Mostrando postagens com marcador Sem Eitqueta. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Sem Eitqueta. Mostrar todas as postagens

10.11.21

Semana Internacional do Café começa hoje em Belo Horizonte


Profissionais que trabalham nos diferentes processos que levam o café à mesa dos apreciadores do grão vão participar, entre hoje (10) e sexta-feira (12), da Semana Internacional do Café (SIC), em Belo Horizonte. O evento volta a ter encontros presenciais no Centro de Convenções ExpoMinas depois de uma edição online em 2020, e a expectativa dos organizadores é que a presença física impulsione novos negócios.

A SIC contará com cerca de 80 expositores, que vão desde empresas de máquinas agrícolas e municípios produtores a marcas de café, especialistas em torra e cafeterias. Além disso, 100 palestrantes vão abordar temas como desafios pós-pandemia, sustentabilidade e mudanças no perfil de consumo no Brasil e no exterior.

O evento é realizado pela Café Editora, pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (FAEMG), pelo governo do Estado de Minas Gerais e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Diretora de Conteúdo da Café Editora, Mariana Proença destaca que práticas sustentáveis de produção estão entre os principais assuntos a serem abordados no evento, e não apenas por uma cobrança dos consumidores. Incidentes climáticos extremos como a seca de 2020 e a geada de 2021 impactaram fortemente cafeicultores de diferentes regiões brasileiras e acenderam o alerta do setor sobre a sobrevivência em meio às mudanças climáticas.

"Serão discutidas novas soluções e formas de respeito ao meio ambiente, que não sejam só extrair do solo, mas manter o solo. São novas atitudes para a cafeicultura e novas atitudes de consumo."

A pandemia de covid-19 já dominou as discussões do ano passado e deve estar presente também em 2021, agora com a perspectiva de entender as mudanças de consumo trazidas pelo distanciamento social e como se preparar para receber as pessoas que estão voltando a se encontrar.

O isolamento freou o processo de expansão de cafeterias no país, mas a reabertura possibilita uma retomada com novas características, avalia a diretora. "A gente entende que vai ter bastante gente abrindo cafeterias to go [compra para viagem], de delivery [entregas], e também lugares arejados e ao ar livre, e também que possam atender às pessoas em ambientes abertos. E isso é presente não só nas grandes capitais, mas a gente vê essa tendência de cafés especiais indo para o interior do Brasil", aposta ela, que vê essa interiorização em estados como São Paulo, Minas Gerais e Bahia. "Isso vem dos Estados Unidos, mas aqui ganha força com nossa regionalidade." 

Além das discussões, o evento contará com as sessões de cupping, em que os cafés são avaliados e provados, o que incluirá os concorrentes ao prêmio de Coffee of the Year (Café do ano), que será entregue no último dia da SIC.

Para participar dessas sessões, será necessário apresentar testes negativos de covid-19. Outro cuidado do evento será a exigência de ao menos uma dose de vacina contra covid-19 para o ingresso. São esperados no evento 3 mil participantes presenciais por dia, e parte das atividades também vai ser realizada em modelo híbrido, com transmissões online.

9.11.21

Fronteira dos EUA com México é reaberta após 20 meses de interrupção


Um tráfego menor do que o esperado foi registrado na fronteira entre México e Estados Unidos (EUA) nessa segunda-feira (8), quando foi reaberta a passagem para viagens não essenciais, após um fechamento de 20 meses devido à pandemia de covid-19. Muitos moradores permaneceram em casa para evitar possíveis situações caóticas. 

Autoridades da cidade mexicana fronteiriça de Tijuana disseram que as pessoas evitaram a travessia, apesar da suspensão da maior parte das restrições ao longo da fronteira de 3.200 quilômetros, para não ficar presas no trânsito. 

"Na parte da manhã, não havia filas", disse a moradora de Tijuana Claudia Hernandez, enquanto se preparava para entrar nos EUA para fazer compras antes do feriado do Dia de Ação de Graças, na semana que vem. 

"Na semana que vem, veremos as filas gigantescas que sempre se formam".

Javier Delgado, uma autoridade de transportes de Tijuana, disse que há cerca de 35% menos trânsito do que era esperado na divisa da cidade com San Diego, uma das mais movimentadas do planeta.

No domingo, centenas de carros haviam formado filas que se estendiam por quilômetros desde Tijuana, alimentando temores de que a reabertura pudesse ser um problema. Mas o trânsito avançou de maneira constante.

Na mexicana Ciudad Juarez, que faz fronteira com El Paso, no Texas, cerca de 20 pessoas estavam na fila para atravessar, na manhã de ontem, a fim de visitar familiares do outro lado da fronteira. 

"Nós achávamos que iriam nos dizer novamente que decidiram não abrir", disse Lorena Hernandez, que se encontrou com sua filha em El Paso, pela primeira vez desde março de 2020. "Eu disse: se eles não reabrirem, vou pegar um avião".

5.11.21

Corredores comemoram volta da Maratona de Nova York no domingo


Agora que os estádios estão cheios de torcedores e as luzes da Broadway voltam a brilhar, outra instituição da Big Apple encerra um hiato da covid-19 no domingo (7), data da 50ª edição da Maratona da Cidade de Nova York.

