Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta dentista regularmente. Ordenar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta dentista regularmente. Ordenar por data Mostrar todas as postagens

6.7.22

Canal Dentário: dicas de cuidados pós cirurgia


Provavelmente, você nunca ouviu falar de endodontia, mas talvez conheça procedimentos odontológicos associados a ela, como o canal dentário.

A endodontia é a especialidade de tratamento de lesões e doenças da polpa e da raiz. Ela é responsável por eliminar problemas mais complexos para o paciente, como cáries ou até mesmo extrações dentárias.

Para quem possui um plano odontologico para mei é possível inclusive, fazer esses procedimentos na rede credenciada, de maneira gratuita.

Quando falamos em tratamento de canal, muitos pacientes ficam com dúvidas de quais cuidados eles devem ter após o procedimento.

Neste artigo, esclarecemos os aspectos mais importantes que envolvem o canal dentário e mostramos passo a passo como funciona esse tratamento endodôntico.  Continue lendo!

O que é o tratamento de canal?

O tratamento de canal dentário é um procedimento que envolve a remoção da polpa, um tecido encontrado na raiz de um dente.

Normalmente, é indicado quando a cárie está presente em um processo avançado que já causou danos à polpa.

O procedimento envolve a limpeza, preparo e preenchimento da área para selar o canal e evitar complicações ao dente para não ter que chegar ao ponto de extraí-lo.

Como saber se o seu caso é uma indicação para tratamento de canal?

Primeiramente, é importante lembrar que todo sintoma deve ser avaliado por um profissional, por isso não deixe de consultar seu dentista.

Caso sinta dor, inchaço ou até desconforto, informe um profissional e faça uma avaliação. Se tiver um plano dentario para mei, agende uma consulta e aproveite a cobertura do seu convênio.

Os sintomas mais comuns são:

  • Dor de dente;
  • Inchaço na área;
  • Trauma oral;
  • Fraturas;
  • Danos à estrutura dentária.

Agora que você já sabe sobre os sintomas, chegou o momento de descobrir como é o tratamento de um paciente que precisa fazer um canal. 

Como funciona o tratamento?

Seja por meio de um convênio odonto pme ou particular, assim como qualquer outro tipo de tratamento odontológico, um canal possui diferentes etapas importantes para garantir o sucesso final:

  1. Anestesia

O primeiro passo é aplicar a anestesia. Este é o único momento em que o paciente pode se sentir desconfortável. 

O truque é: respire fundo. Você pode fechar os olhos ou desviar o olhar, se necessário. 

  1. Diagnóstico de tamanho da polpa

Depois de não ter tido sensibilidade na área devido ao anestésico, é hora do dentista avaliar o comprometimento dos seus dentes. 

Isso é feito de modo visual, usando um equipamento chamado espelho de aumento.

  1. Acesso à raiz

Nesta fase, um profissional irá acessar sua raiz. Para fazer isso, você precisa ativá-lo.

Nesse momento, uma broca odontológica é usada e a ferramenta faz um pouco de barulho do motor. Mas não se preocupe: você não sentirá nada devido à anestesia, apenas um pouco de pressão.

  1. Remover tecido infectado

Agora, é hora de remover a parte afetada do dente. Várias ferramentas são utilizadas com o objetivo de “raspar” a parede do dente, removendo qualquer foco de infecção.

  1. Limpando a área afetada

O próximo passo é limpar a área. Para fazer isso, o dentista irá enxaguar a área, eliminando qualquer bactéria remanescente do interior do dente afetado.

  1. Restauração dentária

Depois, é o momento de fazer o recheio. Os dentistas preenchem as áreas vazias com materiais biocompatíveis projetados para evitar futuras contaminações dos dentes.

Ele "cobre" o dente com um dos materiais e coloca o paciente em casa.

  1. Colocação da coroa dentária

A última etapa é concluída somente após um certo período de tempo, que é a colocação de uma coroa — ela será a "cobertura" do dente.

É importante dizer que, a coroa dentária não substituirá toda a estrutura do dente, mas sim uma pequena parte.

A coroa pode ser feita de vários materiais. Mas, o ideal é discutir todas essas etapas com seu dentista antes do procedimento.

Além disso, vale dizer que, caso você tenha plano odontologico para microempreendedor individual, será possível continuar se consultando e garantindo a durabilidade do canal. É claro que, no particular, você também consegue, mas terá gastos muito maiores.

