Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta streaming. Ordenar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta streaming. Ordenar por data Mostrar todas as postagens

17.1.20

Os melhores serviços de streaming para 2020

Seja Diferente, Junte-se ao Seja Hoje Diferente.


Os serviços de streaming são tendência mundial e cada vez mais invadem as rotinas das pessoas. Sua popularidade faz com que diversas plataformas sejam oferecidas e é preciso entender sobre suas especificidades para escolher o que mais tem a ver com seu perfil e qual será o mais adequado pagamento em serviços de streaming, certo? 

Esses serviços são aqueles conteúdos que você consome pela internet e que estão em fluxo constante para seu computador ou smartphone. 

Com a sua popularização, não faltam plataformas para a escolha do consumidor. Por isso, selecionamos os melhores serviços para 2020. Confira!

Netflix

Não tem como não conhecer a mais famosa dos serviços de streaming da atualidade que chegou ao Brasil em 2011. Por uma assinatura mensal é possível assistir em até 4 telas simultâneas em HD.

O serviço conta com filmes, seriados e desenhos de diversos estúdios de canais, além de estar investindo cada vez mais em seus conteúdos exclusivos. A plataforma americana se dedica cada vez mais aos países em que está, com grandes produções brasileiras e espanholas, por exemplo.

O gigante do streaming custa R$21,90/mensal em seu plano Básico, R$32,90 no Padrão e R$45,90 no Premium.

Amazon Prime Video

Mais recente no Brasil, o Prime Video da Amazon já tem conquistado uma legião de fãs pelo seu catálogo cheio de lançamentos e seu preço acessível para aqueles que não querem perder um bom entretenimento.

A Amazon Prime Video contém filmes, séries e músicas que podem ser acessadas em até 3 dispositivos por R$9,90 por mês ou plano anual de R$89,90. Antes de começar seu pacote, é possível fazer um teste gratuito de 30 dias e conferir o que há de melhor no serviço de streaming.

A assinatura do Prime Video inclui também o acesso ao Twitch Prime, que permite que os usuários recebam jogos gratuitos, assistam a vídeos e transmissões de jogos sem anúncios e tenha acessos diferenciados.

Telecine Play

O Telecine Play é um serviço de streaming dos Grupos Globo e se destaca pelos seus lançamentos e atualidades. O serviço não tem necessariamente a ver com algum canal por assinatura e pode ser assinado individualmente.

O serviço oferece conteúdo de alta definição, até 3 telas por vez e parcerias com algumas redes de cinema para meia-entrada dos assinantes. O serviço vai de R$23,90/mensal no plano Básico até R$37,90/mensal no plano Completo.

Ele também pode ser acessado por aqueles que tenham acesso ao Telecine pelo seu pacote de TV à cabo, cujos valores variam de acordo com a operadora.

Globoplay

A Globo vem forte na concorrência das plataformas de streaming com o Globoplay. Lançado em 2015, mas recebendo cada vez mais investimentos, a plataforma conta com séries de conteúdo original e que chegam antes do que na programação televisiva, filmes e materiais nacionais e internacionais.

Além disso, é possível ter acesso a conteúdos musicais exclusivos, programas e canais da Globo, como Multishow, GNT, Gloob, 24h de Big Brother Brasil e capítulos completos de novelas atuais e que já foram exibidas.

O serviço custa R$21,90/mês e oferece 7 dias grátis de teste.

Netflix

E claro, não tem como não conhecer a mais famosa dos serviços de streaming da atualidade que chegou ao Brasil em 2011. Por uma assinatura mensal é possível assistir em até 4 telas simultâneas em HD.

O serviço conta com filmes, seriados e desenhos de diversos estúdios de canais, além de estar investindo cada vez mais em seus conteúdos exclusivos. A plataforma americana se dedica cada vez mais aos países em que está, com grandes produções brasileiras e espanholas, por exemplo.

O gigante do streaming custa R$21,90/mensal em seu plano Básico, R$32,90 no Padrão e R$45,90 no Premium.

Mubi

O Mubi é uma plataforma de filmes clássicos, independentes, premiados e que fogem do eixo Hollywoodiano. Seu diferencial é que os filmes são escolhidos por especialistas e a cada dia um filme é lançado e o assinante tem até 30 dias para assisti-lo.

Dessa forma, a plataforma sempre se atualiza e nunca deixa de levar novidades para quem assina. O Mubi custa R$27,90 por mês e tem 7 dias de teste gratuito.

Crunchyroll

O Crunchyroll é uma plataforma para os amantes de animes e mangás, as famosas animações japonesas. Muitas são as temporadas e lançamentos disponíveis dos conteúdos para os fãs. A plataforma de streaming custa R$25,00 mensais + impostos.

El Plus

Os serviços de streaming vão além de filmes e séries e contemplam também os amantes do esporte, como o caso do El Plus. Esse é o serviço do Esporte Interativo e oferece conteúdos exclusivos, jogos da Champions League e Nation League, além de diversas transmissões em alta definição.

O serviço está disponível por R$19,90/mensal ou R$13,90 no plano anual.

Spotify

Para os amantes da música, o Spotify é um famoso serviço de streaming. Nele é possível criar playlists e acompanhar diversos artistas nacionais e internacionais.

O Spotify tem a opção gratuita, em que o usuário pode ouvir músicas em ordem aleatória e conta com propagandas. Já com o Premium é possível baixar as músicas e ouvir onde quiser e sem internet, não contém anúncios e é pode-se pular faixas quantas vezes quiser.

O pacote Premium custa R$16,90 por mês e o serviço também conta com Premium para universitários, que custa R$8,50/mensal ou Spotify Família, por R$26,90 por mês e aceita até 6 contas Premium de pessoas do mesmo endereço.

Não faltam opções de serviços de streaming para os usuários, que vão de entretenimento, música, esportes e muitas outras opções.
Você já utiliza algum desses serviços? De qual deles você gosta mais? Aproveite nossa seleção dos melhores serviços para esse ano e faça já suas assinaturas!

19.2.20

Vale a pena contratar serviços de streaming pré-pago?

Fortes e Unidos Somos Melhores!
Seja Hoje Diferente:

Divulgação Reprodução

Contratar serviços de streaming através de um cartão de crédito sem anuidade é uma das atitudes preferidas dos jovens: a cobrança, feita automaticamente, pode ser facilmente rastreada - especialmente quando o banco possui aplicativo, o que tem se tornado cada vez mais comum - e costuma ser enxuta.

Algumas pessoas, no entanto, têm receio de fazer um cartão do gênero ou preferem ficar apenas com o cartão de débito, uma vez que acreditam que dessa forma podem ter mais controle financeiro.

Independente da sua escolha, você pode desfrutar de serviços de streaming, os quais normalmente são pagos através de cobranças no crédito, de outra forma: através da aquisição de planos pré-pagos.