A edição do ano passado foi cancelada por causa da pandemia, e embora a deste ano tenha uma variedade de protocolos de saúde e segurança, os competidores veem seu retorno como um sinal da vida voltando ao normal.

"Parece que o mundo está girando novamente na direção certa", disse Jared Ward, que correu na Olimpíada do Rio de 2016 e disputará a maratona pela quarta vez.

Os organizadores limitaram a participação a 33 mil pessoas, menos do que as cerca de 53 mil de 2019, acrescentaram mais uma onda de largada e exigiram provas de vacinação ou um exame negativo de covid-19 aos participantes.

Entre outras medidas de segurança, na chegada os corredores receberão uma máscara em sua sacola de brindes pós-corrida.

"É o maior palco da terra", disse Ted Metellus, escolhido como diretor da prova em fevereiro. "Dizer que você é parte desta história de recomeço é algo a que você se apegará para sempre".

Nascido da cidade, Metellus trabalhou na maratona pela primeira vez semanas depois dos ataques ao World Trade Center em 2001, e recorreu a esta experiência nos preparativos para a prova deste ano.

"Reconheço, são situações totalmente diferentes, mas pense no que está disponível a nós em termos de tecnologia e informação, mais pessoas que estão envolvidas e conectadas, mais pessoas conseguem comunicar uma mensagem claramente àqueles que estarão participando", disse.

Incêndio destroi loja de materiais elétricos em Rio Preto - Bracelf



Uma empresa que vende materiais elétricos sofre um incêndio na manhã desta 6ªfeira (5.nov), às margens da BR-153, no Distrito Industrial, em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo.

Os funcionários da loja atacadista Bracelf chegavam para trabalhar quando perceberam o fogo no telhado do prédio. O Corpo de Bombeiros foi acionado para controlar as chamas que se espalharam rapidamente pela loja.

Até o momento não há informações sobre feridos, uma parte da avenida Francisco Prestes Maia foi interditada por questão de segurança para a realização dos trabalhos dos bombeiros.

A reportagem do SBT Interior que está no local informa que estoque foi completamente destruído e há o risco de o prédio desabar. Há muitos curiosos no local acompanhando a situação e o transito da rodovia BR-153 foi afetado e apresenta agora ao menos quatro quilômetros de lentidão. 


Os bombeiros suspeitam de que o incêndio começou por causa de um curto circuito.

Por causa da fumaça provocada pelo fogo, equipes da Polícia Rodoviária Federal e da concessionária que administra a rodovia estão controlando o trânsito local.


#forçabracelf

3.11.21

Vôos particulares da América Latina permitirão pagamentos com bitcoin


A Flapz começará a aceitar compras de voos privados com bitcoins e outras criptomoedas por meio do QuickiPay, plataforma que oferece diversos métodos de pagamento. A aliança entre as duas empresas fortalece o objetivo comum: democratizar e facilitar o acesso aos seus serviços.

A empresa colombiana Flapz tem um marketplace –uma plataforma online– para reservar voos exclusivos na América Latina . Desta forma, conecta passageiros com diferentes companhias aéreas privadas. Oferece mais de 500 aeronaves à sua escolha, desde jatos particulares a helicópteros.

Com o intuito de oferecer mais opções de pagamento aos seus clientes, que já somam mais de 50 mil na região, firmou parceria com a QuickiPay . Esta startup , que pertence à holding financeira IBBA, permite a qualquer empresa aceitar pagamentos em criptomoedas na Argentina, Brasil, Chile, México, Panamá, Peru e Colômbia.

Cresce oferta de voos privados para compra com bitcoin
A oferta de voos privados utilizando bitcoin e outras criptomoedas está crescendo nos mercados mais importantes do mundo, como os Estados Unidos. Na América Latina ainda não há muitas opções, então "tem muito potencial", diz Ionatan Galeano, cofundador e diretor da Flapz.

O chefe do Flapz lembra que a demanda por transações em criptomoedas está em alta , por isso eles vêem a necessidade de adotar essa forma de pagamento. Uma das empresas de voos privados da região que foi pioneira em aceitar pagamentos com bitcoin por quase três anos é a Flapper no Brasil.

Essa tendência de crescimento também é replicada no setor de voos comerciais. A empresa Volaris, por exemplo, oferece esse serviço por meio de pagamentos com bitcoin em El Salvador, México e Honduras.

28.10.21

Conmebol anuncia que não apoia Copa do Mundo a cada dois anos


O órgão dirigente do futebol sul-americano anunciou nesta quarta-feira que rejeitou proposta da Fifa de realizar a Copa do Mundo a cada dois anos, principalmente porque a mudança não se justifica.

“Não há motivos, benefícios ou justificativas para a mudança promovida pela Fifa” a respeito da realização um evento bienal em vez de a cada quatro anos, disse a Conmebol em nota após reunião do conselho do órgão realizada em sua sede em Luque, no Paraguai. “Os 10 países que integram a Conmebol ratificam que não participarão de uma Copa do Mundo organizada a cada dois anos”, acrescentou a Conmebol.

O anúncio é um revés para as tentativas do presidente da Fifa, Gianni Infantino, que visitou alguns países da América do Sul neste mês com o objetivo de reforçar seu plano de realizar a Copa do Mundo a cada dois anos.