O que devo prestar atenção após o tratamento?

Apesar de ser um procedimento comum nos consultórios odontológicos, o canal dentário é um procedimento cirúrgico e requer alguns cuidados para que o tratamento seja bem-sucedido e restaure os dentes. Dentre eles:

  1. Evite alimentos duros

Não mastigue alimentos duros na área onde o tratamento de canal está sendo realizado, especialmente nas primeiras semanas após o procedimento.

É importante ingerir apenas comidas mais macias, pois é importante evitar fraturas ou até mesmo expor as restaurações provisórias utilizadas em alguns casos.

Este é um cuidado simples que pode fazer uma grande diferença no pós-operatório e na saúde do paciente.

  1. Preste atenção regularmente à higiene bucal

Alguns pacientes têm medo de escovar a área com uma escova de dentes ou fio dental. Mesmo que de forma mais suave e cuidadosa, essas rotinas devem ser mantidas.

Isso é importante para prevenir novas infecções e cáries. Existem alguns pacientes que precisam utilizar cremes dentais e enxaguantes específicos.

  1. Use o medicamento prescrito pelo dentista

Em alguns casos, seu dentista pode recomendar analgésicos e medicamentos anti-inflamatórios após o tratamento do canal radicular.

Eles são aliados importantes em caso de desconforto ou dor antes do fim do tratamento.

  1. Assuma o controle do seu tratamento de canal

Como mencionamos anteriormente, é sempre aconselhável visitar seu dentista regularmente para que ele possa acompanhar o progresso do tratamento, sinais de lesão ou se houver outros problemas clínicos que devem ser tratados.

Por isso, caso seu emprego ofereça beneficios plano odontologico empresas, comece a investir em sua saúde bucal e garanta o acompanhamento regular. 

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

7.8.21

4 dicas de como melhorar sua saúde bucal

A rotina do dia a dia é fundamental para manter o ritmo, facilitar as tarefas e melhorar os costumes diários. Assim, aplicar as dicas de saúde bucal na rotina cotidiana pode ajudar a garantir um sorriso mais bonito e livre de doenças.

Isso porque, garantir que os cuidados básicos com a integridade dentária façam parte de um costume diário, permite uma boa higienização dos dentes e impede que a cavidade oral seja acometida por diversas doenças infecciosas, como a cárie, a periodontia e a halitose.

Esse cuidado pode ser muito importante para a manutenção da saúde bucal e a prevenção do edentulismo – perda dentária em adultos. No entanto, esses cuidados também podem prevenir o aparecimento de doenças sistêmicas que afetam todo o organismo, como:

  • Enfermidades cardiovasculares;

  • Problemas no sistema respiratório;

  • Disfunções gastrointestinais;

  • Aumento da probabilidade de doenças degenerativas;

  • Indução do parto prematuro, entre outros.

Mas, ainda sim, o cuidado com a saúde bucal vai além da escovação após as refeições, ela inclui a forma com que a higienização é feita, a frequência, a técnica aplicada, os materiais utilizados e até o investimento em uma assistência dental, como o plano odontologico para microempreendedor individual

4 dicas de como melhorar a saúde bucal

Entre todos os hábitos de limpeza bucal, os que melhor garantem a saúde ou uma boa estética oral e que devem ser incluídos nas rotinas diárias, são:

  1. Aprimore a técnica de escovação

A escovação é uma regra básica para deixar os dentes mais saudáveis e livres de doenças, mas realizar essa limpeza de qualquer jeito pode não apenas ter um efeito reduzido, como pode causar ainda mais problemas.

Assim, é fundamental que ao escovar os dentes os pacientes massageie bem a face dentária e a área mastigatória por, pelo menos, cinco segundos. 

Esse processo deve durar dois ou três minutos e, durante a passagem da escova, não pode ser aplicada muita força para não causar nenhum dano às gengivas.

Com o auxílio de um convenio odontologico empresarial, o dentista pode avaliar o processo de escovação e dar dicas de como melhorar a técnica, garantindo o melhor resultado possível. 

Além disso, o médico pode recomendar o melhor creme dental e os acessórios adequados.

  1. Saiba quando escovar os dentes

Após comer doces, amidos ou frituras, é natural que os pacientes acreditem que devam escovar os dentes imediatamente para evitar a ação bacteriana. 