Neste artigo, falaremos mais sobre os planos existentes, explicando seus prós e contras. Se você gostaria de entender melhor a questão, fique por aqui!

Serviços de streaming pré-pago: como funcionam?

Como o usuário não tem a possibilidade de enviar a cobrança para um cartão de crédito, ele deve fazer o pagamento antecipado do mês (ou meses de uso). 

Alguns serviços permitem ao cliente que compre cartões de serviços em lojas de variedades, enquanto outros dão opção de boleto bancário. 

A pergunta que não quer calar é: vale a pena?

Se você tem ressalvas quanto à utilização do cartão de crédito, não gosta de colocar seus dados em plataformas virtuais e não se importa em ter que renovar a assinatura de forma manual mensalmente, com certeza.

A outra vantagem de fazer pagamentos com o cartão pré-pago é o controle financeiro. Você pode adquirir cartões que estejam de acordo com o que você pode pagar no momento e, se achar que precisa segurar as pontas, pode limar o gasto sem grandes dificuldades.

Isto dito, vamos investigar as possibilidades de pagamento por assinatura oferecidos por alguns dos melhores serviços de streaming em atividade. Confira.

Netflix: crédito, débito e cartão pré-pago

A Netflix oferece o cartões pré-pago com valores diversos e, felizmente, é bem democrática: é possível comprar os créditos em lojas virtuais, como a Americanas.com ou a Submarino, e frequentemente em supermercados, lojas de conveniência e similares.

Após fazer a compra, basta colocar o código disponibilizado no cartão no site oficial, confirmar e assistir. 

Um adendo importante: a plataforma aceita cartão de débito, ao contrário de outras concorrentes. Portanto, se você não tem cartão de crédito e não quer se locomover até uma loja específica para comprar um cartão, você pode fazer o pagamento com a função débito do seu cartão.

O site aceita cartões dos bancos Itaú, Banco do Brasil, Bradesco, Santander ou Caixa Econômica Federal, mas atualizações possivelmente estão em curso, uma vez que hoje temos uma quantidade bem maior de instituições financeiras, inclusive virtuais, em atividade.

Spotify: crédito, pré-pago, boleto, débito

Os cartões-presente do Spotify podem ser adquiridos em sites de compras, como a Americanas, e também em estabelecimentos físicos. É possível comprar cartões de valores variados.

Para resgatar o benefício, basta fazer login no site do Spotify (spotify.com/redeem), inserir o PIN que está no verso do cartão e confirmar.

Os cartões de crédito podem ter bandeiras Visa, Diners Club, Elo, Hipercard, Mastercard ou American Express. Os de débito, por sua vez, podem ser do Santander, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Banco Original, Banco Inter ou Santander.

Para quem preferir, há a possibilidade de efetuar pagamento por meio de boleto bancário.

Deezer: crédito, débito, boleto bancário, transferência, cartão pré-pago

Ufa! O Deezer realmente facilita o pagamento.

É possível comprar três, seis ou doze meses de Deezer Premium com um vale presente, que pode ser adquirido diretamente no site da companhia. Para comprar o vale, é preciso se registrar na plataforma oficial.

É possível encontrar cartões físicos, mas eles são um pouco mais raros. Dessa forma, é sempre preferível fazer isso por meio virtual.

Usuários que têm cartão de débito dos Bancos Inter, Original e Banco do Brasil podem fazer o pagamento online, assim como quem tem conta no Paypal.

A opção de transferência bancária está disponível apenas para correntistas do Bradesco, do Banrisul, do Bradesco ou do Banco do Brasil, e é possível adquirir um, três, seis ou doze meses de serviços.

HBO Go: assinatura via app

A cobrança da mensalidade do HBO Go acontece através da App Store (para usuários de iPhone) ou do Google Play (para usuários de Android). Para pagar o valor desejado, o usuário terá que ter créditos em sua conta no momento da cobrança da assinatura.

Para quem assina pelo Google Play, o valor da assinatura é de 34,90 por mês. Para quem assinou pelo iOS, de aproximadamente 35 reais, já que o serviço é cobrado em dólar.

Assinantes das bandas largas da Vivo e da Oi também podem fazer assinatura a lá carte.

12.8.21

Filme e streaming a nova fronteira para NFTs

Pela primeira vez na indústria cinematográfica, ingressos de cinema estão sendo emitidos na forma de tokens não fungíveis (NFTs) na Liquid Network.

Estamos falando de “Silhouettes” , um filme de ficção científica escrito e dirigido por Matt Hartley com a ajuda do produtor Shiv Rajagopal, que conta a história da astronauta Katherine Barnes que, em meio a uma inspeção de rotina em uma estação espacial orbitando a Terra , é visitada por um extraterrestre, que a leva em um tour pelo universo: passado, presente e futuro.


O elenco também inclui atores famosos como Dick Terhune, que já trabalhou em “Transformers: Cyberverse”, e Helen Day de “Toruk: The First Flight”.

Os ingressos para o filme podem ser adquiridos no site oficial da Silhouettes, desenvolvido em colaboração com a Pixelmatic. 
Fundada em 2011, com equipes localizadas no Canadá, China e França, a Pixelmatic desenvolve e gerencia videogames para o mercado global e é alimentada por uma equipe de veteranos da indústria de jogos da Ubisoft, Activision Blizzard e Relic.

Pixelmatic está atualmente trabalhando no aguardado jogo de estratégia MMO de ficção científica Infinite Fleet.

Filme e streaming a nova fronteira para NFTs
A verdadeira inovação está no processo de compra e venda: cada bilhete, além de proporcionar ao seu comprador acesso exclusivo ao streaming, será emitido como uma NFT com um número de bilhete único.

Além disso, os bilhetes para Silhouettes podem ser adquiridos usando bitcoin, Liquid Bitcoin, ou seja, BTC emitido na Liquid Network e Litecoin. Pagamentos via Lightning Network também são aceitos, por se tratar de uma microtransação de baixo custo.

Graças à Liquid Network , uma cadeia lateral de Bitcoin que visa oferecer transações rápidas e confidenciais entre as principais plataformas de negociação, a distribuição de NFT é segura e precisa.

A Liquid Network foi desenvolvida pela Blockstream, empresa líder em tecnologia de blockchain, e é operada por uma federação de 46 instituições financeiras em todo o mundo.

O diretor Matt Hartley comentou sobre a iniciativa da seguinte maneira:

“Este é o próximo passo na distribuição de entretenimento. Vemos isso como tendo o potencial de se tornar o Netflix do Bitcoin ”.

O streaming efetivamente acabou com os produtos de edição especial de DVD com a introdução de modelos de assinatura que se aplicam a todos.

