vai aprender inglês não pode usar o português, isso não é verdade, pelo contrário pode até ajudar mais no seu desenvolvimento.


Atualmente existem vários métodos de falar inglês através do português, um deles é fazendo aulas totalmente online e que ainda vai te render um certificado. Agora não tem mais desculpas na hora de aprender um novo idioma, com uma maneira mais prática, fácil e você pode assistir às aulas do conforto da sua casa, quando e como quiser.


Há vários lugares que já estão aderindo a essa nova modalidade de aprender a falar inglês. Sem contar, que hoje em dia muitas empresas têm optado por contratar pessoas que saibam falar inglês, ou seja, isso já não mais um diferencial e sim um requisito no currículo da pessoa.


Se você deseja se dar bem na sua carreira profissional, não perca mais tempo e comece a ter cursos com aulas online. Mas você deve estar se perguntando, se você terá o mesmo suporte que teria se você estivesse em aulas presenciais, pois saiba que sim, nas plataformas atualmente existem vários canais que você pode se comunicar com os professores e tirar suas dúvidas.


Segundo professores, aprender a falar em inglês é uma das melhores técnicas que podem ser utilizadas para aprender inglês da melhor forma possível, além disso, aprender o idioma dessa maneira vai diminuir ainda mais o tempo que você faz para realizar o curso, aprendendo muito mais rápido.


Para poder aprender o inglês, você precisa estudar o português, parece uma ideia um pouco maluca, mas dá muito certo. Vamos dar um exemplo, se você tem um texto sobre Direito, alto que você não  tenha muita familiaridade, pode ser bem complicado ler ele em inglês, certo?


Agora se você pega um texto sobre futebol, é algo que se torna bem mais fácil de se traduzir do inglês para o português, isso acontece, pois, quando estamos lendo uma coisa que temos mais familiaridade que é o caso do futebol, onde qualquer pessoa no Brasil possa falar sobre, fica muito mais fácil aprender.


Quando já estamos familiarizados com os termos e as palavras é bem mais simples de aprender e passar para o inglês o que estamos querendo dizer. Por isso é tão importante ter diversas informações em português, leia bastante, tente introduzir aos poucos o idioma no seu dia a dia. Com isso, você vai aprendendo cada dia mais e vai chegar um momento que você mesmo vai aumentar o seu grau de dificuldade aprendendo e pode até mesmo ler um texto com termos difíceis como o de Direito.


Você deve aproveitar todas as oportunidades que tem de ler e aprender, tire dúvidas com seu professor, faça pesquisas. Vá a fundo naquilo que você almeja. Agora veja algumas dicas para você aprender outro idioma.

Faça uma imersão

Nada melhor do que ter a oportunidade de interagir com pessoas nativas, ou seja, que falem inglês, pois com isso você pode ir conversando com a pessoa e conseguindo traduzir o que ela fala.


Ou você também pode fazer é falar coisas em português, para que a pessoa repetir em inglês, isso vai ajudar a você memorizar as palavras e o modo correto que se pronuncia. 

Não tenha vergonha de errar

Você não deve ter medo de aprender, pois, é exatamente isso, você está tentando aprender algo novo e sempre que tentamos aprender algo novo vai ter erros e acertos. 


Por isso não se envergonhe por conta disso, você está procurando melhorar suas habilidades, então sinta-se orgulhoso de estar tentando. Gradualmente você vai conseguir o sucesso, aprenda no seu tempo, faça atividades, inclua o inglês na sua rotina, só não desista.

Use a música

Sempre tem aquela música que nós gostamos de cantar em inglês, ou pelo menos tentar cantar. Você pode usar isso ao seu favor, coloque a sua música preferida em outro idioma e acompanhe a letra, tanto em inglês quanto em português, assim você vai começar a ter noção do que significa as palavras.


Existem muitos sites hoje em dia, que tem essa possibilidade de acompanhar às duas letras ao mesmo tempo, isso vai te ajudar muito.

Não tenho medo de verbalizar

Você não deve ter medo de tentar falar as palavras e ir repetindo até que você pronuncie da maneira correta, aprender é assim mesmo, é um treino diário que você vai evoluindo cada dia mais. É como se você fizesse exercícios físicos, para obter resultados você vai à academia todos os dias treinar. Pois, você não terá resultados se não praticar atividades físicas.