27.10.21

Parceria de Cardano com a Etiópia considerada uma das "mais influentes" de 2021


A rede Cardano atraiu o interesse de muitos entusiastas de criptomoedas. Graças não apenas às atualizações de rede, mas também aos vastos casos de uso que continua tentando empregar em seu blockchain. O crescente interesse da rede na África é especialmente notável desde que ela começou a se aventurar no continente no início deste ano.

Um projeto que chamou a atenção é a solução de gerenciamento de identidade de seu braço de desenvolvimento Input Output HK, Atala Prism. A tecnologia está no noticiário agora, depois de ser reconhecida na lista do Project Management Institute dos projetos mais influentes para 2021.

A organização com sede na Pensilvânia para especialistas em gerenciamento de projetos e produtos colocou Atala Prism na 14ª posição. A IOHK anunciou uma parceria com o Ministro da Educação da Etiópia no início deste ano para desenvolver um sistema movido a blockchain. Tem como objetivo monitorar o desempenho dos alunos nas escolas locais. Isso culminou em um banco de dados digital nacional chamado Atala Prism.

Numa entrevista ao PMI, o Diretor de Operações Africanas do Input Output, John O'Connor, observou que o projeto pode ser expandido para integrar sistemas de gestão de aprendizagem.

“No futuro, também podemos integrar sistemas de gerenciamento de aprendizagem, para que os alunos possam usar o sistema para descobrir que lição de casa eles precisam fazer - e fazê-lo no tablet.”

Embora o projeto deva ser lançado no próximo ano, o reconhecimento que recebeu dos entusiastas do blockchain levou Cardano a planejar a proposta de uma solução de blockchain para um sistema de identificação nacional para o governo etíope.

Cardano também está fazendo lobby intensamente com líderes de outras nações africanas para a criação de soluções semelhantes em seus países. O co-fundador da Cardano embarcou em uma viagem pela África para expandir a base de sua rede no continente por meio dessas parcerias.

Ele se reunirá com chefes de países como África do Sul, Quênia, Burundi e o estado autônomo de Zanzibar. Hoskinson até postou fotos de seu encontro com o 8º presidente deste último, Hussein Ali Mwinyi.

O CEO também se reunirá com representantes das startups que estão construindo em Cardano no continente. As ambições crescentes de Cardano na África foram ainda apoiadas pela criação da ala africana de seu braço comercial EMURGO, juntamente com o anúncio de um fundo de $ 100 milhões.

Com as startups africanas já fazendo parceria com a rede por meio de seus vários braços, o compromisso da Cardano com a África pode acabar sendo frutífero para o continente.

25.10.21

Microscópio usado por Darwin em observações científicas será leiloado


Autor de A Origem das Espécies - tratado sobre biologia que propõe a ideia do mecanismo de seleção natural e foi fundamental para a concepção moderna de evolução -, Charles Robert Darwin é um dos maiores nomes da história da ciência. 

As anotações e instrumentos utilizados por ele são considerados valiosíssimos, já que foram essenciais na descoberta de um dos maiores marcos da ciência humana.

É o caso de um microscópio que Charles Darwin deu de presente para o filho Leonard, e que permaneceu na família por cerca de 200 anos. Segundo os registros do instrumento, Darwin usou as lentes para observar zoófitos - pequenos seres invertebrados que possuem características semelhantes à plantas -  em suas pesquisas sobre evolução.

Agora, 139 anos após a morte do cientista, os herdeiros do pai da evolução decidiram leiloar o artefato histórico. A empresa responsável pelo leilão será a inglesa Christie’s, que pretende arrecadar entre 250 mil libras esterlinas e 350 mil libras esterlinas - o equivalente a R$ 2,68 milhões.

“É incrivelmente emocionante olhar por ele e ver o mundo microscópico que Charles Darwin deve ter visto entre os anos de 1820 e 1830”, afirmou James Hyslop, chefe do departamento responsável por objetos científicos, históricos e naturais da Christie’s à agência de notícias Reuters.

“Mais tarde, em 1858, há uma carta incrível que ele [Charles Darwin] escreve para o filho mais velho dizendo que o jovem Leonard estava dissecando com ajuda do microscópio e disse: ‘papai ficarei feliz em fazer isso pelo resto da minha vida’. É maravilhoso ter essa conexão familiar de Darwin pouco antes dele ter ficado famoso”, argumentou Hyslop.

O leilão do microscópio que pertenceu a Charles Darwin acontecerá em 15 de dezembro. A casa de leilões Christie’s ainda não confirmou se o evento será online ou presencial.

20.10.21

PREÇO DE OURO: Supermercados reforçam segurança com sensores e alarmes para evitar furto de carne


O que antes era reservado a produtos como uísques e pacotes de cigarros chegou também aos alimentos, principalmente às carnes. Sensores, alarmes e embalagens vazias estão sendo adotadas por redes de supermercados na tentativa de conter furtos ou o abandono de produtos antes do pagamento.

A prática, segundo o Procon-SP, não é ilegal, mas pode ser considerada discriminatória quando é adotada sem critério -por exemplo, em apenas algumas unidades, ou em determinados bairros.