Os NFTs oferecem a oportunidade de reintroduzir filmes e programas de TV colecionáveis. Finalmente, com os NFTs, os fãs de cinema podem interagir com os cineastas e seus projetos favoritos de maneiras mais profundas e significativas.

5.6.20

Dicas de presente e comemoração de Dia dos Namorados para quem está longe



Criatividade é essencial na hora de presentear à distância

A pandemia da COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus, mudou completamente a vida de toda a população do mundo. Como uma das principais recomendações para desacelerar o avanço da doença é o distanciamento social, as relações pessoais foram afetadas repentina e completamente.

Mesmo quem ainda continuou se deslocando para trabalhar em serviços essenciais, passou a evitar o contato direto com entes queridos. Com o Dia dos Namorados se aproximando, muitos casais que resolveram respeitar o isolamento se veem, agora, no impasse de como comemorar a data especial e escolher um presente ideal.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para te ajudar a presentear o seu amor mesmo em tempos de pandemia. Vale lembrar que algumas dessas sugestões também funcionam para casais que moram longe por outros motivos e não passariam a data juntos de qualquer forma.

Cinema em casa

Com a pandemia, o número de acessos e adesão a serviços de streaming aumentou consideravelmente. Cada vez mais, as pessoas passam boa parte de seu tempo livre nas plataformas com conteúdo audiovisual, de filmes à séries e shows on-line.

A dica, aqui, é se programar para assistir a um filme especial junto de seu parceiro ou parceira, mesmo que cada um esteja em sua própria casa. Marquem um horário, preparem cada um sua pipoca, escolham o filme juntos e ponham o conteúdo para rodar na mesma hora. A sensação de que se está fazendo algo junto pode compensar um pouquinho da distância física.

Vale fazer uma chamada de vídeo após o filme para comentar sobre ele. Os mais animados também podem comprar um vinho para acompanhar a conversa pós-cinema em casa.

Serviços de entregas

Essa é uma dica que pode parecer meio óbvia, mas que muita gente acaba se esquecendo em datas como Dia dos Namorados e Natal, em que as pessoas se acostumaram a irem às lojas físicas escolherem o presente. 

Serviços de entregas estão disponíveis em quase todas as lojas on-line e existem opções de frete, em alguns casos, que entregam no dia seguinte. Nessa situação, porém, talvez, seja mais interessante arriscar menos e pensar num presente certeiro. 

Roupas compradas na internet podem não ser uma boa pedida porque os itens de vestuário, geralmente, necessita que o cliente os experimente. Calçados já correm menos risco, uma vez que, em geral, conhece-se bem o cabimento a partir da numeração.

Clássicos como flores e chocolate também entram na lista do que pode ser entregue na casa de seu namorado ou namorada. O importante é usar a criatividade.

Cartão de presente digital

Os famosos gift cards, assim como o serviço de entregas, não são exatamente uma novidade. De qualquer modo, eles ganham potência nos tempos atuais. Em resumo, são um crédito em alguma loja específica ou algum serviço on-line. 

Apesar de parecer estranho presentear a pessoa com um valor, e não com o objeto, isso também pode ser um exercício de liberdade, em especial, para os casais mais moderninhos.

Dar à pessoa a possibilidade de escolher o que vai receber pode ser uma demonstração de respeito à individualidade do outro. Vale lembrar que os gift cards digitais não são a mesma coisa que presentear seu amor com dinheiro. Ter isso em mente, pode te ajudar a manter um toque pessoal no presente mesmo com esse charme da liberdade.

A melhor forma é pensar por categorias. Se seu namorado ou namorada é uma pessoa viciada em esportes, considere dar um cartão de presente de uma loja que ele adore ou uma marca favorita. Já para os amantes de música, vale a pena considerar uma loja específica sobre o tema, mesmo que digital.

Por fim, até os serviços de streaming oferecem essa opção. Uma boa combinação pode ser juntar essa dica com a nossa primeira. Que tal presentear seu amado com um cartão digital de assinatura de serviço de streaming e, à noite, combinarem de verem um filme juntos à distância?

24.3.20

Facebook reduz qualidade de vídeo na América Latina

Juntos Somos + Fortes e Unidos Somos Melhores!
Seja Hoje Diferente:

Divulgação Reprodução

O Facebook vai reduzir qualidade de streaming de vídeo em sua plataforma e no Instagram na América Latina, replicando medidas adotadas para as atividades da empresa na Europa. A medida vem para reduzir congestionamento de dados em uma região que está começando a sentir os efeitos da pandemia de covid-19.

No domingo, o Facebook acompanhou medidas tomadas por Netflix, YouTube, Amazon e Walt Disney no sentido de reduzir congestionamento de dados da internet na Europa uma vez que milhões de pessoas estão com recomendação para não saírem de casa ou em regime de trabalho remoto.

"Para ajudar a aliviar as redes neste período de alta demanda devido à pandemia de covid-19, vamos reduzir temporariamente a resolução em bits dos vídeos no Facebook e Instagram na América Latina", afirmou o Facebook em comunicado.

"Queremos garantir que as pessoas possam permanecer conectadas...e continuaremos trabalhando com nossos parceiros para administrar qualquer limitação de transmissão de dados", acrescentou a empresa.

A plataforma de streaming GloboPlay anunciou que a transmissão de vídeos em 4K e em alta definição será temporariamente suspensa a partir desta segunda-feira.

Questionada sobre planos sobre redução da qualidade do streaming no Brasil, como adotado na Europa, a Netflix afirmou que "vai continuar a trabalhar com os provedores de internet e governos de todo mundo e que vai aplicar estas mudanças em outras regiões, se necessário".

Informações: Agência Brasil

2.12.19

Apple e Disney desafiam modelo de negócios da Netflix

Reprodução Divulgação

A Netflix, pioneira no cenário de streaming, hoje já está estabelecida no mercado. Em vez de televisão a cabo, agora os consumidores enfrentam o dilema de escolher conteúdo – e compartilhar senhas – de uma nova safra de criadores: Amazon Prime, Apple TV+, Disney+, Hulu e a futura NBC, além do HBO Max.

Siga o Seja Hoje Diferente no Instagram

Como a Netflix saiu na frente tanto no desenvolvimento da plataforma de streaming quanto na criação de conteúdo original, a empresa tem sido muito influente na imposição das novas regras de um mercado antes desconhecido. A mudança mais relevante na experiência de assistir TV foi o surgimento das maratonas, que acontece quando vários episódios de um programa são assistidos na sequência.

Com esse fenômeno, os espectadores ficam viciados em uma série ou um programa e ficam presos à tela, emendando um episódio no outro. No entanto, a empresa também oferece a possibilidade de testar o serviço por um período gratuito e cancelar a assinatura depois de um fim de semana de maratonas.