No entanto, realizar a escovação logo em seguida da alimentação também pode prejudicar as estruturas dentais.

As comidas, principalmente as mais ácidas, danificam o esmalte dentário e deixam os dentes desprotegidos. Logo, se a escovação acontecer logo depois de comer, o paciente estará contribuindo para o desgaste do esmalte.

Por isso, é recomendado que as pessoas esperem entre 30 minutos a uma hora para que o ph bucal seja estabilizado e os dentes não corram risco de serem danificados. 

Neste período, a ingestão de bastante água também ajuda a limpar a boca e a remover os ácidos da cavidade.

  1. Use fio dental todos os dias

Muitos pacientes acreditam que o uso do fio dental é necessário apenas para remover as comidas presas entre os dentes. Ainda que isso também seja verdade, o fio dental é imprescindível para a higienização dos sulcos gengivais.

Essa estrutura é, por sua vez, o espaço que existe entre o dente e a gengiva. Ele não pode ser acessado com a escova de dente e costuma acumular bastante comida e placas bacterianas. 

Caso ela não seja higienizada, as bactérias iniciam o processo de formação do tártaro. Por isso, é importante que todos os pacientes utilizem o fio dental ao menos uma vez por dia.

  1. Invista em alimentos com bastante fibra e cálcio

A ingestão de alimentos ricos em fibras – como cenouras, espinafre e a rúcula –, não apenas fazem bem para o organismo como um todo, como também ajudam na manutenção da cavidade bucal, melhorando a limpeza dos dentes e deixando as estruturas ainda mais fortes.

Importância de visitar o dentista regularmente

A utilização de uma assistência odonto PME pode auxiliar muitas pessoas a terem um acesso facilitado ao dentista, permitindo o diagnóstico precoce de doenças que possam estar sendo formadas e, consequentemente, viabilizando o tratamento que impeça a progressão desses quadros.

Além disso, essas visitas mais constantes são fundamentais para a realização de procedimentos de limpeza profunda, que visam à remoção das placas bacterianas e do tártaro das áreas de mais difícil acesso.

Os serviços como o plano dentario para MEI permitem, ainda, a aplicação de flúor e a restauração de dentes comprometidos por cáries e outras fatalidades, como traumas na região e os trincos dos dentes.

Por isso, é recomendado que todos os pacientes realizem uma consulta de rotina com um dentista de confiança, a cada seis meses, possibilitando tais identificações e melhorias.

Para isso, a utilização de um plano odontologico para CNPJ pode ajudar a reduzir os custos dos procedimentos e dos materiais utilizados, bem como facilitar os agendamentos.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

22.1.19

Saiba mais sobre alguns dos principais ramos da odontologia


Certamente você já ouviu sobre a importância de escovar os dentes todos os dias e visitar um dentista regularmente, não é mesmo? Além dos cuidados do dia a dia, a Odontologia proporciona diversos outros tratamentos e soluções para a saúde bucal.

Atualmente, os dentes estão se tornando verdadeiros protagonistas na estética de muitos brasileiros. Prova disso é que procedimentos como as lentes de contato dental, o clareamento e a bichectomia estão sendo cada vez mais procurados.

Mas será que você sabe, por exemplo, o que é ortodontia e periodontia? Essas são apenas algumas áreas do grande mundo da Odontologia, que compreende por exemplo, dentistas especializados na saúde de crianças, especialistas em Estética Orofacial ou cirurgiões bucomaxilofaciais responsáveis por intervenções complexas e detalhadas.

Por isso, separamos em itens os principais ramos da Odontologia e explicamos um pouco sobre cada um deles, lembrando de suas funções e dos principais tratamentos oferecidos por cada especialidade.

1. Clínica geral
O clínico geral é o responsável por oferecer cuidados mais generalistas. Ou seja, esse é o especialista que você deve consultar de 6 em 6 meses e que pode lhe direcionar para profissionais especializados em tratamentos específicos, quando necessário.

O que faz um clínico geral?
Esse é o dentista ideal para você visitar quando sentir qualquer incômodo ou dor de dente. O clínico é o responsável por procedimentos como o tratamento de cáries, a limpeza bucal, a aplicação de flúor, a restauração e a extração de dentes. 