Aprender a falar inglês é a mesma coisa, você precisa se dedicar aos estudos todos os dias, algumas horas por semana, para que o resultado aconteça. Quanto mais tempo você dedicar ao estudo, maior será o resultado e em menos tempo você verá isso acontecer. 


Sociedade empresaria: conheça os principais tipos


Você conhece os tipos de sociedade empresaria existentes no Brasil? Um dos tipos mais adotados é a sociedade limitada. Mas apesar disso, é preciso saber que existem outros que talvez sejam mais adequados à sua necessidade. Conheça quais são eles neste artigo.

Tipos de sociedade empresaria

Existem vários tipos de sociedade que se pode adotar na hora de montar a sua. Por isso, é importante conhecer o básico de cada, apesar de a sociedade limitada ser a mais utilizada. 


Além disso, consulte um contador para verificar se o tipo escolhido é realmente o ideal para seus objetivos.

Sociedade Simples

O tipo mais básico de sociedade destinado a atividades de prestação de serviços com mais de um sócio definido no capital social da empresa.  Suas normas são definidas pelo Novo Código Civil. Normalmente, é o tipo de sociedade escolhida por, advogados, médicos, artistas, entre outros.

Sociedade Limitada

Tipo de sociedade mais voltada para empresas de pequeno porte, uma vez que a responsabilidade de cada sócio é estabelecida a partir do seu capital social. É um dos modelos mais conhecidos e também um dos mais comuns de sociedade. 


Outra característica da sociedade limitada é a definição de um administrador, que não precisa ser um dos sócios, para representar legalmente a empresa. Ele é escolhido através de votação dos sócios. Além disso, seu nome deve constar no Contrato Social. 

Sociedade Anônima

Também conhecida como S/A, a Sociedade Anônima representa um modelo de sociedade com um nível de maturidade maior do que o primeiro negócio. Neste tipo de sociedade, o capital não está em nome dos sócios, mas sim, de ações.


É preciso ter, pelo menos, sete acionistas cujas responsabilidades são determinadas conforme suas ações. Assim, é o tipo de sociedade adotado por grandes corporações, nas quais as decisões precisam de tempo para serem discutidas e avaliadas pelo conselho de acionistas.


Portanto, são empresas que podem ter capital dividido em capital aberto (valor pode ser negociado na bolsa de valores) e capital fechado ( não permite a negociação na bolsa de valores). 


Sociedade em Nome Coletivo

Neste formato é estabelecido que todos os sócios da empresa respondem igualmente por obrigações financeiras e fiscais. Também permite que os sócios estipulem as suas responsabilidades dentro do Contrato Social, independente de equidade. 


Sociedade em Comandita Simples

Este é um formato de sociedade mais complexo, em que as obrigações são divididas entre os sócios conforme seus deveres financeiros e fiscais, e devem estar discriminadas no Contrato Social. A divisão se dá de duas formas:


  • os comanditados - aqueles que possuem obrigações fiscais do negócio;
  • os comanditários - os que possuem obrigações somente com relação ao valor da sua cota de participação na sociedade.


É comum que neste tipo de empresa o nome dos sócios esteja acompanhado de alguma expressão que indique esse formato como, por exemplo, & Cia.


Sociedade Comandita por Ações

É aquela em que o capital dividido é dividido em ações. No entanto, as responsabilidades sociais são ditadas por um diretor nomeado e não por acionistas. 


Neste caso, não há proteção de bens dos sócio em casos como falecimento (exceto quando o capital da empresa estiver negativo). E a saída de um dos sócios precisa ser decidida por todos os sócios em conjunto.

Cooperativa

Este modelo de Sociedade exige a participação de pelo menos 20 pessoas para formar essa sociedade. Além disso, todos os associados podem participar de forma limitada ou ilimitada, dependendo se os sócios respondem somente pelo valor da sua cota de participação ou pelas obrigações do negócio como um todo. 

Sociedade em Conta de Participação

Para formar uma sociedade em conta de participação, é preciso ter dois ou mais sócios, e é voltada exclusivamente para comércio, em que pelo menos um dos sócios é comerciante, não havendo registo de firma social.


Tem como vantagem menos burocracias quando comparada a outros casos e possui um prazo específico para o fim da sociedade.


Sociedade de Advogados

Este é um tipo diferente de sociedade já que atende a profissionais do Direito credenciados de forma a exercer a função na constituição de uma sociedade simples ou uma sociedade unipessoal de advocacia (SUA).


Sendo assim, o advogado pode participar apenas de uma sociedade e, conforme a legislação, o nome dessa sociedade deve fazer referência a um dos associados.