A Netflix não parece estar preocupada com a possibilidade de que as pessoas maratonem alguns programas e cancelem o serviço depois, pois conta com uma biblioteca gigantesca e provavelmente os usuários encontrarão outro conteúdo para devorar. Os novos concorrentes, Apple TV+ e Disney+, estão tentando voltar aos modelos tradicionais de TV, com a adoção de estratégias de lançamento semanal, para evitar que os usuários abandonem o serviço depois de maratonar um programa.

A ideia de começar outro episódio automaticamente — ou dois, quatro, ou a temporada inteira(!) — virou assunto de debate entre acadêmicos e defensores da saúde e do bem-estar. Um estudo feito por dois professores da Michigan State University concluiu que o hábito de maratonar programas de TV está ligado a comportamentos prejudiciais à saúde e ao desenvolvimento de vícios.

"O hábito de maratonar programas de TV está associado a comportamentos prejudiciais à saúde, como privação de sono para continuar assistindo aos episódios, alimentação inadequada e comportamento sedentário (ficar sentado por muito tempo, praticar pouco exercício)", segundo a coautora Morgan Ellithorpe.

Ainda assim, apesar dessas correlações já esperadas, maratonar programas de TV é o novo padrão. Bom, pelo menos até as novas plataformas começarem a colocar em prática o modelo de lançamentos semanais.

Compulsão ou interesse?
No geral, os americanos querem devorar séries inteiras de uma só vez. De acordo com um estudo realizado em setembro pela CivicScience, dos 1.300 entrevistados com mais de 13 anos de idade, 51% preferem que todos os episódios de um programa de TV sejam disponibilizados de uma vez.

Embora somente 33% dos americanos com mais de 65 anos prefiram ter todo o conteúdo à disposição de uma vez, esse número sobe para 69% quando falamos dos jovens entre 25 e 29 anos, os millennials. Porém, um ponto curioso do estudo da empresa de pesquisa de mercado é o fato de que os entrevistados da geração Z (entre 13 e 18 anos) são mais propensos a assistir a programas aos poucos, e não devorar tudo de uma vez.

"É claro que os consumidores preferem que todos os episódios sejam disponibilizados juntos para poder planejar como vão assistir. Não é obrigatório assistir a tudo de uma vez", afirma Rich Greenfield, analista de mídia sênior e cofundador da LightShed Partners.

As pessoas têm a opção de assistir a todos os episódios em sequência, mas não quer dizer que elas realmente vão fazer isso. Mesmo assim, é evidente que a discussão geral sobre maratonar conteúdo ainda está em processo de evolução, e esse fenômeno depende bastante do prestígio e do formato do programa.

Há apenas três anos, o chefe de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, disse que não havia razão para voltar ao modelo de programação de TV semanal.

"A taxa de abandono da televisão tradicional com horários fixos é enorme. Então, por que obrigaríamos as pessoas a fazer algo que estão abandonando em grande escala?", afirmou Ted em uma entrevista ao HitFlix.

No entanto, no mês de setembro, a pioneira em maratonas mudou sua posição quanto ao consumo desenfreado de conteúdo. Os episódios do famoso "Great British Baking Show" foram lançados somente às sextas-feiras. Para manter o elemento surpresa, os episódios de "Ritmo + Flow", primeiro concurso de música original da Netflix, foram disponibilizados nas noites de quarta-feira, seguindo o modelo dos tradicionais "The Voice" e "American Idol". Mesmo assim, a empresa afirma que essas são exceções à regra geral e que a ideia é manter os lançamentos em bloco.

"A Netflix, com seu vasto conteúdo e um verdadeiro tesouro de dados dos usuários ou assinantes, acredita que tem menos a perder quando lança temporadas inteiras, como aconteceu recentemente com 'The Crown'. A empresa tem bons motivos para acreditar que os assinantes vão procurar a próxima série ou filme porque sabem que sua biblioteca de conteúdo é gigante", diz o analista econômico sênior do Bankrate.com, Mark Hamrick.

Testes de lançamento
Enquanto isso, as plataformas mais recentes estão adotando uma estratégia mais cautelosa. Por exemplo, no caso do "The Morning Show", uma série do Apple TV+ muito divulgada e repleta de estrelas, os primeiros três episódios foram disponibilizados imediatamente no dia do lançamento, mas os demais serão lançados a cada semana.

O Disney+ alcançou 10 milhões de assinantes no dia do lançamento, e alguns deles tiveram suas contas invadidas. Isso demonstra que o apetite é grande pela programação do estúdio, que agora também conta com programas da Fox, como "Os Simpsons". A Disney também está lançando conteúdo original, como "O Mandaloriano", um faroeste espacial ambientado no universo de "Star Wars", sempre um episódio por vez.

"Faz sentido disponibilizar um episódio por semana de séries como ‘O Mandaloriano’ para evitar que os assinantes enjoem rápido da plataforma. Dessa forma, provavelmente um grande número de usuários vai explorar ainda mais a programação para encontrar algo para assistir até sair o próximo episódio", diz Hamrick.

"Entre outros aspectos, a Disney tem o diferencial de ser um conglomerado de entretenimento multifacetado, em que a programação da TV aumenta ainda mais o interesse em filmes lançados no cinema e nos parques temáticos, como é o caso de Star Wars, Marvel e Pixar", acrescenta.

O enorme sucesso de "Game of Thrones", da HBO, mostrou que as pessoas estão dispostas a esperar até domingo à noite, e até mesmo a transformar esse momento em uma espécie de ritual, só para curtir histórias de dragões e conversar sobre isso com os colegas no dia seguinte.

Até agora, a HBO se manteve fiel aos episódios semanais, mas, com o lançamento do novo serviço HBO Max no ano que vem, talvez a empresa mude esse modelo para atrair novos clientes.

"Pode ser que, com a predominância dos serviços de streaming, os provedores tenham que pensar em novos incentivos para impedir que os usuários cancelem a assinatura até sair a próxima série do interesse deles. Por isso, a Disney está cobrando uma tarifa anual para evitar cancelamentos", afirma Hamrick.

Afinal, com cada vez mais opções de "programas imperdíveis" chamando a atenção do público, podemos imaginar que os gigantes vão continuar criando estratégias até atingir todos os possíveis assinantes.

Com informações do Yahoo Finanças.

Seja Diferente, Junte-se ao Seja Hoje Diferente. 
#sejahojediferente #sejadiferente #correntedobem #heroisdoslacres #sejavoce #fuscadobem #fusquinhadobem #unidosdobem #ermelinomatarazzo

24.8.21

O que foi Quibi?


Quibi era a Netflix para o seu telefone. Por US $ 5 com anúncios ou US $ 8 sem anúncios por mês, você tem acesso a uma biblioteca de conteúdo de vídeo feito especificamente para ser assistido em dispositivos móveis - principalmente séries de ficção, mas também programas de notícias e resumos chamados de fundamentos diários , bem como reality shows, etc.