Além disso, estão dentro das competências de um clínico a análise de radiografias, o cuidado da língua, das gengivas, lábios e bochechas. Ou seja, ele vai lhe ajudar a deixar sua cavidade bucal saudável e mantê-lo afastado de doenças.

2. Dentística estética
Essa área se popularizou nos últimos anos e está muito relacionada com a vaidade dos pacientes. Esse é o profissional que deve ser procurado para interessados em realizar procedimentos estéticos, capazes de aumentar a autoestima e até mesmo a qualidade de vida.

O que faz um dentista estético?
O especialista nessa área é um dos profissionais mais procurados da Odontologia na atualidade. Ele é capacitado para realizar procedimentos como o clareamento, a colocação de lentes de contato dental e restaurações.

A função desse especialista, além de proporcionar os melhores resultados, é indicar o tratamento odontológico adequado para cada paciente e também garantir que nenhuma técnica possa prejudicá-lo.

3. Ortodontia
O ortodontista é um velho conhecido de muitas pessoas. Esse é o profissional responsável por corrigir a posição dos dentes de um paciente e solucionar problemas com o crescimento e desenvolvimento de sua arcada dentária.

O que faz um ortodontista?
Nos pacientes que querem corrigir o posicionamento dos dentes, o ortodontista é o profissional que deve indicar e instalar o melhor tipo de aparelho dentário para cada caso.

Além disso, ele também deve realizar o acompanhamento dos resultados, trocar o aparelho fixo pelo móvel (ao final do tratamento) — quando necessário — e finalizar o tratamento retirando a peça e melhorando a qualidade de vida do paciente.

4. Odontopediatria
A Odontopediatria é a área responsável por realizar o acompanhamento da saúde bucal em bebês, crianças e adolescentes. Isso significa que o Odontopediatra é uma espécie de clínico geral para os pacientes mais jovens.

O que faz um Odontopediatra?
Além de lidar com problemas gerais acerca da saúde bucal de uma criança, o Odontopediatra também deve ensinar a ela (e aos seus responsáveis) como escovar os dentes, como mastigar da melhor forma e garantir que a fala do pequeno se desenvolva da melhor forma, além de ser responsável pelo diagnóstico precoce de um possível mau posicionamento dentário e dos maxilares. 

5. Periodontia
A Periodontia é o segmento da Odontologia responsável por cuidar do bem-estar da gengiva e também dos ossos responsáveis pela sustentação dos dentes. Essa área é a responsável por tratar problemas como a periodontite e a gengivite.

O que faz um periodontista?
O periodontista é o responsável por tratar, seja por meio de raspagens, cirurgias ou outros procedimentos, as condições citadas acima. 

Todas as áreas funcionam juntas e devem se equilibrar para que o paciente receba o melhor e mais vantajoso atendimento possível. Vale ressaltar também a importância de visitar profissionais capacitados e experientes que realmente possam atender às expectativas dos interessados.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

28.11.18

Conheça 5 mitos sobre a saúde bucal


A boca é uma região que requer cuidados frequentes e muita atenção. Você certamente já visitou um dentista que lhe ensinou a forma correta de escovar os dentes e a importância do fio dental para manter a saúde bucal.

Mas esse é apenas o começo, nossa gengiva, dentes e a estrutura dentária em geral são extremamente complexas e necessitam de cuidados frequentes. Por isso, é essencial realizar visitas semestrais ao dentista e consultar ótimas clínicas odontológicas para qualquer tipo de tratamento mais específico. Além disso, conhecer os cuidados básicos que qualquer um deve ter também é muito importante. 

Pensando nisso, decidimos criar uma lista com 5 mitos que muitas pessoas acreditam sobre a nossa saúde bucal. 

Olha só!

1. É necessário escovar os dentes logo após as refeições.

Muitos acreditam que é importante escovar os dentes pouco tempo após as principais refeições. Porém, essa história não passa de mais um mito. A escovação é importante sim, mas é necessário esperar cerca de 20 minutos antes de realizá-la. 

Isso porque é preciso deixar que a saliva neutralize o pH dos alimentos e das bebidas que foram ingeridas, para minimizar os efeitos dos ácidos e evitar desgastes dentários.

2. Quanto mais pasta de dente eu usar, melhor será o resultado.

É comum colocarmos mais pasta de dente na escova acreditando que a limpeza possa ser melhor e mais eficiente. 

