Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta padre. Ordenar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta padre. Ordenar por data Mostrar todas as postagens

4.8.18

Dia do Padre e Homenagem ao Padre José Maria


O Dia do Padre é comemorado anualmente em 4 de agosto no Brasil.

O padre é um dos membros do clero da Igreja Católica, um sacerdote consagrado por um bispo cuja missão é evangelizar, celebrar a Eucaristia (missa), ouvir confissões, ministrar o batismo, o sacramento da cura, abençoar os fiéis, etc..

Historicamente, a figura do padre é de grande importância, pois era uma pessoa de muita influência junto à comunidade. Um sacerdote deve estudar muitos anos até receber a ordenação.

Os padres católicos podem pertencer a uma ordem religiosa como os franciscanos, vicentinos, jesuítas e um sem número de outras. Essas possuem um "carisma" próprio, seja ele educacional ou de cuidado aos doentes, e vivem sob a supervisão de um superior.

Já os padres diocesanos estão ligados diretamente ao bispo de sua diocese e tem como missão cuidar dos seus paroquianos.

Na Igreja Católica, a figura do padre é considerada semelhante a de um "pai" (padre), que intercede por seus "filhos" (fiéis) em nome de Deus e Jesus Cristo.

Mensagem para o Dia do Padre

Quem acha que ser padre é para qualquer um, está muito enganado! Os padres são pessoas com personalidade e espírito especial, capazes de abdicar de todas as tentações mundanas para viver uma vida de comprometimento com sua fé. Agradeço muito a sua dedicação e paixão pelo que faz! Feliz Dia do Padre!

Padre, foi Deus quem te fez para o mundo, para a nossa igreja, para nós. Tu és amigo, irmão... pastor. Tua vida é exercício de amor. É doação silenciosa. É testemunho eloquente. É vocação vivida todos os dias. Somos felizes por sua existência!

O teu jeito de viver é edificante, fala mais que muitas palavras, porque expressa através das obras. Viver assim faz a maior diferença! Que bom que tu existes! Deus seja louvado!

Origem do Dia do Padre

O Dia do Padre é celebrado oficialmente em 4 de agosto, data da festa de São João Maria Vianney, comemorada desde 1929, quando o Papa Pio XI, o proclamou padroeiro dos padres e das demais pessoas que servem aos ensinamentos de Deus.

João Maria Vianney nasceu na França, em 1786, e foi considerado um dos mais notáveis conselheiros do mundo católico em sua época. O Papa Pio XI o canonizou em 1925.

Padre José Maria & Minha Família:



O Padre José Maria tem nosso carinho e lembrança na alegria e tristeza na história da minha família.

Minha primeira filha (Brenda Christine) foi batizada na Paróquia Cristo Redentor época em que o Padre José Maria não estava presente na comunidade.

Com sua chegada à Paroquia Cristo Redentor começou a fazer parte de nossa vida. 

Em primeiro ato registrado foi a primeira comunhão de Brenda Christine.




Em segundo ato foi o batizado da minha segunda filha Mylena no ano de 2012.




E no terceiro ato registrado recordamos um trecho da Crisma da Brenda Christine



Padre José Maria & Alessandro Turci

Embora o Padre José Maria esteve presente maravilhosamente nos atos acima descrito de importância extrema em minha vida; na minha vida particular sua presença iniciou-se quando retornei a frequentar e participar na Paroquia Cristo Redentor em agosto do ano passado (2017) onde futuramente falarei a respeito no marcador “Pensamentos e Crônicas do Alê”.

No primeiro domingo de agosto de 2017 foi a Santa Missa celebrada pelo Padre José Maria onde ele convidou a todos os homens presente a participarem do Terços dos Homens que é realizado na primeira e terceira quinta feira de cada mês. 

Aquele convite ficou martelando na minha mente até a chegada da quinta feira em luta comigo mesmo vou ou não vou em faltando pouco para o horário decidi ir, estava com receio e a desculpa era que não conhecia ninguém. É para mim eu não conhecia ninguém da Paroquia que quando criança frequentava todos os domingos, fiz primeira comunhão, etc. 

É amados a nossa vida a Deus pertence, como são as coisas, amanhã 05 de agosto de 2018 será o primeiro domingo do mês ou seja praticamente 1 ano de retorno a Paróquia e hoje estou aqui escrevendo este humilde artigo ao Padre José Maria.

Retornando ao pensamento; ao iniciar a participação no Terço dos Homens e dar inicio ao retorno às Santas Missas, Missa das Almas, Novenas, comemorações e outras atividades que estive presente finalizo dizendo o seguinte:

Agradeço a Deus pelo convite recebido sei que foi para todos os homens presente, mas o convite se tornou um chamado que mudou muita coisa em minha vida e o Padre José Maria passou do Padre da Paróquia a ser considerado por mim um dos meus melhores amigos. Pai Espiritual, Irmão para todos as horas e um grande Amigo.

Padre José Maria & Paróquia Cristo Redentor e Comunidade Nossa Senhora de Fatima. 



Não há o que se falar o quanto é admirado, amado e considerado pela comunidade católica da região de Ermelino Matarazzo.

Para quem conhece ou não conhece o Padre José Maria deixo o convite para visitar a Paróquia Cristo Redentor localizada na Rua Renato da Costa Bonfim, 352 – Parque Boturussu – Ermelino Matarazzo – São Paulo.