O órgão de defesa do consumidor paulista informou que vai multar uma unidade da rede Extra do Jardim Ângela, na zona sul de São Paulo, que estava entregando bandejas vazias a quem pedia carne porcionada no açougue. O valor da sanção ainda não foi definido.

A embalagem de isopor era etiquetada e o cliente só poderia pegar o produto depois que a compra fosse concluída -e paga. O relato foi feito pela produtora cultural Fabiana Ivo, que compartilhou sua experiência de compra em uma rede social.

“Isso é uma afronta a toda a população das quebradas, duvido que o mesmo aconteça no Extra do Morumbi”, escreveu, em referência ao bairro de alto padrão na zona oeste da capital paulista. O caso foi contado na segunda-feira (18) pelo colunista do UOL Rodrigo Ratier.

“É inaceitável [a existência de] critérios de discriminação em razão do local. Se em outros estabelecimentos ou em outros bairros não existe esse tipo de exigência, não se justifica que a população do Jardim Ângela seja submetida a um vexame”, diz Fernando Capez, diretor-executivo do Procon-SP.

A rede Extra diz em nota que a adoção da medida não faz parte da política de atendimento das lojas e considerou a prática uma falha interna.

“Desde que teve conhecimento dos relatos, a rede tem tomado providências para que a prática seja imediatamente descontinuada, reforçando com todo o time das lojas, inclusive, as orientações com respeito às normas e procedimentos operacionais autorizados pela empresa, para que tais fatos não voltem a ocorrer”, afirma a empresa, que faz parte do Grupo Pão de Açúcar.

Desde a divulgação do caso relatado por Fabiana, consumidores relataram em redes sociais que passaram por situações similares, nas quais receberam a bandeja vazia até a conclusão da compra, em unidades da mesma rede na região central e na zona leste da capital, e também para outras compras de produtos fracionados, como frios.

“Se não existe um aviso prévio e ostensivo, uma informação de que é um critério objetivo e igual para todos, de que primeiro se paga e depois se pega o produto, isso passa a ser uma discriminação, uma surpresa para o consumidor e um método vexatório”, diz Capez, do Procon-SP.

Alarmes de segurança e sensores, mais comuns em lojas de departamento, também aparecem em gôndolas, freezers e geladeiras. Grupos como Carrefour e Big, que utilizam esses procedimentos de segurança, dizem que o padrão foi adotado há alguns anos para todas as lojas e não tem relação com a alta de preços. Alguns cortes de carne embalada, peças inteiras já pesadas, recebem uma tela de proteção e um sensor de segurança.

A rede Big e Sam’s Club diz que os dispositivos -uma peça de plástico com um sensor que é retirado no caixa- são utilizados há muito tempo e integram o procedimento padrão de segurança das lojas. Os sensores são colocados, segundo a rede, em produtos de todos os tipos e que tenham valor elevado.

A Apas (Associação Paulista de Supermercados) diz que o que aconteceu no Extra foi um fato isolado e, por isso, não dará recomendação quanto aos procedimentos de segurança adotados pelas empresas.

A elevação de preços dos alimentos, ao mesmo tempo em que a economia -e, portanto, a geração de emprego e renda- ainda não se recuperou do baque da pandemia, tem tornado comuns situações como o garimpo de ossos e pelancas, como registrado no Rio de Janeiro (RJ), filas para doações de ossos e aparas, em Cuiabá (MT), e pessoas buscando comida em um caminhão de lixo em Fortaleza (CE).

Monitoramento de preços do varejo feito pelo IEA (Instituto de Economia Agrícola), ligado ao governo de São Paulo, mostra que o quilo da carne moída de segunda custava, em média, R$ 34,46 no setembro, após o pico de R$ 36,19 no mês anterior. Somente em 2021, o produto já acumula alta de 13,48%.

A picanha, corte popular entre os admiradores de churrascos, acumula alta de 15,10% desde janeiro. O preço por quilo, em setembro, ficou em R$ 68,67.

Segundo o IPCA, índice oficial de inflação calculado pelo IBGE, as carnes acumulam alta de 24,84% em 12 meses. A variação considera os principais tipos de carnes -bovina, suína e de frango.

Em setembro, esse grupo de despesa registrou queda de 0,21%, movimento que pode estar relacionado à queda das exportações para a China, mas que leva um tempo para chegar ao consumidor.

A suspensão das vendas, que já dura seis semanas, ocorreu devido à existência de casos de vaca louca. A coluna Vaivém das Commodities, da Folha de S.Paulo, de segunda (18) mostrou que a arroba do boi estava em R$ 267,80, distante dos R$ 322 da segunda quinzena de julho.

Paulo Bellincanta, presidente do Sindicato das Indústrias de Frigoríficas de Mato Grosso, maior exportador do Brasil, afirma em nota que a queda de até 20% na arroba não chega a varejo e que “balcões dos açougues e supermercados precisam se engajar na cadeia e não se apresentarem como inimigos.”

Libertadores, Copa do Brasil, Paulista, Carioca, Fórmula 1. Globo, agora, perde exclusividade na Copa do Mundo


A emissora carioca, que vive a maior crise de sua história, acaba de 'abrir mão' da exclusividade na Copa do Qatar. Justo na transmissão digital. Algo impensável. O monopólio no esporte acabou de vez

Outro golpe pesadíssimo no futebol da Globo.