Esse é mais um mito que pode motivar muitas pessoas a limparem da forma incorreta seus dentes.O ideal é acrescentar uma pequena quantidade de pasta de dente na escova (correspondente ao tamanho de uma ervilha), de preferência no meio das certas. Dessa forma, será possível distribuir a pasta nos dentes e realizar uma limpeza mais eficiente e correta.

3. Enxaguantes bucais podem substituir a escovação.

Esse é mais um mito que muitos acreditam. Com pressa, é comum que realizem o gargarejo com o enxaguante bucal e confiem que fizeram uma boa limpeza, eliminando as bactérias e mantendo uma boa saúde bucal. Entretanto, o enxaguante deve apenas servir de complemento para uma boa escovação, que por sua vez deve demorar aproximadamente 5 minutos. Dessa forma será possível evitar cáries, gengivite e outros problemas que podem afetar nossos dentes e outras estruturas ao redor deles.

4. A escovação mais importante é a realizada pela manhã?

Após se levantar, realmente é importante escovar os dentes e utilizar o enxaguante bucal. Apesar disso, a limpeza mais importante do dia ocorre no período noturno, de preferência após a janta e pouco tempo antes de dormir.

Isso porque, enquanto dormimos, nossa produção de saliva está diminuída e, consequentemente, os dentes não são “limpos” e ficam mais vulneráveis. Uma boa escovação antes de dormir controlará a formação de placa bacteriana e tornará seu sono mais saudável.

5. O bicarbonato de sódio pode tornar os dentes mais brancos.

Uma verdadeira lenda que ainda está presente em nossos dias revela que o bicarbonato de sódio é capaz de tornar os dentes mais brancos. Isso é uma falácia e, na verdade, esse hábito pode até ser danoso para a saúde bucal.

O bicarbonato de sódio possui características abrasivas e erosivas. Assim, essa substância, em contato com o esmalte do dente, pode desgastá-la e provocar uma maior sensibilidade. 

Muitas pessoas acreditam nos mitos citados acima, mas alguns podem realmente ser perigosos. Por isso, é sempre importante visitar o dentista regularmente (pelo menos 2 vezes ao ano), questioná-lo sobre os processos mais adequados para cada tratamento odontológico que deseja fazer e qual a melhor forma de se prevenir problemas bucais.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

11.1.21

4 hábitos que podem melhorar a sua saúde bucal

Cuidar da saúde é algo extremamente importante, com certeza você já ouviu isso várias vezes na vida, mas neste artigo vamos apresentar algumas dicas para cuidar não só da sua saúde física, mas também da bucal, que merece uma grande atenção.

Existem inúmeras doenças que podem comprometer a sua saúde bucal e fazer você ter grandes problemas, por isso, separamos uma lista com hábitos práticos e rápidos que você pode adquirir e aplicar no seu dia a dia.


1.  Escova regularmente os seus dentes.

A escovação é recomendada pelo menos 3 vezes ao dias, claro que, se você tiver a chance de escovar mais vezes, não hesite, isso só vai lhe ajudar. Caso você passe o dia inteiro fora de casa, pode levar na bolsa a sua escova e pasta para sempre higienizar os seus dentes, não importa onde esteja.

Sempre opte por escovas com as cerdas macias e arredondadas, para não machucar as suas gengivas. Pasta de dente com flúor é a melhor opção para evitar o acúmulo de bactérias que podem causar cáries.

E não se esqueça, se você faz o uso de algum aparelho ortodontico transparente, não esqueça de higienizar ele também. O contato dele com os dentes e a gengiva é direto, então, se ele não estiver bem limpo também pode causar sérios problemas na região dentária.

2.  Use sempre o fio dental

Mesmo escovando os dentes várias vezes ao dia, existem restos de alimentos que se alojam entre eles e não saem apenas com a escovação.

Toda vez que escovar os dentes, principalmente após alguma refeição, passe o fio dental entre os dentes para garantir que todo o resto de comida saia e, naquele lugar, não haja acúmulo de bactérias que podem causar sérios problemas.

Lembrando que, se você fizer o uso de algum tipo de aparelho ortodontico, o uso do fio dental é ainda mais importante, pois o resto de comida também pode ficar alojado no aparelho e acumular germes perigosos.