Também deixo o convite para visitarem a Pagina no Facebook “Comunidade Nossa Senhora de Fatima” onde você terá acesso a vídeos e fotos que revelam o carinho, a comunicação, a dedicação e o amor do Padre José Maria aos seus filhos irmãos.

Deixarei o link para a Pagina no Facebook no final deste artigo.


Homenagem ao Padre José Maria:

Um pai espiritual dado pelo Senhor para nos guiar no caminho da salvação. 

Ser padre não é uma tarefa fácil! 

Deixar tudo é entregar-se completamente nas mãos do Senhor. 

Isso pede vocação, força e fé. 

O padre José Maria é um ser humano sujeito a tentações, fraquezas e também emoções e sentimentos. 

É claro que, em alguns casos, nem sempre os limites humanos são superados, mas a graça divina e a oração constante são a melhor ajuda para os momentos de dificuldade. 

Por isso padre José Maria, saiba que eu estou orando sempre por você. 

Parabéns pelo seu dia!

Participações:

"No momento mais difícil da minha vida tive o conforto da palavra de Deus através do Padre José Maria. Que Deus continue abençoando nessa obra linda que faz". (Herbert Pereira).

"Quero agradecer primeiramente  a Deus por me direcionar para esta paróquia e conhecer está pessoa maravilhosa que é o sr Padre José Maria, ainda não recebi a minha graça pelo o que pedi, mas agradeço pelo o que não pedi e fui agraciado a participar do terço dos homens, sigo nesta caminhada sem desistir, pois logo que participei do primeiro dia da novena, senti algo muito forte, suas palavras nos conforta nos dá coragem para continuar nessa caminhada. Obrigado Padre que Deus o abençoe sempre."  (Marcelo Manuel).

"Padre eu agradeço a Deus por você existir em nossas vidas conto com você sempre e confio em você". (Poetisa Ivone).

Epílogo:

Parabéns Padre José Maria pelo seu Ser; Parabéns pelo Dia do Padre e parabéns para todos os Padres do nosso planeta.

Um forte abraço!
Sucesso, Saúde, Proteção e Paz.

Links Especiais e Relacionados:

Facebook Comunidade Nossa Senhora de Fatima clique aqui.

Terço dos Homens clique aqui

Pensamentos e Crônicas do Alê clique aqui

2.1.21

Morre Padre Ticão, líder social da Zona Leste de SP, aos 68 anos

Morreu na noite de sexta-feira (1º/1), em São Paulo, Antonio Luiz Marchioni, o Padre Ticão, aos 68 anos. Ele estava internado desde quinta-feira (31/12), por conta de problemas cardíacos.

Padre Ticão estava no Hospital Santa Marcelina, em Itaquera, devido a uma descompensação de insuficiência cardíaca preexistente, que causou redução da oxigenação sanguínea. De acordo com boletim médico de 31 de dezembro, ele estava “estável e monitorizado em UTI”. O quadro, no entanto, apresentou piora na noite de sexta. Ele testou negativo para Covid-19.


Ticão era pároco da Igreja São Francisco de Assis, em Ermelino Matarazzo, Zona Leste de São Paulo. Ele era conhecido pelo trabalho social com a comunidade. Por exemplo, articulou a construção do Hospital Municipal Ermelino Matarazzo e a mobilização para instalação da USP Leste, além de apoiar a realização da tradicional Festa das Nações.

Na quinta, o vereador Eduardo Suplicy (PT) publicou, em suas redes sociais, uma mensagem de apoio a possíveis ataques que Padre Ticão vinha sofrendo de grupos conservadores. O pároco defendia o uso da cannabis medicinal para tratamento de doenças e, inclusive, oferecia cursos gratuitos para a comunidade.

Em entrevista no início da pandemia, Padre Ticão encarava com bom humor as críticas que recebia. Na ocasião, ele disse que era visto, segundo seus detratores, como “padre maconheiro”, por defender o uso da planta da maconha.

Reconhecido por luta pelos desfavorecidos, a morte de Ticão repercutiu entre políticos. O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), prestou condolências em rede social: “Um guerreiro na luta pela diminuição das desigualdades sociais. Descanse em paz”.


Por outro lado, Suplicy lamentou o falecimento do líder religioso. “Com muita tristeza e forte sentimento de pesar que transmito a toda comunidade da Paróquia de São Francisco, em Ermelino Matarazzo, pelo falecimento do Padre Ticão.”

Enterro do Padre Ticão
O corpo de Padre Ticão está sendo velado na Igreja São Francisco de Assis, em Ermelino Matarazzo, até as 14h. O enterro será no Cemitério do Carmo I, na Rua Professor Hassegawa, 725, em Itaquera.

6.8.19

O Dia do Padre 2019 | Padre Zé Maria Paróquia Cristo Redentor


Saudações Amados do Seja Hoje Diferente.

No dia 04 de agosto passado foi comemorado o dia do Padre.

Em comemoração ao dia do Padre a Santa Missa comemorativa foi realizada ontem 05 de agosto na Comunidade  Nossa Senhora de Fátima em Ermelino Matarazzo.

Infelizmente, este ano não pudemos comparecer mas registramos aqui no Seja Hoje Diferente os parabéns e o carinho ao nosso Pai Espiritual e Amigo Padre José Maria da Paróquia Cristo Redentor de Ermelino Matarazzo.

Abaixo um pequeno registro em vídeo sobre o encerramento da Novena do Espirito Santo realizada na Praça Raul Pedrosa em Ermelino Matarazzo no dia 31 de julho de 2019.