Conclusão

Diante de tantas possibilidades, na área de constituir a sociedade, o ideal é procurar a orientação e assessoria de uma contabilidade ou contador para determinar o melhor tipo de sociedade para o seu caso.


Apesar disso, normalmente, o tipo de sociedade mais utilizado pelos brasileiros é a sociedade limitada. Já na área do Direito, a opção é pela sociedade unipessoal de advocacia e não podemos esquecer as cooperativas que têm papel importante na sociedade.

Digital Storytelling: A estratégia para conquistar a sua audiência


Se existe um método que vem ganhando cada vez mais espaço no meio digital e no marketing em si, esse método é o storytelling. Empresas vêm adotando essa forma de contar histórias e narrativas para envolver mais seu público e aumentar o número de leads e clientes.


Mas essa prática já é antiga, utilizada por escritores, até mesmo por jogadores de RPG de mesa e que hoje em dia se torna quase que essencial para criar certos vínculos com as pessoas que se interessam pelos serviços e produtos da marca.


Com isso em mente, o texto de hoje irá abordar o Digital Storytelling, mostrando o que é essencial para fazer com que o trabalho apenas ganhe mais espaço, quais os pontos positivos, benefícios e como aplicar no dia a dia de sua organização.


Não importa se estamos falando de uma empresa de projetos estruturais ou uma loja de produtos geek, sempre que conseguimos utilizar histórias para chamar a atenção das pessoas, a chance de sucesso do produto aumenta bastante.


Histórias tem o poder de gerar muito interesse em todo tipo de público, sejam elas mais técnicas ou até mesmo mais lúdicas. Ela consegue envolver, despertar gatilhos mentais e até mesmo tornar a aquisição de um produto ou a jornada de compra diferente.


Um leigo pode não se interessar por serviço de calibração, mas, se contada da maneira correta, as histórias digitais genuínas conseguem impactar o público. Em outras palavras, elas são poderosas e podem manter a fidelidade e chamar pessoas para o seu negócio.


Por se conectarem de forma tão profunda e natural com as pessoas, o conceito de Storytelling vem sendo cada vez mais desenvolvido, buscando sempre impactar pessoas e modos de ser expandido, afinal, de nada adianta uma grande história se ela ficar parada em sua gaveta.


E mesmo que estejamos falando de uma consultoria ambiental, vale muito mais a pena investir em histórias curtas com bom potencial do que em longa que pode ser apressada, mal acabada e tomar muito tempo do seu público.


Com isso em mente, os tópicos a seguir irão melhorar explorar o tema e te deixar ciente do que é necessário e como aplicar o storytelling em sua empresa, também destacando alguns benefícios que com toda certeza serão muito úteis ao longo do tempo que utilizar essa estratégia.

Conheça quais são os principais requisitos

Agora que já ficou mais claro como o storytelling pode ser muito bem aproveitado pela sua marca, chegou o momento de se aprofundar mais no tema e entender como ele é utilizado e quais os requisitos para que a sua marca o insira em seu negócio.


Assim como é preciso ter em mente alguns passos e até mesmo técnicas para se criar e instalar um forro de fibra mineral modular, com o método do storytelling não é diferente. Ele utiliza de diversas ideias que podem ser bem organizadas para a sua construção.


Ou seja, para que ele seja melhor desenvolvido e, consequentemente, mais eficaz, é preciso que:


  • Se tenha um foco do produto;
  • Uma boa narrativa;
  • Personalidade de marca forte;
  • Utilize a cultura pop.


Cada um desses insights ajudam não só a aumentar o alcance e efetividade do método, mas também a conversar e se conectar com um maior número de pessoas, garantindo que elas se sintam representadas ou no mínimo, interessadas no que a marca tem a dizer.


Quando a sua empresa decide qual produto será utilizado o storytelling, independentemente se é algo mais simples ou um controlador de acesso, isso ajuda na identificação do cliente, ou seja, a organização precisa mostrar que esses serviços e o benefício de aquisição estão presentes no produto e que o cliente pode conseguir isso.


Já quando pensamos em narratologia, é preciso desenvolver uma história que seja boa, simples e que cative o público. 


Histórias muito complexas são interessantes, mas depende da hora e do momento, e é muito mais fácil conquistar o público de forma rápida, sem fazer com que pensem muito sobre o assunto.