Os dois principais argumentos de venda exclusivos do serviço eram que o conteúdo podia ser assistido tanto no modo paisagem quanto no modo retrato e que os episódios eram curtos o suficiente (de 5 a 15 minutos) para serem assistidos em movimento - por exemplo, quando se deslocam de trem , espera na fila, etc. A premissa do serviço de streaming era que as soluções existentes não eram convenientes para assistir no celular em movimento, o que deixava um buraco no mercado.

O nome Quibi deriva de Quick Bites, o nome que o serviço deu a esses episódios curtos de aproximadamente 10 minutos.

Quibi poderia ter tido sucesso?
Quibi tem estado na mira de jornalistas e analistas de tecnologia e viu muita recepção negativa e até mesmo ridículo, então é fácil seguir o fluxo e assumir que ele estava condenado desde o início.

Ainda assim, alguns dos maiores participantes da indústria do entretenimento estavam certos o suficiente no sucesso final do aplicativo para investir quase US $ 2 bilhões nele.

Com dinheiro suficiente no banco e uma equipe com histórico comprovado (e conexões poderosas) no negócio do entretenimento, o fracasso de Quibi não era tão óbvio em seu início como a maioria dos artigos online faria você acreditar.

Fundador e equipe executiva
O fundador da Quibi, Jeffrey Katzenberg, foi o ex-presidente da Disney (1984 a 1994) durante o renascimento da animação - um período em que a Disney criou alguns de seus maiores sucessos como A Pequena Sereia, O Rei Leão, Aladdin e A Bela e a Fera. Mais tarde, ele se tornou o co-fundador e CEO da Dreamworks, que produziu sucessos como Shrek, Madagascar e How to Train Your Dragon, competindo com sucesso com as animações da Disney na tela grande.

Desnecessário dizer que Katzenberg está familiarizado com a produção de conteúdo de entretenimento de sucesso, então ele parecia o cara perfeito para dirigir um novo serviço de conteúdo sob demanda semelhante ao Netflix.

Além disso, a CEO da Quibi, Meg Whitman, costumava ser a CEO do eBay e da Hewlett Packard e é membro do conselho da Dropbox e da Procter & Gamble.

Financiamento
Um dos maiores benefícios que uma equipe fundadora experiente traz para a mesa são conexões poderosas, e Katzenberg conseguiu alavancar seu nome e rede para levantar o incrível $ 1B em 2018, antes do serviço ser lançado, seguido por um adicional de $ 750M. Seus investidores incluíam Disney, 21st Century Fox, NBCUniversal, Sony Pictures, Time Warner, Lionsgate, MGM, Goldman Sachs, JPMorgan Chase e Alibaba Group : sem dúvida, um dos mais impressionantes grupos de investidores que você já encontrou.

Considerando que a Quibi está concorrendo com a Netflix (apesar de afirmar o contrário), que ela tem o mesmo modelo de negócios e que a Netflix é famosa por gastar bilhões anualmente em conteúdo original, ter capital suficiente era um pré-requisito para a Quibi competir com sucesso. Graças ao seu enorme sucesso na arrecadação de fundos, Quibi conseguiu investir cerca de US $ 1 bilhão em conteúdo original com extrema rapidez para construir sua biblioteca.

No entanto, tudo isso provou não ser suficiente para a nova plataforma de streaming.

O fim do Quibi
Quibi não tinha um caminho viável para o sucesso e teve que fechar. Em uma carta para funcionários, investidores e outras partes interessadas, Katzenberg e Whitman disseram: “Portanto, é com o coração incrivelmente pesado que hoje anunciamos que estamos encerrando o negócio e procurando vender seu conteúdo e ativos de tecnologia”.

A Quibi devolveu todo o financiamento restante aos investidores, deixou cerca de 250 funcionários em busca de novas oportunidades e atualmente está procurando compradores de sua tecnologia e conteúdo.

27.3.20

Netflix se junta a outros streamings e vai diminuir qualidade no Brasil

Juntos Somos + Fortes e Unidos Somos Melhores!
Seja Hoje Diferente:

Divulgação Reprodução - Créditos Informações

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Netflix adotou no Brasil, nesta semana, uma medida que já havia anunciado para seus mercados europeus: a empresa vai diminuir a qualidade do streaming durante a pandemia de coronavírus, período no qual o uso de internet está significativamente maior, já que as pessoas estão passando mais tempo em casa.

De acordo com a assessoria da empresa, a mudança deve ser implementada em todo o território nacional em até dois dias.

Na União Europeia, onde a pandemia está em estado mais avançado, autoridades já haviam feito um apelo a plataformas de streaming para que ajudassem a manter a estabilidade das redes de internet do bloco. A Netflix acatou o pedido.

"Imediatamente nós desenvolvemos, testamos e implantamos uma maneira de reduzir o tráfego da Netflix nas redes em 25% -começando pela Itália e Espanha, que estavam experimentando o maior impacto. Dentro de 48 horas, atingimos essa meta, então passamos a implantar este procedimento no resto da Europa e no Reino Unido", informou a vice-presidente de entrega de conteúdo da empresa, Ken Florance, em comunicado.

A medida não significa que os clientes deixarão de ter acesso à alta definição dos filmes e séries de seu catálogo. Na prática, apenas as frequências mais altas de exibição de cada pacote contratado -Ultra Alta Definição, Alta Definição e Definição Padrão- deixarão de ser disponibilizadas.

"Em circunstâncias normais, temos muitos (às vezes dezenas) de pedidos de exibição diferentes para um único título em cada uma das resoluções disponíveis. O que fizemos na Europa, pelos próximos 30 dias, foi simplesmente remover as frequências mais altas de exibição em cada categoria", explica o comunicado. "Se você estiver particularmente sintonizado com uma qualidade de vídeo específica, poderá notar uma ligeira diminuição na qualidade em cada resolução."

No Brasil, a Netflix se junta a outras plataformas que já haviam anunciado medidas para auxiliar na estabilidade das redes de internet do país. A Globoplay adotou política semelhante para o período de quarentena, assim como o serviço de aluguel de filmes e séries Looke. O Facebook foi outro serviço que diminuiu a a qualidade de vídeo na América Latina para combater o congestionamento.

Com informações do Vida e Estilo Yahoo

2.12.19

Disney alerta o politicamente incorreto em filmes

Divulgação Reprodução

A Walt Disney Pictures lançou, a princípio nos Estados Unidos, Canadá e Holanda, sua nova plataforma de streaming chamada Disney (Disney Plus). Nela é possível conferir os clássicos do canal, além de filmes e seriados exclusivos - em uma tentativa de competir com a líder Netflix.

Representações culturais desatualizadas.