No Dia do Padre do ano passado (2018); a Família do Seja Hoje Diferente publicou um artigo especial para o Padre José Maria em comemoração do Dia do Padre daquele ano, vamos dar uma olhada?

Acesse o artigo: Dia do Padre Homenagem José Maria.

Aquele abraço.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

8.4.19

Papa reconhece milagres e padre Donizetti será beatificado

Imagem Reprodução e Divulgação

Papa reconhece milagres e padre Donizetti será beatificado

O papa Francisco vai beatificar o padre brasileiro Donizetti Tavares de Lima, morto em 1961. O anúncio foi divulgado hoje (8), depois que o pontífice autorizou o decreto que reconhece milagres ao religioso. Nascido em 3 de janeiro de 1882, em Santa Rita de Cássia, em Minas Gerais, morreu aos 79 anos, em Tambaú, em São Paulo. Devoto de Nossa Senhora Aparecida, o padre atraiu milhares de devotos ao interior de São Paulo em busca de milagres.

A decisão foi anunciada depois do encontro do papa com o cardeal Angelo Becciu, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, responsável pelos decretos que se destinam a analisar os processos relativos a milagres.

Desde 1909, como pároco, padre Donizetti atuou em defesa dos mais pobres e dos trabalhadores explorados, além de organizar a assistência aos doentes, idosos, crianças e mães necessitadas. A tudo atribuía à Nossa Senhora Aparecida.

Milagres

A Igreja Católica Apostólica Romana analisou, particularmente, dois milagres atribuídos ao padre. Um se refere o menino Nelson Santana (1955-1964), diagnosticado com osteossarcoma e morreu aos 9 anos na véspera do Natal, e outro à Gaetana Tolomeo, chamada "Nuccia" (1936-1997), afetada por uma progressiva paralisia, transformou a dor em fé.

Também foram anunciados o reconhecimento de milatres de mais cinco religiosos. Carlo Cavina, sacerdote diocesano, fundador da Congregação das Filhas de São Francisco de Sales. Raffaele da Sant'Elia a Pianisi, sacerdote da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos.

Na relação estão ainda Damiano da Bozzano, sacerdote da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, Vittorino Nymphas Arnaud Pagés, religioso do Instituto dos Irmãos das Escolas Cristãs, e Consolata Betrone , religiosa da Ordem das Clarissas Capuchinhas.

Com informações da rádio Vaticano.
Agência Brasil

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!
#sejahojediferente

10.8.19

Bairro Água Rasa | Seja Hoje Diferente em Água Rasa


Saudações Amados do Seja Hoje Diferente.

O distrito da Água Rasa, na Zona Leste, recebeu este nome devido ao ribeirão Tatuapé. A explicação é bem simples: na região o leito do tímido córrego era extremamente raso. O bairro veio de parte de uma grande chácara que pertencia a João Mariano, vendida ao padre e político Diogo Feijó, uma das figuras mais importantes do Império – seu discurso proferido em 1821 foi prenúncio da Independência do Brasil. A Transação aconteceu em 1829.

Feijó batizou a área de Chácara Paraíso. Nessa propriedade o polivalente religioso cultivava tabaco, chá, plantas frutíferas e ornamentais. No local foi construída uma pequena igreja dedicada a Nossa Senhora da Piedade – santa da devoção do padre Feijó. Ali, todos os domingos e dias santos, ele rezava missa para seus empregados e escravos. Hoje a casa do padre é tombada e está no bairro vizinho do Jardim Anália Franco.

Curiosidade: está na Água Rasa – na avenida Regente Feijó, 1295 – a sede do Sítio do Capão, uma construção de taipa e pilão e alvenaria de tijolos datada do século XVIII. Quando da sua construção era uma das residências do padre Feijó; hoje é patrimônio da Associação Lar Anália Franco e está tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat) desde 1984.

O próprio padre acabou por dar nome a um pequeno bairro no distrito da Água Rasa: o Regente Feijó, que se formou nas primeiras décadas do século XX.

O livro Guia dos curiosos conta que a avenida Sapopemba, no zona leste, é considerada a mais longa do Brasil. Tem cerca de 45 Quilômetros de extensão, dos quais 42 quilômetros estão dento do município de São Paulo. Ela une o bairro da Água Rasa à cidade de Ribeirão Pires.

Fonte: 450 Bairros São Paulo 450 Anos
Editora: Senac São Paulo
Autor: Levino Ponciano

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

26.5.20

Líderes religiosos unem esforços para ajudar população de rua de SP diante da Covid-19

Divulgação Reprodução

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Integrantes de diversas religiões, como o catolicismo, o islamismo, o candomblé e a umbanda, têm unido forças para ajudar as pessoas em situação de rua na cidade de São Paulo. Anteriores à pandemia do novo coronavírus, as ações foram ampliadas agora.

Recentemente, um lavatório foi colocado na Paróquia São Miguel Arcanjo, localizada na Mooca, na zona leste de São Paulo, para permitir a higienização das mãos. Segundo o padre Júlio Lancellotti, na igreja há distribuição de café da manhã, kits com materiais de higiene, roupas e alimentação, principalmente, para as pessoas em situação de rua.

Além disso, as pessoas recebem máscaras e são orientadas sobre como as utilizar corretamente para evitar o contágio pela Covid-19. O padre conta que iniciativas como a distribuição de alimentos e café da manhã também acontecem na Casa de Oração do Povo da Rua, localizada na Luz, na região central.