Justamente no futuro que a emissora carioca visualiza para o esporte predileto do brasileiro: o mundo digital.

Depois da Libertadores, do Campeonato Paulista, do Campeonato Carioca, da Copa América, parte das Eliminatórias, da Fórmula 1, chega outra derrota pesadíssima.

Por causa da briga jurídica pela redução do valor da transmissão da Copa do Mundo de 2022, a Fifa impôs o preço de 8 milhões de dólares, cerca de R$ 43 milhões, pela exclusividade da transmissão do Mundial pela internet.

Vivendo a maior crise financeira de sua história, a Globo não teve outra saída. A não ser desistir.

Ou seja, haverá outro veículo na internet mostrando os jogos do Mundial.

O que seria algo impensável anos atrás.

A relação de parceria “eterna” com a Fifa sofreu abalo quando a emissora entrou na Justiça brasileira, no ano passado. Motivo: não queria pagar a parcela de R$ 90 milhões, combinada para ser bancada em 2020, pelo direito de transmissão do Mundial do Qatar.

A cúpula da Fifa protestou. Houve o impasse jurídico, mas a Globo ganhou. Só que a emissora decidiu procurar a entidade para um novo acordo. Houve, sigilioso.

Mas a prova de que a situação não continuou a mesma veio à tona hoje, com a Fifa cobrando os R$ 43 milhões pela exclusividade dos jogos pela internet.

Redes sociais já se assanham para “aproveitar a oportunidade”.

A Globo também acaba de perder a exclusidade da transmissão do Campeonato Mineiro.

A emissora alegou que não teria como manter a oferta de R$ 43 milhões pelo torneio, como vinha fazendo.

Ela aceita que outra emissora mostre os jogos.

Mas a possibilidade maior é que ela perca o torneio.

O monopólio da Globo no esporte acabou de vez..

Temporada da NBA abre com vitória do Milwaukee Bucks


A temporada do melhor basquete do mundo retornou à ação na noite desta terça-feira (19). E o capítulo inicial da NBA (liga de basquete profissional dos Estados Unidos) não poderia ter sido melhor, uma vitória de 127 a 104 dos atuais campeões Milwaukee Bucks sobre o Brooklyn Nets com grande atuação do grego Giannis Antetoukounmpo.

Antes de o confronto começar, os jogadores dos Bucks receberam os anéis de campeões da última temporada. E, com a bola em jogo, o que se viu foi uma grande atuação da equipe de Milwaukee, que a credencia como grande candidata ao título.

Como não poderia deixar de ser, Antetoukounmpo jogou muito bem, com números impressionantes (32 pontos, 14 rebotes e 7 assistências). Pelos Nets os destaques foram Kevin Durant (com 32 pontos e 11 rebotes) e James Harden (com 20 pontos, 8 rebotes e 8 assistências).

O Milwaukee Bucks volta a entrar em quadra na próxima quinta-feira (21), quando mede forças com o Miami Heat. Um dia depois os Nets pegam o Philadelphia 76ers.

18.10.21

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear


O governo federal sancionou a lei que cria a Autoridade Nacional de Segurança Nuclear (ANSN). O texto, assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, foi publicado na edição de hoje (18) do Diário Oficial da União.

A nova estrutura, que tem sede no Rio de Janeiro, será responsável por monitorar, regular e fiscalizar as atividades e instalações nucleares no país. Segundo a Presidência da República, a ANSN surgiu a partir de um desmembramento da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), a qual agora ficará responsável pelos trabalhos de pesquisa e desenvolvimento do setor.

De acordo com a presidência, a ANSN usará estrutura e pessoal atualmente previstos para a CNEN e, por isso, não causará impacto no Orçamento da União.

Entre as atribuições da nova autarquia estão definir regras sobre segurança nuclear, proteção radiológica, segurança física das atividades e das instalações nucleares; regular e controlar estoques e reservas de minérios nucleares; e conceder licenças e autorizações para usinas nucleares, operadores de reator, pesquisas, e para o comércio interno e externo de minerais e minérios.

“A criação da ANSN tem o objetivo de separar a pesquisa da regulação e, com isso, atender exigências de gestão e também obter mais celeridade nas atividades. Exigência da Convenção de Viena aderida pelo Brasil, a ANSN veio para cumprir o requisito de independência da autoridade nuclear, separando atividades que estavam sendo acumuladas pela CNEN. Além disso, permitirá que os setores de pesquisa e desenvolvimento e regulação atuem de forma separada com interlocutores distintos, trazendo benefícios para ambas as autarquias”, informa nota da presidência.

16.10.21

Fórmula 1 anuncia temporada 2022 com recorde de 23 corridas


A temporada do ano que vem de Fórmula 1 terá 23 corridas, uma a mais que o total de provas deste ano. O Grande Prêmio (GP) do Bahrein abre o campeonato mundial no dia 20 de março e o GP do Abu Dhabi será a última em 20 de novembro. A principal novidade é a estreia da etapa de Miami em 8 de maio. O GP do Brasil, no circuito de Interlagos, será em 13 de novembro, penúltima etapa do Mundial.  