Mais do que a novidade da nova plataforma de streaming, o que chamou a atenção dos espectadores foi um aviso legal encontrado em muitos dos filmes antigos: “This program is presented as originally created. It may contain outdated cultural depictions", ou seja, o programa está sendo apresentado como foi criado originalmente e pode conter representações culturais desatualizadas. 

Racismo em ‘Fantasia’ e ‘Peter Pan’ 

O aviso foi colocado em filmes como ‘Aristogatos’ por conta de suas representações com elementos racistas. Neste caso, os gatos siameses com dubladas não asiáticas. 

‘Fantasia’ é outro filme que recebe a notificação por conta da cena em que uma centaura negra lixa os cascos de uma centaura branca, como uma serva. Ainda, em "Peter Pan", há uma canção racista a qual explica como os indígenas se tornaram peles vermelhas.

Bola dentro em produções recentes 

Apesar da pisada na bola com os clássicos, as recentes produções da Disney tratam de assuntos delicados e com críticas sociais em uma linguagem que qualquer um, até a criançada, pode entender.

Relembre alguns deles clicando aqui.

Seja Diferente, Junte-se ao Seja Hoje Diferente. 
#sejahojediferente #sejadiferente #correntedobem #heroisdoslacres #sejavoce #fuscadobem #fusquinhadobem #unidosdobem #ermelinomatarazzo

17.4.20

Novo reality da Netflix será a atração mais tentadora da quarentena


Relacionamentos são peça-chave da maioria dos reality shows de convivência. Brincando com Fogo, uma das apostas da Netflix para o período da quarentena provocado pelo coronavírus, aposta na mesma fórmula, mas com regras diferentes: os participantes deste novo programa podem até se relacionar com outras pessoas, mas estão proibidos de beijar ou fazer sexo.

O primeiro trailer da tentadora atração, divulgado nesta semana pelo serviço de streaming, mostra como o desafio deverá ser difícil. Um grupo de jovens chamados de "os mais sexy do mundo" são reunidos num retiro paradisíaco do México, onde precisam cumprir ordens de uma robô chamada Lana (uma assistente virtual muito parecida com Alexa, da Amazon).

O objetivo da brincadeira é se manter sem carinhos durante todo o jogo. Caso ninguém descumpra as regras, um prêmio de 100 mil dólares (em torno dos R$ 515 mil, na conversão) será dividido entre todos os participantes. Quando dois participantes (ou mais ao mesmo tempo, nunca se sabe) fraquejam e trocam fluidos, o valor total de premiação é reduzido - ou seja, todos perdem grana.

Participantes de diferentes lugares do mundo foram selecionados para disputar o grande prêmio coletivo. Lembrando sucessos como De Férias com Ex, Are You the One? e Soltos em Floripa, Brincando com Fogo estreia na Netflix em 17 de abril e promete ser uma das distrações mais quentes do streaming durante o período de isolamento social. Confira abaixo o trailer:



Fonte: Yahoo Vida e Estilo

10.10.19

Mestres do Universo: remake de He-Man pode estrear na Netflix

Frente à possibilidade de um fracasso de bilheteria, a Sony Pictures está negociando com a Netflix para vender seu remake de He-Man, Mestres do Universo, estrelado por Noah Centineo (Para Todos os Garotos que Já Amei). Segundo o The Hollywood Reporter, o presidente do estúdio, Tom Rothman, está explorando a perspectiva de obter dinheiro sem risco para o projeto caro, levando-o à plataforma de streaming. As negociações são preliminares, mas esse acordo tornaria a Sony o próximo estúdio depois da Paramount a começar a fazer filmes pertencentes exclusivamente à plataforma.

As informações são do Canal Tech Confira

A princípio, foi anunciado que esse filme chegaria aos cinemas em dezembro de 2017, mas a Sony acabou segurando o projeto. Embora o estúdio possa fazer parceria com alguém para dividir o custo do projeto e dividir os lucros das bilheterias, não há como dizer quão lucrativo seria o remake do famoso herói.

Segundo o The Hollywood Reporter, a Sony quer reforçar seus resultados, em parte após um fracasso significativo no MIB: Homens de Preto Internacional. Josh Greenstein, co-presidente do grupo, levantou preocupações de que o estúdio gastou muito em marketing, especialmente em títulos que pareciam enfrentar ventos contrários que antecederam o lançamento. 

As negociações da Sony acontecem apenas um mês depois que a empresa vendeu Harbinger, uma adaptação de um quadrinho da Valiant Entertainment. Embora os termos do acordo não sejam conhecidos, o filme em questão deve entrar em produção ainda neste ano.

Imagem Divulgação Reprodução

A Netflix já conta com um remake de She-Ra em seu catálogo, que é a série animada She-Ra e as Princesas do Poder, que atualmente conta com três temporadas. A primeira temporada foi inserida na plataforma de serviços streaming em 13 de novembro de 2018.

Neste ano, a Sony teve um grande sucesso nos cinemas com o Homem-Aranha: Longe de Casa (co-produzido pelos estúdios Marvel da Disney), que faturou US$ 1,3 bilhão (R$ 5,4 bilhões) em todo o mundo.

4.9.18

O que é Netflix ?


Netflix é uma provedora global de filmes e séries de televisão via streaming, atualmente com mais de 100 milhões de assinantes. Fundada em 1997 nos Estados Unidos, a empresa surgiu como um serviço de entrega de DVDs pelo correio.

A expansão do streaming, disponível nos Estados Unidos a partir de 2007, começou pelo Canadá em 2010. Hoje, mais de 190 países têm acesso à plataforma. Sua primeira websérie original de sucesso foi House of Cards, lançada em 2013.

Hoje em dia, a empresa produz centenas de horas de programação original em diferentes países do mundo, querendo aprimorar-se nas aplicações e em novas programações. Os planos foram apresentados no Mobile World Congress em Barcelona, Espanha.

Em setembro de 2016 a empresa anunciou que planeja ter 50% do catálogo composto de produções originais.

Sugestão de vídeo: Netflix | O que é? | Como funciona? | Vale a pena?


23.8.18

Agenda Netflix: Estréias de Filmes e Séries da semana


@MinhaSerie #filmeseséries #sejahojediferente  

Quer saber as novidades de estréia da semana de filmes e séries no sistema de streaming Netflix?  

De modo fácil e rápido? 

Com informações objetivas, rápidas e seguras dos filmes e séries que irão ter estréia no catálogo Netflix atualizado semanalmente? 

O Blog SHD vai lhe indicar este local.

Saudações Amados  (as).

O Blog SHD poderá até trazer eventualmente algum artigo de filmes ou séries que estão ou irão estar presentes no catalogo do sistema de streaming Netflix. 

Claro que todos nós queremos saber as novidades de estréia tanto de filmes como em séries e muitas vezes procuramos essas informações no querido Google e, muitas vezes encontramos até sites ou blogs legais que tragam tais informações e na maioria das vezes não encontramos as informações com qualidade que merecemos e com a importância de estarem publicadas em locais seguros para navegação.