A ação na paróquia ocorre todas as manhãs, entre domingo e sexta-feira, e conta com a ajuda de diversas pessoas. "Não perguntamos a religião. Aceitamos líderes, ministros, pessoas que têm posição dentro da religião e quem não tem religião alguma", afirma o padre. Para ele, o importante é o "encontro de pessoas que querem humanizar a vida".

Às segundas-feiras, por exemplo, o xeque Rodrigo Jalloul integra a iniciativa, levando alimentos para compor o café da manhã. O líder muçulmano conta que o trabalho em conjunto com o padre, voltado para a população de rua, acontece há mais de um ano. Antes da pandemia, cerca de 200 pessoas eram atendidas todas as manhãs. Atualmente, este número está em torno de 500.

Para Jalloul, além de ajudar por meio de doações de alimentos e roupas é importante fazer integração com os moradores rua. "É importante fazer com que elas se sintam incluídas na sociedade", afirma.

"Isso é ser solidário, saber o que está acontecendo com eles, partilhar e estar junto dos que mais sofrem e estão em uma situação de risco ainda maior", complementa o padre.

Lancellotti destaca a importância dessa união ecumênica e lembra ainda que uma mãe de santo costuma participar das ações na paróquia, semanalmente, e tem levado equipamentos de proteção individual, como máscaras e escudos.

No último dia 17, o babalorixá Daniel Carlos Ribeiro levou cerca de 480 marmitas para entregar às pessoas em situação de rua na paróquia da Mooca e na região do viaduto Alcântara Machado (zona leste). A comida foi preparada por 25 pessoas do terreiro de candomblé, localizado na zona norte da capital paulista.

Foi a primeira vez que o babalorixá participou de uma ação com pessoas de outras religiões e pretende dar continuidade. "A união é muito bonita e grande. É importante que as pessoas entendam que não é religião, é questão de ser humano", destaca.

O babalorixá conta que integra ações sociais há anos, nas regiões da Vila Nova Galvão e Cachoeirinha (ambas na zona norte), direcionadas, principalmente, à população de rua. Com a pandemia do novo coronavírus, foi necessário estendê-las a famílias que perderam o emprego recentemente, ajudando com cestas básicas e kits de higiene.

Estas ações são coordenadas com outras casas de Candomblé e Umbanda e aumentaram cerca de 60%. Além disso, ele está arrecadando roupas, água e cobertores para doar a famílias da zona leste.

O xeque Rodrigo também promove ações sociais, como entrega de cestas básicas e visitas de enfermeiros voluntários em comunidades, em parceria com padres da região de Itaquera e Ermelino Matarazzo (ambas na zona leste). Ele destaca que já recebeu apoio de pastores e kardecistas. "Uma sociedade só vai ter paz quando as religiões derem as mãos", afirma.

Para ele, ações inter-religiosas ajudam a quebrar preconceitos. "A crença pode ser diferente, mas a prática de toda religião deve ser a caridade e o combate à intolerância", diz.

Fonte: Gauchazh

2.7.19

O batismo catolico passo a passo

Família SHD: Batismo Solange - Padre Zé Maria

O que é Batismo?

O batismo é um ato no qual um cristão é imerso em água para simbolizar o fim de uma velha maneira de viver, e um novo começo.

A Bíblia menciona batismo primeiramente nas escrituras de João Batista. Este foi sob a antiga aliança, quando o batismo era para a remissão dos pecados. "Eu vos batizo com água, para arrependimento, mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu … Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo." Mateus 3:11. Com o estabelecimento da nova aliança, por causa da morte de Jesus na cruz, o batismo é agora muito mais do que o perdão dos pecados; é um pacto de viver a vida de um discípulo diante de Deus.

Pedro compara o batismo com o dilúvio no tempo de Noé. 1 Pedro 3: 18-21. A Bíblia diz do tempo de Noé: "Então o Senhor viu que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só maldade continuamente." Gênesis 6: 5. Assim como as águas do dilúvio pôs fim a este mal, no Antigo Testamento, o batismo representa um fim a uma vida auto centrado de fazer a minha própria vontade e começar uma nova vida em fazer a vontade de Deus no Novo Testamento.


Quem deve ser batizado?

Uma pessoa que tem feito um compromisso de vida para seguir a Jesus, obedecer à Palavra de Deus e vive uma nova vida, é um candidato para ser batizado. Tais pessoas são arrependidas e querem ser livre de seus pecados.

Este foi o caso dos judeus que tinham crucificado Jesus, quando ouviram Pedro falar. "E, ouvindo eles isto, eles foram direto ao coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos, 'Irmãos, o que devemos fazer?'' Atos 02:37. Foram tais as que Pedro exortou para ser batizado. Versículo 38.

Uma pessoa que tem feito um compromisso de vida para seguir a Jesus, obedecer à Palavra de Deus e vive uma nova vida, é um candidato para ser batizado.


O Batizado Católico

Qual é o significado do batismo?

Na Igreja Católica, o batismo representa o primeiros dos sete sacramentos e é considerado um rito de passagem. Ao receber tal benção, a criança inicia a sua fé e sua vida cristã, tornando-se um filho de Deus, um discípulo de Cristo, um membro da Igreja e abrindo seu caminho para a salvação. Não se recebe nenhum outro sacramento sem o batismo. Tal tradição, que se tornou muito comum no Brasil (um país religioso), representa também um momento de celebração, ideal para unir familiares e amigos. O rito é feito com água sagrada sobre o iniciado e cada um dos elementos da cerimônia tem um significado.