Isso não significa que não é preciso ter zelo ou que irá desenvolver uma história qualquer para seu papel Interfolha. Significa apenas que menos é mais e, às vezes, por querer inovar, acabamos colocando elementos demais, afastando o público-alvo.


A personalidade da empresa, a essência da mesma, conta muito nessas horas pois, se até o momento ela sempre foi uma marca genérica, pode demorar mais ou o storytelling terá menos impacto do que o esperado. É preciso trabalhar os arquétipos da marca.


Por isso é tão importante o diferencial, trabalhar nas redes sociais e saber os valores e a missão da marca. Esse tipo de atitude não só faz com que a sua organização tenha mais autoridade no segmento de mercado, como impulsiona as estratégias de produto.


Por fim, mas não menos importante, pensemos em um estudo de seletividade elétrica precisa estar de alguma forma ligado a cultura pop, com os assuntos que bombam no momento e essa pode ser uma ótima oportunidade para utilizar seu storytelling.


Não importa se irá abordar bandas, super heróis ou assuntos do mundo geek. 


O que importa é como irá construir sua narrativa de forma que consiga atrair esses públicos que são muito engajados e conseguem fazer com que até um serviços de implantação de servidores consiga ter muita relevância, mesmo que seja do meio deles.


Portanto, utilize seus canais de comunicação, redes sociais e invista bastante no marketing. Isso fará com que cada vez mais pessoas não só conheçam a sua marca, mas que atribuam certo valor a ela por se preocupar na maneira como transmite suas ideias.


Isso sem mencionar ainda que métodos diferentes se destacam no mercado pelo simples fato da empresa não ficar presa nos modos tradicionais. É uma excelente oportunidade de mostrar ao seu segmento de mercado para que a sua organização veio.

Os benefícios do digital storytelling

Entendemos até o momento o conceito do digital storytelling e como ele é essencial para se criar um diferencial nos dias de hoje. Portanto, chegou a hora de compreender seus benefícios e do que a sua empresa pode usufruir. Confira os tópicos abaixo.

01 - Transmite muita personalidade

Como dito ao longo do texto, o storytelling cria um grande diferencial no mercado e é muito atrativo para o público, principalmente para aqueles que ainda não estão acostumados a esse tipo de estratégia. 


O simples fato de sua empresa contratar pessoas dedicadas a isso, ter uma equipe responsável por desenvolver as histórias e conectá-las de forma que crie conexão com o público já mostra uma certa autoridade no mercado e estilo de expansão muito forte.


Em outras palavras, mostra para todos que a sua empresa está conquistando seu espaço e fará isso de forma diferente e única, consolidando uma maior base de clientes e gerando leads de forma muito natural e orgânica.

02 - Atinge em cheio o emocional

Uma boa história é aquela que mexe com a gente de alguma forma e, seja em filmes, livros ou jogos, cada história possui um objetivo e, quando ela é desenvolvida de maneira eficiente, não só atinge nosso emocional mas causa um marco em nós.


Portanto, pense que como irá estruturar suas histórias para que façam seus leads e clientes refletirem sobre, pensarem nela e até mesmo indicar seus produtos, serviços e a própria marca para outras pessoas, querendo que seus amigos sintam o mesmo que eles.


O mais importante de tudo é não criar histórias falsas e tentar mascarar elas de forma a forçar o consumidor a acreditar que são. Isso não só pega mal para a empresa como faz com que perca credibilidade.

03 - Produção de conteúdo constante

Para que uma empresa consiga crescer e ganhar público nos dias atuais é preciso criar conteúdo constantemente para que os usuários consumam e, consequentemente, voltem para o site, blog ou página da marca procurando por mais.


O storytelling é praticamente um método onde a sua organização estará o tempo todo gerando conteúdo para o público, fazendo com que mais pessoas voltem para o site buscando por novas experiências e consigam enxergar o real valor daquilo.


As pessoas estão na internet para consumir conteúdo e, independentemente do ramo da sua empresa, é necessário que o faça para que assim continue sendo relevante e não se perca no tempo, insistindo em estratégias que não dão o mesmo retorno.


Com o storytelling ao seu lado, é possível envolver o cliente e criar histórias únicas, fazendo com que a fidelização e lealdade deles cada vez mais se torne mais poderosa.