Como o Blog SHD não trará essas informações de estréia de filmes e séries da semana, irei indicar para quem não conhece um local de qualidade tanto em informações como em navegação que é atualizado semanalmente com o registro de estréia de séries e filmes.

O Blog SHD também convida a todos a participarem do Grupo no Facebook :  Netflix e Filmes Online, caso queira participar ou conhecer o grupo no Facebook clique aqui.

Antes de indicar o local da agenda de estréia semanal de filmes e séries no Netflix, vamos considerar que adotamos esse site para esta finalidade de informação.


Sem mais delongas acesse a agenda de estréia de Filmes e Séries Netflix clicando aqui.


Veja também:
Originais Netflix no catálogo clique aqui
  
Um forte abraço!

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

1.9.21

Netflix vai lançar nova versão de O Massacre da Serra Elétrica


Um dos maiores clássicos de terror irá ganhar uma nova versão pela plataforma de streaming, ainda sem data confirmada.

A era dos reboots e novas produções acaba de ganhar mais um importante componente. A Netflix vai lançar o novo filme da franquia de terror O Massacre da Serra Elétrica. A informação é do THR, que ainda revelou que a plataforma de streaming comprou os direitos de distribuição após negociações com o estúdio Legendary. Ainda não temos uma data oficial para o lançamento da produção, mas algumas informações já foram confirmadas.

O Massacre da Serra Elétrica será uma continuação direta do clássico de 1974, dirigido por Tobe Hooper. Todas as produções lançadas depois disso serão deixadas de lado na história principal, tanto as sequências quanto os remakes. O cenário será ambientado alguns anos depois dos eventos do filme original, mostrando como o assassino Leatherface reaparece após a fuga de Sally.

O elenco inclui Elsie Fisher, Sarah Yarkin, Jacob Latimore e Moe Dunford. A direção será assumida por David Blue Garcia, enquantoo roteiro é de Chris Thomas Devlin.

Ainda não há uma data oficial para O Massacre da Serra Elétrica. 

5.9.21

Onde assistir filmes e séries online de graça e sem ser pirataria? Isso é possível?


Será possível assistir filmes, séries, documentários gratuitamente na internet sem ser pirataria?

Sim, é possível ter acesso a tudo isso, com qualidade, gratuitamente e com os direitos preservados ou seja sem ser um site pirata cheio de virus e outras irregularidades.

Apresentamos para você o Pluto TV.

Pluto TV é um serviço de Streaming gratuito americano de propriedade da Pluto Inc.

Essa é uma plataforma de streaming que conta com diversos canais com programação ao vivo e sob demanda. Na Pluto TV o usuário não precisa fazer cadastro nem login, todos os conteúdos são grátis e podem ser acessados pelo aplicativo ou pelo navegador, funcionando em smartphones, smart TV, Chromecast e TV Box

Gostou? Então agora é só baixar o aplicativo ou assistir diretamente pelo navegador de seu computador.


Um forte abraço!

28.2.21

Em junho de 2021 Chegará ao Brasil a HBO Max

A HBO Brasil anunciou que o lançamento no Brasil de seu serviço de streaming, HBO Max, acontecerá no final de junho. Ainda sem uma data específica, a plataforma já ganhou uma prévia:


No lançamento, tanto os assinantes diretos da HBO GO como aqueles que pagam o serviço por meio dos parceiros participantes terão acesso à HBO Max. O atual serviço da HBO GO na América Latina e no Caribe será descontinuado.

O preço da assinatura da plataforma ainda não foi revelado. 

A HBO Max reunirá conteúdo das emissoras HBO, TNT, TBS, Turner Classic Movies (TCM) e CW, dos canais de animação Cartoon Network, Rooster Teeth, Adult Swim e Crunchyroll, e também todo o line-up da Warner Bros., incluindo New Line, Looney Tunes, CNN e DC.


Diversas produções originais do HBO MAX foram anunciadas nos últimos meses, como a série da Liga da Justiça Sombria, um derivado de O Iluminado, Lanterna Verde, uma animação do Aquaman, um revival de Gossip Girl, o reencontro do elenco principal de Friends e vários outros títulos. Além disso, no fim de 2020 a Warner anunciou que durante o ano de 2021, todos os seus filmes serão lançados nos Estados Unidos simultaneamente no cinema e no streaming. Ainda não se sabe se o mesmo valerá para o Brasil.

25.5.20

Como gerenciar suas finanças nesses tempos difíceis


Saber gerenciar seu dinheiro se tornou, mais do que nunca, uma necessidade. A pandemia causada pelo novo coronavírus, bem como todas as suas consequências, pegou a todos de surpresa. A grande maioria das pessoas não estava financeiramente preparada para suportar tamanho impacto em suas rendas. 

Entretanto, em relação ao novo coronavírus, a única coisa que pode ser feita é seguir as instruções da OMS (Organização Mundial da Saúde) e aguardar. Já sobre o gerenciamento das suas finanças, certamente, há muito a ser melhorado.

5 dicas de como administrar seu dinheiro em tempos de crise
As crises que impactam a economia fazem parte da vida e, infelizmente, não se resumem à pandemia. Inclusive, no passado, outras foram enfrentadas, como a crise financeira de 2008. Dessa forma, é importante se precaver.

Porém, no momento, a melhor estratégia para vencer a atual crise consiste em ter controle do dinheiro e utilizá-lo com sabedoria e responsabilidade. A seguir, confira 5 dicas de como gerenciar as suas finanças durante a pandemia.

1. Corte gastos desnecessários

A primeira coisa a se fazer num momento delicado como esse é cortar qualquer despesa que não seja essencial — desde as mensais até os gastos pontuais. 

Obviamente, isso é muito pessoal para cada um. No entanto, uma maneira de definir se determinado serviço ou item é, de fato, essencial, é pensar em como a sua rotina seria alterada sem ele. 

Por exemplo, telefone fixo e TV a cabo, hoje em dia, com smartphones e plataformas de streaming, talvez possam ser cortados e nem sequer fariam alguma diferença. 

2. Foque no que for essencial

Com isso, é o momento de priorizar os itens vitais — como aluguel, luz, água e alimentação — e os necessários — como Internet, academia e celular. Porém, se possível, é bom tentar reduzir os valores gastos. 

Contratar um plano de celular mais barato e suspender a mensalidade da academia durante a quarentena são formas de direcionar o seu dinheiro ao que for essencial. Isso é importante, pois, as despesas dessa categoria aumentarão, uma vez que todos os membros da família passarão mais tempo em casa.

3. Pense no futuro próximo

Para que a administração do seu dinheiro gere bons resultados, ela não deve ser feita somente pensando no mês referente, mas também no seguinte. A situação atual é incerta, portanto, uma previsão de gastos futuros pode te auxiliar bastante.