Óleo e água –A madrinha conduz a criança até a pia batismal e o padre derrama, com uma jarra, a água sagrada em sua cabeça, dizendo as preces do batismo: ‘Eu te batizo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo’. Tal gesto representa vida nova e confirma que a criança está batizada. Em algumas igrejas, o padre passa um pouco de óleo dos catecúmenos no peito da criança, pedindo que a força de Cristo penetre na vida dela.

Vela – Durante a cerimônia, a madrinha carrega a criança e o padrinho fica ao seu lado. Depois da benção, o padrinho oferece simbolicamente uma vela acesa à criança, dizendo: `Recebe a luz de Cristo´. Essa vela é o Círio Pascal, que simboliza Cristo, a luz do mundo.”

Roupa branca – Normalmente, o iniciado usa roupas brancas, que representam a pureza. Em algumas famílias, o uso do mandrião é tradicional e a roupa passa de geração em geração. Trata-se de um vestido longo branco, uma veste tradicional de batismo, usada tanto por meninos quanto meninas. Outro costume – mas não uma regra – é a madrinha escolher a roupa do batizado.


Qual é o papel dos padrinhos?


Os padrinhos são figuras muito importantes no batismo. Eles assumem a tarefa de garantir que o iniciado seguirá seus estudos da doutrina cristão. Ou seja, é deles a responsabilidade de que a ligação dos pequenos com aquela igreja não acabe por ali. “Padrinho e madrinha devem ser cristão firmes, capazes e prontos a ajudar, o novo batizado, criança ou adulto, em sua caminhada na vida cristão.” (retirado do Catecismo da Igreja Católica, número 1255). Recomenda-se escolher pessoas bem próximas da família e que tenham um vínculo com a religião


Os pais precisam ser batizados?


A exigência costuma ser a de que os pais sejam casados na Igreja e no Civil. Normalmente, o fato dos pais não serem batizados não impede o batismo. As exigência da Igreja, de acordo com o Código de Direito Canônico, pesam muito mais sobre os padrinhos do que sobre os pais. 


Os padrinhos precisam ser batizados e casados na Igreja Católica?


Sim, normalmente, tal exigência é feita pela igreja. No caso de padrinhos casados, é exigido que tal união tenha sido feita também na Igreja, e não somente no civil, pois o fato vai de encontro com o 6o item, abaixo (a Igreja considera que quem mantém um casamento não abençoado pela Igreja vive em desacordo com a fé).

De acordo com o Código de Direito Canônico – Cânon 874 § 1. Para que alguém seja admitido para assumir o encargo de padrinho, é necessário que: 

1° – Seja designado pelo batizando, por seus pais ou por quem lhes faz as vezes, ou, na falta deles, pelo próprio pároco ou ministro, e tenha aptidão e intenção de cumprir esse encargo;

2° – Tenha completado dezesseis anos de idade

3° – Seja católico, confirmado, já tenha recebido o santíssimo sacramento da Eucaristia e leve uma vida de acordo com a fé e o encargo que vai assumir;

4° – Não tenha sido atingido por nenhuma pena canônica legitimamente irrogada ou declarada;

5° – Não seja pai ou mãe do batizando;

6° – Leve uma vida de acordo com a fé (católica)


Padrinhos precisa ser um casal (homem e mulher) ou pode-se chamar 2 pessoas do mesmo sexo, como duas irmãs, por exemplo?


Habitualmente, a escolha recai sobre um padrinho e uma madrinha – casados entre si ou não. No entanto, também se admite apenas um padrinho ou apenas uma madrinha (cân. 873). A solução, nos casos em que se deseja ter 2 padrinhos ou 2 madrinhas costuma ser a seguinte: apenas um deles assina como madrinho/padrinha e o outro assina como testemunha. Sugerimos conversar com o padre da Igreja escolhida.


Com quanto tempo de antecedência se deve agendar e quais são os documentos necessários? 


Depende da agenda da Igreja eleita. Em todas, no entanto, o documento indispensável aos pais e padrinhos é o certificado do curso preparatório, assim como a certidão de nascimento da criança. Costuma-se pedir também os certificados de casamento religioso e civil, assim como o RG e comprovante de residência. Na Paróquia Nossa Sra. do Brasil (SP), por exemplo, o curso preparatório acontece uma vez por mês. Aos padrinhos, costuma-se pedir a certidão de Batismo (é exigência na N. Sra do Brasil).


Existe alguma regra em relação à idade certa para batizar? 


A Igreja Católica sugere que o batizado seja feito o quanto antes, de preferência nos primeiros meses de vida, mas, podem receber o Batismo crianças de diferentes faixas etárias. A partir dos setes, no entanto, a preparação é feita através da Catequese Paroquial.


Batizado de Solange (Adm. Blog).


Pequeno registro em vídeo batizado de Solange ocorrido em 30 de junho de 2019 na Paróquia Cristo Redentor em Ermelino Matarazzo.

Veja também:

Paróquia Cristo Redentor - Ermelino Matarazzo.

Padre Zé Maria | Solange | Família SHD - Clique Aqui

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!
#sejahojediferente>

2.8.18

Paróquia São Francisco de Assis - Diocese de São Miguel Paulista - Padre Ticão


Paróquia São Francisco de Assis:
Diocese de São Miguel Paulista - Setor Ermelino Matarazzo

Rua Miguel Rachid,997 - São Paulo - SP 
Fone: (11) 2546-4254

Missas:

Domingo: 07h30 / 17h / 19h
Pároco: Padre Antonio Luiz Marchioni (Padre Ticão).