O digital storytelling é uma excelente estratégia para atrair cada vez mais público e fazer com que sua empresa ganhe espaço. Continue estudando-o ao máximo para aprimorar ainda mais a sua técnica e causar a diferença em seu segmento de mercado.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Metaverso: Saiba o que e porque essa tecnologia é tão desejada


O
metaverso não é um conceito totalmente novo, mas a velocidade com que recentemente aparece em manchetes é impressionante. Além disso, seu significado parece se expandir à medida que as empresas cada vez mais notáveis começam a incorporá-lo.

Em suma, diz-se que o metaverso pode ser descrito como um mundo 3D online onde pessoas e empresas podem se conectar virtualmente.

É uma combinação de realidade virtual, realidade aumentada e mídia social, com jogos online e criptomoedas para criar um ambiente “vivo” completamente virtual para seus usuários.

Com grandes quantidades de capital, vários gigantes da tecnologia, como contabilidade especializada em ti, continuam a colocar seu dinheiro na criação do metaverso com suas possibilidades ilimitadas.

O impacto potencial pode ser enorme e muitos acreditam que pode ser o próximo avanço tecnológico em grande escala depois da internet.

O Facebook é uma empresa que recentemente passou por um grande ajuste em sua marca. Ela agora é Meta e a empresa tem planos de fazer movimentos significativos no mundo do metaverso nos próximos anos como desenvolvimento de software automação comercial.

O que é o metaverso?

Filmes como Tron e Matrix há muito tempo imaginam mundos digitais que têm tanto peso quanto os reais. O metaverso é basicamente um filme de ficção científica se tornando real.

O metaverso é exatamente isso, um mundo digital acessível por meio de óculos de realidade virtual, povoado por pessoas reais que controlam avatares digitais e cheio de infinitas possibilidades.

Ele é, portanto, um mundo virtual no qual usuários, empresas e plataformas digitais podem existir e interagir. Isso inclui tudo, desde plataformas virtuais sociais, de sistema comercial, de jogos até NFTs (também conhecidos como tokens não fungíveis).

Pode parecer um conceito novo, mas a ideia de um mundo digital multiplataforma existe há anos. Vimos isso tomar forma em tudo, desde videogames a mídias sociais.

O que você pode fazer no metaverso?

Com as definições de alto nível fora do caminho, vamos dar uma olhada em algumas ações específicas que você já pode realizar no metaverso. Devemos lembrar que ele vai ser uma plataforma social em primeiro lugar.

Mas é claro que se estende também às transações de criptomoedas e aquisições de NFT. Além disso, ele também pode oferecer:

  • Inovações em comunicação;
  • Potencialização de tecnologias de segurança de dados;
  • Novas oportunidades de branding;
  • Promoção de uma economia virtual.

Uma plataforma de jogos digitais da qual os usuários podem jogar através de uma biblioteca de videogames é outro exemplo. Nela, os usuários podem socializar através desses jogos de gerenciamento de resíduos, por exemplo.

Ainda que os jogos sejam um exemplo, as mídias sociais têm servido há muito tempo como uma maneira de os profissionais conhecerem colegas e clientes. O metaverso é uma extensão natural disso.

Invista e faça negócios

Os termos “NFT” e “criptomoeda” estão populares no cotidiano, especialmente nos últimos anos de pandemia. Ambos se referem aos pilares de construção do metaverso, na maneira de investir nessa nova plataforma.

Criptomoeda

Criptomoeda é um termo que abrange várias plataformas de moeda digital. Ela é uma moeda digital não regulamentada executada por meio de um sistema em rede.

Uma das vantagens desse tipo de moeda é que ela não é lastreada nacionalmente, ou seja,  seu valor é o mesmo no Brasil, Japão ou em qualquer outra nação.

Nesse sentido, o metaverso é uma plataforma global que tem a criptomoeda como atrativo para muitos usuários. Com isso, é muito interessante direcionar seus investimentos para o metaverso, pois eles podem agregar valor a longo prazo.

Token não-fungível

Falando em investimento, os tokens não-fungíveis (NFTs) se tornaram uma base angular do metaverso. Um NFT é um adesivo de exclusividade para definir que tal coisa é uma propriedade de bens digitais. Ele pode, portanto, ser uma foto, obra de arte, música, etc.

Um NFT autentica a propriedade de tudo o que está anexado e certifica seu valor, que é exclusivo do item, portanto a parte “não fungível”. Basicamente permite que você compre os tijolos e terminais hidráulicos que compõem a rede mundial.

Assim como as criptomoedas, nesse momento, os NFTs também são um alvo interessante para investimento, pois seu valor geral está aumentando significativamente. Alguns já foram vendidos por milhões de dólares.