4. Tenha total controle do dinheiro

Seja por meio de papel e caneta ou de uma planilha, registre todos os seus gastos, desde os maiores até os menores. É de suma importância ter consciência dos seus hábitos e conhecimento sobre onde a maior parte do seu dinheiro é aplicada. 

Muitas das vezes, as atitudes já estão tão enraizadas que você pode não perceber a quantidade de despesas desnecessárias a qual se submete. Portanto, não dispense a organização e o controle. 

5. Estabeleça prioridades

Por fim, faça uma lista para identificar quais são as necessidades prioritárias da sua família. O presente que estamos vivenciando é árduo e o entretenimento é fundamental para que a saúde mental seja preservada, porém, é preciso agir com cautela e ser criativo.

Não é preciso comprar produtos caros para se distrair, tampouco se martirizar a fim de ter mais dinheiro. Acima de tudo, é preciso preservar a sua saúde e a da sua família. A partir do momento em que você tem o essencial, saber administrá-lo é suficiente.

Então, não gaste mais do que você recebe, economize onde puder, junte o dinheiro que sobrar para cobrir as despesas posteriores e não se esqueça: se for possível, fique em casa.

28.8.19

5 lugares que precisam de um gerador de energia e você não sabia

Não fique no escuro com geradores de energia

Saudações Amados do Seja Hoje Diferente.

Esse tipo de equipamento possibilita a dinâmica e o funcionamento adequado de muitos lugares que dependem do fornecimento estável de energia elétrica

Só quem já teve experiências ruins com blackouts sabe o valor que um gerador de energia possui. Quando falamos em sistema de fornecimento alternativo de eletricidade, logo vem à mente sua utilização em hospitais e canteiros de obras.
Claro que nesses lugares o uso constante desse equipamento é essencial. No contexto hospitalar, ele é indispensável para manter pacientes estáveis, realizar procedimentos e outras atividades que demandam a utilização de energia elétrica de qualidade.

No canteiro de obras, os geradores são capazes de otimizar o processo da construção pelo fato de fornecerem iluminação durante a noite. Além disso, eles garantem que os funcionários trabalhem com maior segurança e precisão.

Mas, além desses locais, você já parou para pensar onde os geradores de energia são fundamentais e fazem toda a diferença? Para você ter uma noção o poder desses equipamentos, esse artigo vai mostrar quais são os 5 lugares que possuem gerador e você nunca imaginou.

1. Cinemas

A indústria de exibição de filmes no Brasil continua sendo uma das protagonistas no quesito movimentação de economia. Se você acha que, com o surgimento de plataformas streaming, as pessoas passaram a ver menos filmes na telona, essa ideia está equivocada.

De acordo com a Ancine (Agência Nacional do Cinema), público que frequentou as salas de exibição no ano de 2018 ultrapassou o número de 161 milhões e representa o maior nível num traçado histórico que vem desde o ano de 1975.

Todos esses dados de sucesso e motivação estão diretamente relacionados, além da qualidade das obras, é claro, à infraestrutura dos lugares. Graças à presença de geradores de energia, nenhum espectador corre o risco de ficar sem ver a melhor parte da história.

Eles garantem a segurança dos usuários por meio do acionamento da sinalização de emergência. Além disso, proporcionam conforto e comodidade através da alimentação das máquinas que são utilizadas para a exibição do filme. 

Sem a presença desses equipamentos, se ocorresse algum tipo de falha no processo de distribuição de energia, o prejuízo para as empresas de exibição e para os consumidores seria incalculável.

2. Aeroportos 

Nesses espaços, é preciso que todos os sistemas funcionem de acordo com padrões rígidos de segurança. Por isso, é extremamente importante que o setor de transmissão de energia esteja operando de forma estável e precisa.

Os geradores de energia elétrica são fundamentais para os aeroportos porque são capazes de garantir o pleno funcionamento de dispositivos de comunicação, como torres de comando, realização de check ins, rastreamento e controle de pouso e decolagem.

A presença desses equipamentos é prevista pelas agências que regulam a segurança operacional em aeroportos. Elas identificam e garantem que sejam instituídos todos os recursos capazes de evitar acidentes ou instabilidades nos processos aeroportuários.

3. Estádios de futebol

Além da importância da iluminação eficaz em jogos noturnos, os estádios precisam de um sistema que garanta o desenvolvimento das partidas, assegurando que todos os detalhes técnicos sejam rigorosamente respeitados.

Blackouts nesses espaços podem gerar cancelamentos de partidas. Imagina se, no segundo tempo do jogo, ocorre um problema no fornecimento de energia e a equipe técnica não consegue captar e registrar lances que são fundamentais para os times?

Uma função que faz toda diferença nos jogos atuais é a do árbitro de vídeo. O profissional acompanha detalhes minuciosos dos lances por meio de informações que lhes são enviadas via recursos audiovisuais.

Em ocasiões que envolvem eventos tão importantes como o futebol, não pode ocorrer interrupção de energia. Nesse caso, o uso de geradores é fundamental. 

4. Igrejas

Com a democratização da internet, o acesso e compartilhamento de imagens e vídeos que revelam situações bizarras que ocorrem em igrejas aumentam cada vez mais. Nesse cenário, não é raro nos depararmos com histórias cujo protagonista é o apagão.

Algumas dessas histórias envolvem a cerimônia de casamento. Elas retratam o  momento decepcionante e constrangedor em que, no meio da marcha nupcial, as luzes de apagam, os instrumentos musicais não emitem som e ninguém consegue ver a entrada da noiva. 

Além de iluminação e ventilação adequadas, as igrejas precisam de geradores para garantir a segurança de todos que as frequentam. Em eventos de extremo valor afetivo, como casamentos e batizados, a falta de energia não pode ser uma possibilidade.

5. Necrotérios 
Blackouts e instabilidades podem causar prejuízos enormes em estabelecimentos que necessitam manter aparelhos de refrigeração em perfeito estado de funcionamento. O uso de geradores é de fundamental importância para necrotérios.

O trabalho dos profissionais desse setor é minucioso e deve ser direcionado a partir de recursos técnicos minuciosos e detalhados. Além da conservação adequada da matéria, a energia deve estar estabilizada para atividades de autópsia, por exemplo. 

Recurso para todas as situações

De acordo com o que você pôde notar nesse artigo, as situações em que o uso de geradores deve ser garantido são maiores do que a gente imagina. Portanto,  contratar um serviço de aluguel de gerador de energia evita muitas situações desagradáveis. 

Se você trabalha em um setor que demanda o fluxo adequado de eletricidade, não hesite em adquirir o equipamento que mais se adéqua às necessidades do seu negócio.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

GeraLinks - Agregador de links