Celebrações:

Segunda: 15h

Segundas, quartas e sextas: 19h30

Domingo: 10h (celebração das crianças).

31.8.19

Tríduo em honra a São Padre Pio


Saudações Amados do Seja Hoje Diferente.



Benção com a imagem trazida diretamente do santuário de São Padre Pio de Pietrelcina.

Não percam o Tríduo em honra a São Padre Pio:

Missa de cura e libertação dias 11 e 18 de Setembro.

Encerramento dia 25 de Setembro na Arena Sertaneja.

Paróquia Santa Rita de Cássia
Rua São José do Campestre, 251

Para mais informações clique aqui.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

25.8.19

Bairro Penha São Paulo | Seja Hoje Diferente na Penha


Saudações Amados do Seja Hoje Diferente.

A Penha tem suas raízes ligadas diretamente à história de São Paulo. É por seus caminhos que os bandeirantes buscavam indígenas para escravizá-los ou mesmo catequiza-los. Isso lá pelos idos de 1600. A história nos conta que o bairro foi fundado pelo padre licenciado Mateus Nunes de Siqueira e por seu irmão, padre Jacinto Nunes de Siqueira. Por volta de 1660, o licenciado Mateus tinha um fazenda com igreja e um grande curral. Ao local foi dado o nome de Nossa Senhora da Penha.

O crescimento da fazenda veio do dinheiro que o padre deixou à Igreja de Nossa Senhora. Antes disso um grande numero de pessoas deixara seus bens em testamento para a mesma igreja. Logicamente, a capela cresceu em beleza e tamanho, assim como o pequeno povoado em seu entorno. A história dessa santa nasceu na França como “Notre Dame de France”, nas cercanias de grandes montes. Daí Nossa Senhora do Monte, que no Brasil tornou-se Nossa Senhora da Penha. Penha significa “grande massa de rocha isolada e saliente”, “penhasco”ou “penedo”.

A história da Penha é marcada por uma lenda. Conta-se que um viajante francês que percorria o Brasil estava em São Paulo, e certa vez pernoitou pelos lados de onde hoje é o bairro. Amarrada ao cavalo estava uma imagem de Nossa Senhora. Ele acordou no outro dia e pôs-se a caminho. Léguas adiante deu pela falta de santa.

Voltou e encontrou a imagem no mesmo lugar onde havia dormido. Colocou –a de volta no alforje e partiu. Horas depois, o viajante descobriu que a Nossa Senhora não estava mais com ele. Voltou novamente e lá estava ela, no mesmo lugar. Não deu outra, ele chegou à conclusão de que a santa escolhera aquele local para ficar. Assim, o Francês construiu ali uma capela.

O crescimento do bairro transcorreu de modo calmo e pequenas vilas foram se formando ao seu redor. No correr dos anos e do desenvolvimento do bairro, as festas em louvor da santa foram perdendo a religiosidade e os padres reclamavam das bebedeiras e dos bandidos que infestavam as ruas calmas da Penha. Nos primeiros anos do século XX, havia um pequeno ajuntamento de casas e grandes chácaras na região.

Estas foram sendo cortadas e recortadas para se transformar em loteamentos. Entre eles estão alguns bairros que receberam o nome “Penha”, como atrativo de vendas, como é o caso da Chácara Penha e do minúsculo bairro Penha de França.

A Penha, ficou com um ar bucólico e bem paulistano, mesmo com o franco progresso se instalando na região. Talvez com saudade dos tempos das procissões.

Fonte: 450 Bairros São Paulo 450 Anos
Editora: Senac São Paulo
Autor: Levino Ponciano

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

22.11.19

Qual é o dia certo para montar a árvore de Natal?

Imagem Divulgação: Encontrada na Internet

Segundo o Padre Gustavo Haas, ex-assessor de liturgia da CNBB, a árvore de natal, que simboliza a vida, deve ser montada no primeiro domingo do Advento, que marca o começo deste tempo litúrgico.

O ideal é montar a árvore e colocar os enfeites e adereços aos poucos, durante as quatro semanas do advento, pois para nós católicos, este gesto nos faz recordar que estamos num tempo de preparação, ou seja, preparando a nossa vida para o nascimento de Jesus.

Ao ser entrevistado sobre o assunto, Pe. Haas , ainda afirmou que a preparação da árvore deve ser intensificada durante a última semana que antecede o Natal: “Até o Segundo Domingo do Tempo do Advento , tudo ainda é muito sóbrio, mesmo nas leituras feitas nas missas do advento. É só a partir do Terceiro Domingo do Tempo do Advento que a Bíblia começa a falar do nascimento de Jesus, e se inicia um momento de maior expectativa. Esse é o momento, portanto, de intensificar a decoração da árvore”.

A decoração natalina deve ser desmontada no Dia de Reis, em 6 de janeiro.

Um dos grandes símbolos do período natalino, a árvore de Natal simboliza, segundo a tradição da Igreja Católica, a vida. Mas, em meio a dias de expectativa para a chegada das festas de fim de ano, qual o dia adequado para montar a árvore? 

De acordo com o padre Gustavo Haas, assessor de liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a árvore deve começar a ser montada no Primeiro Domingo do Tempo do Advento , quando se inicia o tempo do advento para a Igreja. Vale lembrar ainda que a árvore não deve ser montada toda de uma vez: o ideal é acrescentar enfeites e adereços aos poucos, durante as quatro semanas do advento, que é, para os católicos, tempo de preparação.