3.  Use enxaguante bucal

O enxaguante bucal também é um personagem extremamente importante para a saúde dental, a maioria dos que estão presentes no mercado garantem remover cerca de 99% das bactérias da boca e proporcionam um aroma delicioso.

Ele garante uma proteção ainda maior contra doenças como a cárie e a halitose (mau hálito). Mas não cometa o erro de enxaguar a boca após o uso do enxaguante, dessa forma você compromete o desempenho do produto que, quanto mais tempo na boca, mais eficácia pode trazer.

Se você realizou algum procedimento estético recentemente como um clareamento dental, não esqueça de consultar o seu médico sobre os tipos de enxaguantes que pode usar. Alguns possuem uma grande quantidade de corantes que podem comprometer o resultado do seu procedimento.

4.  Consulte regularmente o seu dentista

Mesmo que não esteja sentindo nada nos dentes, não esqueça de visitar o seu dentista periodicamente. O recomendado é estar presente no consultório de 6 em 6 meses, verificando se está tudo bem com os seus dentes e evitando problemas no futuro.

Mesmo com todas as dicas apresentadas aqui, nada substitui a avaliação de um bom profissional para te ajudar. E se tiver alguma queixa, não hesite, procure imediatamente um dentista.

Alimentos que auxiliam na saúde bucal

Além dos cuidados básicos mencionados anteriormente, também existem alguns alimentos que você pode começar a incluir nas suas refeições e que ajudam a potencializar a qualidade da sua saúde bucal.

1.  Leite

O leite é uma grande fonte de cálcio, por isso é um dos maiores responsáveis pelo fortalecimento dos dentes. Além disso, ele equilibra a quantidade de ácido na boca, garantindo uma maior proteção contra doenças dentárias.

2.  Água

Tomar água é um hábito que faz bem não só para a saúde bucal, mas para todo o corpo. Ela garante uma melhor digestão e desempenho no organismo, permitindo uma maior limpeza nos dentes e aumentando a produção de saliva, evitando doenças como a halitose e a temida cárie.

3.  Gengibre

Não é grande o número de pessoas que gostam de gengibre, mas a eficácia dela para o cuidado da saúde bucal é garantida. Ela contém um alto nível antioxidante e anti-inflamatório, garantindo uma boa digestão para o organismo e evitando inflamações bucais como a gengivite ou até mesmo a periodontite.

Evite bebidas com corantes

E o último hábito que você pode aderir no seu dia a dia é o controle do consumo de bebidas com um alto nível de corantes, como: café, vinho, refrigerante, sucos em pó e de caixinha.

Além da grande quantidade de açúcar que essas bebidas possuem, os corantes presentes desgastam o esmalte dos dentes, colocando em risco a cor e brilho deles. Se realizou algum procedimento estético como a lente de contato dental, evite ao máximo essas bebidas que podem comprometer a eficácia deste procedimento.

Considerações finais!

Esperamos tê-lo ajudado com as dicas apresentadas aqui, não esqueça de colocá-las em prática para garantir uma melhor saúde bucal.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Clínica Ideal, plataforma especializada em marketing e gestão para consultórios e clínicas odontológicas.

25.9.20

Saúde bucal infantil: entenda a importância de falar sobre os cuidados com os dentes nas escolas

Estudos apontam que as crianças formam a sua personalidade e constroem seus hábitos até os quatro anos de idade. Com isso, é de extrema importância fazer com que a criança tenha o máximo de experiências positivas possíveis neste período.

Como, por exemplo, oferecer alimentos saudáveis, estabelecer uma rotina de sono e também, ensinar a como ter uma boa higienização bucal. Neste artigo, você irá aprender sobre a importância de ensinar sobre os cuidados bucais dentro das escolas. Confira!

Assim como o banho, a escovação precisa ser reforçada pelos pais e responsáveis para que a criança crie o hábito de fazer regularmente.

Sabemos que, nesta idade, há uma forte tendência ao consumo de doces e guloseimas além do indicado. Por isso, o Ministério da Saúde criou em 2008 o Programa Mais Saúde.

Esta iniciativa tem como objetivo incentivar e conscientizar as crianças sobre a importância da saúde bucal e também, ensina as boas práticas para o momento da higienização. 

Qual a importância de falar sobre saúde bucal nas escolas?