“Estamos entusiasmados em anunciar o calendário de 2022 enquanto nos preparamos para entrar em uma nova era para o esporte com novos regulamentos e carros para o próximo ano que são projetados para criar corridas mais disputadas”, afirmou o Stefano Domenicali, presidente e diretor-executivo da F1.

A China permancerá fora do calendário de 2022, por conta da pandemia de covid-19. O GP do país asiático vem sendo substituído desde 2019 pelo circuito de Ímola. Ano que vem a  prova Emília Romagna ocorrerá em 23 de abril.  Três corridas retornaram ao calendário de 2022 - GPs da Austrália, Singapura e Japão - após cancelamento este ano, também em razão da covid-19.

“Nos últimos dois anos, a Fórmula 1 demonstrou notável resiliência. Isso é claramente demonstrado pelo crescimento contínuo do esporte, apesar dos desafios importantes da pandemia”, analisou Jean Todt, presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA, sigla em inglês).

15.10.21

Bolsonaro fala em valorizar lei Rouanet


Durante a posse da atriz Regina Duarte como secretária especial da Cultura, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que quer valorizar a Lei Rouanet, criticada por ele no passado.

Segundo Bolsonaro, antes a lei era "mal utilizada". "Achamos, tenho certeza, a pessoa certa, que pode valorizar, por exemplo, a Lei Rouanet, tão mal utilizada no passado", disse o presidente sobre Regina.

Bolsonaro defendeu mudanças feitas pelo seu governo nas regras de captação de projetos culturais via Lei Rouanet.

"Acreditem que o teto para um só artista era R$ 60 milhões. Em um país como o nosso, era um exagero isso. Colocamos um teto e colocamos um filtro também, ajudar artista em início de carreira ou aqueles que precisam para se consolidar no mercado", declarou.

Após reduzir o teto da Lei de Incentivo para musicais para R$ 1 milhão, o governo acabou recuando, no final do ano passado, e passou o valor para até R$ 10 milhões.

O presidente disse ainda que, antes de assumir o governo, a cultura "não era bem o que o povo queria". Na visão dele, o setor foi "cooptado pela política". "Na minha cabeça de humilde capitão de Exército estava latente que essa não era a cultura que deveria ser desenvolvida no Brasil", afirmou Bolsonaro.

Ele demonstrou desconforto com os resultados da cultura no primeiro ano de governo e indicou que quer reverter o quadro. "A cultura influencia a economia. A música é um ânimo, uma injeção de coragem, e nós temos que resgatar isso. O tempo voa. Já deixamos um ano para trás. E, ainda, de forma tímida, começamos a reescrever a cultura com a chegada dessa grande mulher. Estamos colocando nas mãos de quem realmente entende o assunto esse desafio", disse.

'Passando o chapéu'

Regina Duarte, por sua vez, discursou sobre a falta de recursos na área cultural. E disse que, se necessário, vai "passar o chapéu", em referência a uma expressão usada no meio artístico para pedir recursos. Ela afirmou que acredita ser possível "fazer mais com mais". "Se a vontade de fazer é grande e os recursos são escassos, vamos passar o chapéu", declarou. "Vamos repartir com equilíbrio as fatias do fomento (cultural)", continuou.

Ela também disse que será importante contar com o apoio do Legislativo para levar adiante projetos da Secretaria da Cultura. "O meu propósito aqui é pacificação e diálogo permanente com setor cultural, Estados, municípios e Parlamento. O apoio do Legislativo é indispensável para o trabalho que vamos realizar a partir de hoje", afirmou a atriz.

14.10.21

Incêndio em prédio em Taiwan deixa pelo menos 46 mortos


Pelo menos 46 pessoas morreram e 41 ficaram feridas em incêndio num edifício residencial de 13 andares em Kaohsiung, a segunda maior cidade de Taiwan.

De acordo com a Associated Press, o fogo começou por volta das 3h locais, quando moradores ouviram uma explosão. O fogo foi controlado ao amanhecer.

O Corpo de Bombeiros de Kaohsiung informou, em comunicado, que depois de completar uma busca no prédio, foram confirmados 46 mortos. As operações de resgate continuam, com mais de 377 equipes no local.

Segundo a corporação, o incêndio foi "extremamente violento" e destruiu vários andares do edifício.

O presidente de Kaohsiung, Chen Chi-mai, disse que o prédio de 40 anos estava parcialmente abandonado, tendo anteriormente abrigado restaurantes e um cinema.

A causa do incêndio ainda não foi esclarecida e o governo investiga se foi criminoso.

13.10.21

Presidente da Fifa volta a defender Copa do Mundo a cada dois anos


Uma Copa do Mundo realizada a cada dois anos não vai diluir a magia do torneio, já que a periodicidade não teria influência em sua qualidade e prestígio, afirmou o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

A Fifa, entidade que comanda o futebol mundial, está conduzindo um estudo de viabilidade sobre as questões práticas que envolveriam a realização de uma Copa do Mundo a cada dois anos, uma proposta que foi recebida com críticas ferozes por várias confederações, clubes, jogadores e grupos de torcedores.

“Uma Copa do Mundo com 48 equipes [a partir de 2026] já foi decidida. Se ela acontecerá a cada dois ou quatro anos, isso está em processo de avaliação”, declarou Infantino à imprensa em Israel.