“Durante o Natal, no Hemisfério Norte, todas as árvores perdem as folhas, com exceção do pinheiro. Por isso, a árvore se tornou símbolo da vida, celebrada no Natal com o nascimento do menino Jesus”, diz Haas. 

De acordo com o religioso, a preparação da árvore deve ser intensificada durante a última semana que antecede o Natal. “Até o Segundo Domingo do Tempo do Advento , tudo ainda é muito sóbrio, mesmo nas leituras feitas nas missas do advento. É só a partir do Terceiro Domingo do Tempo do Advento que a Bíblia começa a falar do nascimento de Jesus, e se inicia um momento de maior expectativa. Esse é o momento, portanto, de intensificar a decoração da árvore”, afirma. 

A loja de artigos natalinos Natalie, em São Paulo, tem seu pico de vendas de enfeites de Natal, entre eles os usados para incrementar as tradicionais árvores, entre a segunda quinzena do mês de novembro e a primeira quinzena de dezembro. “É justamente nessa época que a procura por enfeites se intensifica”, diz a assessoria de imprensa da loja ao G1.

Presépios

A montagem do presépio, também tradicional em tempos de Natal, deve seguir a mesma linha da preparação da árvore de natal. “Aos poucos, pode-se começar a montar a gruta, colocar os animais e os pastores, mas Maria, José e o menino Jesus devem fazer parte do presépio apenas mais próximo do Natal”, diz Haas. 

O presépio, ainda de acordo com o padre, foi uma invenção de São Francisco de Assis para lembrar a simplicidade e as dificuldades enfrentadas por Maria e José no nascimento de Jesus. A orientação para quem pretende seguir a tradição católica é não sofisticar os presépios com luzes e enfeites.

“Costumamos dizer sempre também que é muito importante envolver as crianças na montagem dos presépios, e o ideal seria que eles fossem feitos nas próprias casas, pelas crianças, para que eles percebam o real sentido do natal”, diz.

Hora de desmontar

Tradicionalmente, o dia de desmontar a árvore de Natal, o presépio e toda a decoração natalina é 6 de janeiro, o Dia de Reis. “É nesse dia que três magos, pessoas sábias, encontram o menino Jesus e ele é então revelado a todas as nações. Termina então o tempo de Natal, o tempo de expectativa, e começa o tempo comum para a Igreja”, afirma Haas.

Leia: A Bênção da Árvore de Natal em Família

Advento

Um dos grandes símbolos do Natal para a Igreja é a coroa do advento. Formada com ramos verdes e em formato de círculo, a coroa simboliza, de acordo com Haas, a unidade e a perfeição, sem começo e sem fim. “A coroa representa o nascimento do rei. Em cada um dos quatro domingos do advento uma vela é acesa. Com a proximidade do nascimento de Jesus, a luz se torna mais intensa, e é o Natal enquanto festa da luz que celebramos”, diz.

Fonte: Catequisar

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

11.12.18

Caçadores de UFOS - o Primeiro caso de OVNIs registrado no Brasil.


A lenda do Boitatá é de origem indígena, e a palavra Boitatá, na língua Tupi-Guarani, significa cobra (boi) de fogo (tata). 

Apesar de ser oriunda da língua indígena, a lenda do Boitatá encontra-se num texto do século XVI do Padre Jesuíta José de Anchieta, onde baseou-se nos relatos dos indígenas para compor seu texto:



"Há também outros (fantasmas), máxime nas praias, que vivem a maior parte do tempo junto do mar e dos rios, e são chamados “baetatá”, que quer dizer cousa de fogo, o que é o mesmo como se se dissesse o que é todo de fogo. Não se vê outra cousa senão um facho cintilante correndo para ali; acomete rapidamente os índios e mata-os, como os curupiras; o que seja isto, ainda não se sabe com certeza." (In: Cartas, Informações, Fragmentos Históricos, etc. do Padre José de Anchieta, Rio de Janeiro, 1933).

Acesse: Caçadores de UFOs.

Veja também: OVNI ao vivo em reportagem de tv

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

24.9.18

Oração em Família - Reze em sua casa com sua família.


Oração da família e do lar, o lar que transcende a palavra moradia, e apesar de parecer um sinônimo, o lar é onde você se sente mais a vontade, protegido e aconchegado.

E para se sentir assim em seu lar a presença da família se faz fundamental, afinal é por causa da família que você se sente mais forte, pois tem uma base sólida que te apoia nos momentos difíceis e comemora contigo nos momentos alegres.

Quando se fala em orar para a família, imediatamente vem à lembrança a imagem do Padre Zezinho. Para quem não o conhece, ele foi um dos primeiros padres que gravaram CDs com músicas edificadoras e cheias de mensagens lindas.

Padre Zezinho era um grande defensor da família e a maioria de seus discos tinham canções que veneravam e lembravam muito a oração da família.

Abaixo você vai ver uma linda oração da família e para a proteção do lar que vai ajudar com que todo e qualquer mal fique longe da sua casa, pedindo proteção a Deus para a sua família e para você.


Oração Família:



Dentro do círculo infinito da divina presença que me envolve inteiramente, afirmo: há uma só presença aqui, é a da Harmonia, que faz vibrar todos os corações de felicidade e alegria.

Quem quer que aqui entre, sentirá as vibrações da Divina Harmonia.

Há uma só presença aqui, é a do Amor.


Deus é o Amor que envolve todos os seres num só sentimento de unidade.


Este recinto está cheio da presença do Amor.


No Amor eu vivo, me movo e existo.


Quem quer que aqui entre, sentirá a pura e santa presença do Amor.