Os responsáveis são geralmente as primeiras pessoas que ensinam as crianças como escovar os dentes e também, como utilizar o fio dental. Algumas famílias possuem plano dental empresarial oferecido, geralmente, pelo trabalho dos pais, e com isso, as crianças desde cedo já criam a rotina de irem ao dentista.

Mas e quando as crianças estão longe de casa, como por exemplo nas escolas?

Este é um dos espaços que os pequenos passam a maior parte do dia - se não, o principal. É ali que são alfabetizadas, se alimentam e se socializam.

Por ficarem muitas horas, é essencial que os colégios possuam uma preocupação com a saúde bucal dos alunos. Afinal, sabemos que as crianças podem se esquecer de escovar os dentes ou então, fazer de maneira apressada para ter mais tempo de brincar, não é mesmo?

Descubra se existe um programa educativo

Como dissemos anteriormente, existe um programa criado pelo governo a fim de prevenir doenças bucais na infância. Mas infelizmente, não são todos os colégios que praticam estes bons costumes. Procure saber se na escola do seu filho existem essas iniciativas.

Converse com a direção ou coordenação da escola e esclareça suas dúvidas. Pergunte se existe um momento de escovação após as refeições e se são fornecidas escovas individuais ou se é preciso levar algum item de casa.

O que deve conter no kit de higiene bucal?

Caso a instituição não forneça itens para que os alunos escovem os dentes após as refeições, é muito importante que você monte um kit para a criança. Os principais itens são:

     Pasta dental;

     Escova de dentes

     Capa protetora para as cerdas da escova;

     Fio dental;

     Toalhinha de rosto.

Pronto, assim o seu pequeno conseguirá ter uma escovação de qualidade! Isso evita futuras doenças bucais, como por exemplo, a tão temida cárie, responsável por prejudicar a estética dos dentes de leite e também, gerar complicações nos dentes permanentes.

Alguns recursos que a escola pode oferecer

Sabemos que a escola é o principal espaço de aprendizagem. Todos os dias, as crianças chegam com mil e uma novidades do que aprenderam na escola. Seja o nome de uma cor, a descoberta de um animal ou até mesmo, começam a contar em voz alta até determinado numeral.

Então, porque não aproveitar essa oportunidade e ensinar também, a como cuidar bem dos dentinhos

Atualmente, existem diversos recursos interativos que podem auxiliar no momento da aula, como por exemplo, filmes, jogos, livros e até mesmo, brinquedos que ilustram o momento da higienização.

Para as crianças, quanto mais lúdico, melhor. Por isso, é recomendado usar todos estes recursos para que elas se sintam motivadas a colocar em prática junto com os seus colegas de classe.

Não deixe de frequentar ao dentista

Visitar o consultório odontológico desde muito cedo é essencial. Além de conseguir avaliar e prevenir complicações futuras, é muito importante criar uma boa relação com este profissional.

Dessa forma, sempre que for necessário realizar algum procedimento, a criança não terá uma má lembrança com a clínica.

Vale lembrar que o dentista é altamente apto a dar recomendações de qual o tamanho de escova correto, a quantidade de creme dental e como utilizar o fio dental de forma simples e eficiente para as crianças.

Logo no início, falamos sobre o convênio odontológico empresarial. Sabemos que nem toda corporação oferece este benefício e às vezes, as unidades disponíveis são distantes.

Contudo, ter um plano odontológico é uma maneira econômica de estar com as idas ao dentistas sempre em dia. Caso sua empresa não ofereça, não se preocupe, também é possível ter convênio dental para o seu pequeno de forma autônoma. Basta fazer uma pesquisa e ver qual a melhor opção para você e o seu orçamento.

Considerações Finais

Agora que você descobriu a importância da saúde bucal nas escolas, esteja sempre em alerta em relação a este assunto. Sempre que houver oportunidade, converse com os professores e coordenadores para se certificar que estão cuidando da saúde bucal do seu filho e também, das outras crianças.

Contudo, devemos ressaltar que sempre, a maior referência é a de dentro de casa: as crianças imitam o que os seus responsáveis fazem. Portanto, dê o bom exemplo e procure agendar consultas periódicas ao dentistas, o importante é cuidar da saúde bucal dos pequenos.

Este conteúdo foi produzido por Mayara Santos, redatora da empresa Ideal Odonto


GeraLinks - Agregador de links