“Definitivamente acredito em termos mais eventos prestigiosos, seja a Copa do Mundo ou qualquer outra coisa [...] precisamente porque ser um torneio mágico talvez seja a razão para acontecerem com mais frequência”, afirmou o dirigente.

“O prestígio de um evento depende de sua qualidade, não de sua frequência. Temos o Super Bowl todo ano, Wimbledon, ou a Liga dos Campeões todo ano, e todos ficam empolgados esperando por eles”, concluiu o presidente da Fifa.

8.10.21

Inmetro alerta sobre importância do selo de conformidade de brinquedos


O diretor substituto de Avaliação da Conformidade do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Leonardo Rocha, alertou sobre a necessidade de atenção na hora da compra de presentes, principalmente brinquedos, para o Dia das Crianças. Em entrevista nesta quinta-feira (7) à Agência Brasil, Rocha disse que a principal recomendação é verificar, no ato da compra, a presença do Selo de Conformidade do Inmetro.

“A presença desse selo significa que o produto passou por um processo de avaliação e demonstrou cumprir com os requisitos de segurança”, afirmou Rocha, ao lembrar que a avaliação é feita pelo Inmetro, pelos organismos de certificação e laboratórios de ensaio uma vez por ano nas fábricas e que a responsabilidade pela manutenção da conformidade recai, portanto, sobre o próprio fabricante.

Em entrevista ontem ao programa A Voz do Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), o presidente do Inmetro, Marcos de Oliveira Júnior, falou sobre o assunto. Segundo Oliveira Júnior, todos os brinquedos comercializados no Brasil, nacionais ou importados, têm que ter o selo do instituto. “Eles precisam passar pela certificação do Inmetro, têm que ter o selo do Inmetro e, junto com ele, o logotipo do organismo que faz a certificação desse brinquedo.”

Mercado formal

Já Leonardo Rocha destacou que as compras devem ser feitas preferencialmente em estabelecimentos legalmente constituídos, evitando camelôs e feiras, locais em que, geralmente, são vendidos produtos que não atendem aos requisitos de segurança e, muitas vezes, são piratas. É importante que, no caso de produtos sem o selo, isso seja denunciado à Ouvidoria do Inmetro, pelo número 0800-23851818. Segundo Rocha, isso permite que o instituto encaminhe equipes de fiscalização ao local para recolher os produtos irregulares no mercado.

Obrigatório em brinquedos desde 1992, o selo do Inmetro é concedido depois que o produto passa por vários ensaios em laboratórios. São analisados itens de segurança como impacto e queda (bordas cortantes e pontas agudas); mordida (partes pequenas que podem ser levadas à boca); toxicidade (metais e substâncias nocivos à saúde); inflamabilidade (risco de combustão em contato com o fogo); e ruído (níveis acima dos limites estabelecidos pela legislação).

Faixa etária

Também é importante observar à questão da restrição da faixa etária, que tem a ver com segurança. Já a indicação de faixa etária está relacionada ao aspecto cognitivo: os brinquedos são classificados por faixa etária. Rocha destacou que alguns brinquedos não são indicados para crianças de até 6 meses ou de até 3 anos, por exemplo, por questões de segurança. “São brinquedos que têm peso incompatível com a idade da criança, têm uma ponta ou alguma coisa incompatível com a faixa etária”. Há idades, porém, em que as crianças já conseguem brincar melhor e extrair o máximo do que o brinquedo pode oferecer a elas, ressaltou.

Para os pais que têm mais de uma criança em casa, de idades diferentes, Rocha recomendou que fiquem atentos para que a mais nova não use o brinquedo da mais velha e que haja uma supervisão mínima por parte dos pais. “Isso também é importante.”

Na entrevista à Voz do Brasil, o presidente do Inmetro ressaltou que é preciso ter atenção com produtos comprados pela internet. “A regra é a mesma”, afirmou Oliveira Júnior. Ele lembrou que nos sites de venda virtual, há fotos dos produtos, de vários ângulos, e que o responsável deve procurar observar se tem o selo do Inmetro ali.

“Se ficar na dúvida, pergunte para quem está vendendo no chat, na mensagem, se tem o selo do Inmetro. Se não tiver, o produto é irregular”. Oliveira Júnior disse que uma boa dica é: “se não tem o selo do Inmetro, comunique à própria plataforma que está vendendo, para que ela tome as providências”.

Nota fiscal

Pais e responsáveis devem exigir também a nota fiscal, não só para brinquedos, mas para qualquer produto. “Exigir a nota fiscal para, em caso de qualquer problema, poder requerer a troca do brinquedo.” Leonardo Rocha destacou a importância da ajuda da população para, na eventualidade de algum acidente no caso de produtos com selo do Inmetro e comprados em estabelecimento comercial legalizado, denunciar o fato ao instituto.

“Temos o Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo e, a partir desses relatos, promovemos melhorias e aperfeiçoamento na nossa regulamentação e nas ações de fiscalização”, ressaltou. Nesses casos, o problema é considerado risco para o consumidor e é investigado de forma diferente. Para produtos sem o selo de conformidade, a ação é de fiscalização e de repressão.