E o valor do NFT hoje tem a tendência de continuar subindo, portanto é também um ótimo momento para cunhar alguns dos seus produtos, como um usinagem de peças CNC. Quase qualquer item online pode ser um NFT.

Loja

Hoje em dia as criptomoedas estão de tal modo popularizadas que você praticamente pode usá-las para adquirir qualquer coisa na vida real. Ao mesmo tempo, você também pode comprar coisas no metaverso.

Esteja você construindo seu inventário de NFTs, abrindo sua empresa de consultoria ambiental digital, construindo o mundo do seu avatar em uma plataforma de jogo ou mídia social, há muitas compras para fazer neste novo espaço virtual.

Os imóveis digitais, por exemplo, são exatamente o que parecem: pedaços de terra virtual em mundos online. Essa área, inclusive, já tem um termo próprio cunhado: o imobiliário digital, que já faz parte de uma identidade no metaverso.

Como se acessa o metaverso e o que isso significa para nosso modo de vida?

O metaverso, como imaginado por Zuckerberg, está muito longe. De acordo com suas estimativas, muitos dos produtos relacionados ao metaverso que a Meta está desenvolvendo não estarão disponíveis pelo menos nos próximos 10 a 15 anos.

O hardware com distribuidor de fibra de vidro desempenhará um papel importante no acesso ao metaverso, pois os usuários compram seus próprios óculos VR para levá-los de suas salas de estar para o mundo virtual.

Os usuários colocarão seus óculos sempre que desejarem acessar o metaverso, usando sua conexão com a internet.

No entanto, é provável que haja maneiras menos envolventes de experimentar o metaverso para pessoas que não possuem os equipamentos necessários, que são caros.

Ainda em um futuro próximo você poderá se teletransportar instantaneamente em um holograma no escritório sem deslocamento, para um evento com seus amigos ou até mesmo na sala de estar de seus pais para se encontrar.

Em vez de objetos tangíveis montados em fábricas, os itens serão criados por designers de todo o mundo.

Realidade ou utopia digital?

É provável que o metaverso possa se transformar em uma utopia digital, onde podemos nos comunicar com pessoas de todo o mundo instantaneamente atingindo uma massa de pessoas.

Mas nem todo mundo está interessado em se envolver na socialização digital. Mesmo que o próprio metaverso seja gratuito, o equipamento de alto preço necessário para experimentá-lo completamente é um obstáculo para o acesso.

É também uma questão de conexões humanas. Enquanto estamos fora de casa ou trabalhando sozinhos, é um sentimento muito real e poderoso que milhões de pessoas experimentam.

Uma xícara de café no metaverso compete com uma conversa com amigos no café próximo? A sensação de solidão e isolamento pode ter um impacto significativo no metaverso, pois não há nada como um abraço, um aperto de mão ou um sorriso.

Práticas de trabalho no metaverso

Se há uma coisa que a pandemia provou foi que as pessoas não estão satisfeitas com seus horários de trabalho e longas viagens para se deslocarem. Muitas pessoas estão optando por trabalhar remotamente e procurando empresas que permitam trabalhar em casa.

Outras estão abandonando o caminho tradicional para trabalhar para empreendedores e estão optando por oportunidades de freelance.

Se você deseja trabalhar em qualquer lugar do mundo, o metaverso pode transformar a maneira como trabalhamos juntos para negócios e especialmente em escala global.

De escritórios a entrevistas virtuais, há muitas coisas que podem ser realizadas online em vez de pessoalmente.

O metaverso pode transformar reuniões de equipe chatas de 2D para 3D e permitir que você se coloque dentro de seu escritório virtual e sinta que está sentado ao lado de seus colegas de trabalho.

Se o metaverso puder ser integrado com tecnologia moderna e software de escritório, você poderá criar facilmente a apresentação de slides que fez offline e apresentá-la aos colegas na sala de reuniões do metaverso.

Você também pode dar a um amigo avatar o arquivo para baixar em seu próprio ritmo em casa.

Não é difícil ver por que isso pode ser atraente, mas as empresas devem estar preparadas para eliminar os escritórios.

Apesar das vantagens do trabalho remoto para a moral da equipe, bem como para a retenção, os empregadores têm apreensões sobre a produtividade e o gerenciamento do tempo como uma barreira à possibilidade de permitir que os funcionários trabalhem remotamente.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

GeraLinks - Agregador de links