Há uma só presença aqui, é a da Verdade.


Tudo que aqui existe, tudo que aqui se fala, tudo que se pensa é a expressão da Verdade.


Quem quer que aqui entre, sentirá a presença da Verdade.


Há uma só presença aqui, é a da Justiça.


A Justiça reina neste recinto.


Todos os atos aqui praticados são regidos e inspirados pela Justiça.


Quem quer que aqui entre, sentirá a presença da Justiça.


Há uma só presença aqui, é a presença de Deus, o Bem.


Nenhum mal pode entrar aqui.


Não há mal em Deus.


Deus, o bem, reside aqui.


Quem quer que aqui entre, sentirá a presença divina do Bem.


Há uma só presença aqui, é a presença de Deus, a Vida.


Deus é a Vida essencial de todos os seres.


É a Saúde do corpo e da mente.


Quem quer que aqui entre, sentirá a divina presença da Vida e da Saúde.


Há uma só presença aqui, é a presença de Deus, a Prosperidade.


Deus é Prosperidade, pois Ele faz tudo crescer e prosperar.


Deus se expressa na Prosperidade de tudo o que aqui é empreendido em seu nome.


Quem quer que aqui entre, sentirá a divina presença da Prosperidade e da Abundância.


Pelo símbolo esotérico das Asas Divinas estou em vibração harmoniosa com as correntes universais da Sabedoria, do Poder e da Alegria.


A presença da Divina Sabedoria manifesta-se aqui.


A presença da Alegria Divina é profundamente sentida por todos os que aqui penetram.


Na mais perfeita comunhão entre o meu Eu Inferior e o meu Eu Superior, que é Deus em mim,


Consagro este recinto a mais perfeita expressão de todas as qualidades divinas que há em mim e em todos os seres.


As vibrações do meu pensamento são forças de Deus em mim,


Que aqui ficam armazenadas e daqui se irradiam para todos os seres,


Constituindo este lugar um centro de emissão e recepção de tudo o quanto é Bom, Alegre e Próspero.


A Oração da Família é linda e garante a proteção da sua casa contra todos os males, garantindo todas as bençãos de Deus para a sua casa, garantindo tudo quanto é bom, alegre, próspero e sábio.

Compartilhe essa oração pela família e deixe a sua mensagem nos comentários!

Oração e Fé: www.oracaoefe.com.br

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!



13.7.18

Soltar balões é crime ambiental

Imagem divulgação internet

No dia 13 de junho, ocorreu em Mogi das Cruzes, localizada a aproximadamente 65 km de São Paulo, o 1º Festival de Balões Ecológicos de São Paulo. Organizado pela União dos Artistas de Papel (União AP), o evento teve como objetivo promover novas maneiras de desenvolver balões de papel de ar quente de forma ecológica e menos perigosa para a sociedade.

Apesar do material utilizado na produção do balão ser praticamente o mesmo, o balão ecológico não pega fogo. 

Segundo os baloeiros, isso acontece porque eles são inflados com ar quente do maçarico. Outra grande diferença é referente ao preço: o balão comum, que é proibido, custa R$ 400 reais, enquanto o valor do ecologicamente correto custa R$150 reais.

Aproximadamente 5 mil pessoas compareceram ao festival. Foram soltos 50 balões e não foi registrado nenhum incidente. A União AP está planejando outro evento no Estado de São Paulo para o próximo ano, porém ainda não sabem se ele continuará em Mogi das Cruzes ou será em outra cidade do estado.

Riscos

Apesar dos vários riscos à sociedade que a soltura dos balões pode ocasionar, como incêndios em florestas e até em aeras urbanas, os organizadores do festival defendem que é muito melhor soltar balões nesses encontros e com a supervisão de órgãos públicos, pois o risco de acontecer algum acidente diminui, além de ser algo permitido por lei.

É Crime

Produzir, vender e soltar balões que podem provocar incêndios é crime, de acordo com a Lei Federal nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998. Por isso o evento só foi liberado após a emissão de um alvará pela Prefeitura de Mogi das Cruzes e da notificação feita a Aeronáutica. A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros também estiverem presentes até o término do evento. Diferenças do balão ecológico com o balão clandestino:

Balão ecológico:

Papel de seda
Cola
Durex
Linha 10
Vareta de fibra de carbono
Pluma
Balão Clandestino
Papel de seda
Cola
Durex
Fio Dental
Arame
Parafina
Algodão
Explosivos

História do balão

O inventor do balão a ar quente e feito de papel foi o padre brasileiro Bartolomeu de Lourenço Gusmão, em 1709. 

Segundo relatos históricos, o padre apresentou para Dom João V de Portugal a sua descoberta. O balão subiu aproximadamente 1 metro e depois pegou fogo. Diante desse resultado, Dom João V não demonstrou interesse no avanço do processo dessa técnica, deixando Bartolomeu incapacitado de continuar o desenvolvimento do seu balão.

Antes do primeiro registro, são várias as lendas e histórias sobre os balões. Alguns documentos retratam que na China, mais precisamente na Dinastia de Yin, no século XXI A.C., os balões eram usados como transporte e também para a guerra.
Outra teoria sobre o surgimento do balonismo foi desenvolvida após historiadores encontrarem um objeto feito pelos índios peruanos da tribo Nazca que contém um desenho parecido com a de um balão. Após pesquisas no local, concluíram que havia material e conhecimento possível para a tribo construir um balão.

Fonte Meio Ambiente Cultura Mix

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

GeraLinks - Agregador de links