O Inmetro iniciou no fim de setembro uma ação de fiscalização relativa à venda de produtos para o Dia das Crianças que irá até o dia 12. “Temos operações ao longo do ano e uma ação especial voltada à fiscalização de brinquedos no mercado em geral, no país todo.” Essa ação é feita em parceria com os institutos estaduais de Pesos e Medidas, de maneira simultânea, para evitar a comercialização de produtos irregulares, principalmente nesse período e perto do Natal.

Cerca de 15% das reclamações que chegam ao Inmetro são referentes a brinquedos, disse Rocha.

Pop-its e orbeez

Leonardo Rocha afirmou que o alerta vale igualmente para os pop-its e orbeez. Pop-its são produtos coloridos e maleáveis, para uso de crianças, com a finalidade de interagir e aliviar o estresse. Destinados a crianças de até 14 anos, por serem lúdicos, são considerados brinquedos. Por isso, devem ser comercializados no Brasil com o selo do Inmetro em suas embalagens.

Já o orbeez é um brinquedo que tem em seu interior diversas microbolinhas macias e é contraindicado para crianças de até 3 anos, que costumam levar produtos à boca. Como são destinados ao público infantil, valem as mesmas orientações: aquisição no mercado formal, presença do Selo de Conformidade do Inmetro e restrição de faixa etária, acrescentou.

Marcos de Oliveira Júnior reforçou que os pais devem ter os mesmos cuidados quando adquirirem tal tipo de brinquedo. “Os pop-its também são brinquedos e têm que ter a certificação do .Inmetro. Têm que ter o selo visível na embalagem, e o que nós observamos é que tem muitos aí sendo vendidos no mercado informal, em compras pela internet, que não têm esse cuidado.” |Tais brinquedos sem o Selo de Conformidade podem ser tóxicos, disse o presidente do Inmetro, reiterando que essa certificação significa que o brinquedo passou pelos testes e verificou-se que não tem nenhum problema de toxicidade para as crianças.

Segundo Oliveira Júnior, muitos pais preferem pagar menos por brinquedos similares, embora isso “gere risco para a criança”. Muitas vezes, esse tipo de produto mostra-se, mais tarde, defeituoso e com problemas. Ele admitiu que é possível encontrar em camelódromos produtos com selo falsificado do Inmetro. Nesse caso, a orientação é denunciar o fato ao site do Inmetro e aos institutos de Pesos e Medidas dos estados, “para que se possa fazer a atuação correta de vigilância de mercado e retirar esses produtos que causam risco”.

Oliveira Júnior destacou que as crianças são muito criativas e sempre encontram um jeito novo de usar os brinquedos. Por isso, sugeriu que, para evitar riscos, os pais sempre verifiquem se elas estão usando o brinquedo corretamente. Mesmo que o produto tenha o selo do Inmetro, é preciso ler as instruções porque, “ na criatividade que têm, as crianças são capazes de fazer coisas inimagináveis”.

7.10.21

Terremoto de magnitude 5,7 atinge o Paquistão

Terremoto de magnitude 5,7 atinge o Paquistão

Um terremoto de magnitude 5,7 atingiu o sul do Paquistão nas primeiras horas de hoje (7). 


Pelo menos, 20 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas.

Mercado Bitcoin estreia campanha com ator do Porta dos Fundos no intervalo Jornal Nacional


O Mercado Bitcoin começou nesta quarta-feira (6) uma campanha com o comediante Rafael Infante, um dos fundadores do Porta dos Fundos, para reforçar por meio do humor uma posição de autoridade em criptomoedas no Brasil.

A propaganda estrelou durante o intervalo do Jornal Nacional desta quarta, na TV Globo. 

A empresa dá uma cutucada em outros players do mercado: no vídeo uma pessoa tem uma transação de criptomoedas interrompida pelo fato de já ser seis horas da tarde – as corretoras tradicionais acompanham o horário de abertura e fechamento da Bolsa de Valores (a B3, por exemplo, abre 9h30 e fecha 18h15).


Rafael Infante então surge para dizer que a corretora opera 24 horas por dia, os sete dias por semana. A empresa tem investido fortemente em veículos de massa. Recentemente, fez uma inserção publicitária no SBT, durante o intervalo da partida de semifinal da Copa Libertadores da América entre Atlético Mineiro e Palmeiras. Na ação, o narrador da partida explicava ao público o que são as criptomoedas e como investir.

“O interessante dessa campanha é que ela usa o humor para chamar a atenção para uma questão bastante séria: onde você coloca o seu dinheiro quando decide investir em criptomoedas? 

A resposta é óbvia: na mão do especialista. 

O Mercado Bitcoin tem uma história de oito anos no mundo dos ativos digitais. A gente praticamente nasceu com o Bitcoin”, explica Ana Antunes, head de Marketing do Mercado Bitcoin, do Grupo 2TM, que controla a corretora. 

6.10.21

Ministro da Defesa de Taiwan declara que país vive tensão com a China

Ministro da Defesa de Taiwan declara que país vive tensão com a China

O ministro da Defesa de Taiwan, Chiu Kuo-Cheng afirmou hoje (6) que o país vive o momento de maior tensão com a China em 40 anos. 


Nos últimos dias, aviões chineses sobrevoaram a área de defesa aérea de Taiwan, ascendendo um alerta sobre a ilha, que é reivindicada pelo país comunista.

GeraLinks - Agregador de links