Mostrando postagens com marcador Saúde e bem-estar. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Saúde e bem-estar. Mostrar todas as postagens

18.11.21

Quando retomar a atividade física depois da cirurgia plástica?


O tempo de recuperação de uma cirurgia plástica varia de uma pessoa para outra, assim como de um procedimento para outro. 

O que é unanimidade entre os cirurgiões é o cuidado que os pacientes devem tomar no pós-operatório para que seu restabelecimento seja pleno e para que não haja interferências nos resultados.

Cada procedimento estético tem particularidades e elas devem ser levadas em consideração antes da retomada das atividades físicas. 

Além das características de cada cirurgia plástica, este tempo para a retomada dos exercícios físicos pode variar entre homens e mulheres. 

Os tratamentos realizados no pré e no pós-operatório, assim como os hábitos dos pacientes influenciam diretamente em seu restabelecimento na retomada das atividades cotidianas.
 
Seguir à risca as recomendações do seu médico, manter uma boa alimentação, evitar bebidas alcoólicas e tomar os remédios nos dias e horários certos também são tópicos que contribuem para que a vida volte mais rapidamente ao normal após uma cirurgia plástica.

Cirurgias e seus respectivos tempos de recuperação

Veja abaixo alguns exemplos de cirurgias e o tempo recomendado até a retomada das atividades físicas. 

- Mamoplastia de aumento: nesta cirurgia, é necessário usar um sutiã especial por cerca de um mês e evitar levantar e fazer movimentos bruscos com os braços. Sendo assim, nada de musculação, lutas ou natação por pelo menos dois meses ou até seu médico achar que é seguro. Atividades leves como caminhadas costumam ser liberadas antes disso.

- Abdominoplastia: esta é uma cirurgia plástica considerada complexa, por isso exige cuidados durante a recuperação. É preciso se atentar aos cuidados com os curativos e as suturas.Por isso, não é recomendada a realização de treinos físicos antes de um período de sessenta dias. Já as caminhas ou corridas leves, podem ser retomadas entre trinta e quarenta e cinco dias após o procedimento. 

- Rinoplastia: para quem costuma praticar esportes radicais ou de contato, após a rinoplastia é preciso se afastar destas atividades por pelo menos dois meses. Esportes menos agressivos podem ser realizados em um período de trinta dias após a cirurgia. 

- Próteses de glúteo: é uma das cirurgias plásticas que exigem maior tempo de recuperação. Atividades como a musculação e exercícios de perna e glúteo estão proibidos por um longo período. Já os demais exercícios físicos devem ser introduzidos de forma cautelosa após quatro meses da realização da cirurgia plástica. 

- Lipoaspiração: caso o paciente siga as recomendações médicas de forma correta, as atividades físicas podem ser realizadas após um mês da cirurgia. Usar cinta modeladora faz parte do passo a passo da recuperação. Não há obrigação de usá-la durante as atividades físicas, mas depois disso, é preferível a retomada do uso. O médico precisa acompanhar de perto a recuperação do paciente e na lipoaspiração, como em outras cirurgias, verificar a satisfação do paciente com os resultados é fundamental.

 Para que uma cirurgia estética seja um sucesso e os resultados sejam satisfatórios para o paciente, é preciso seguir as indicações médicas, além reportar quando algum sintoma ou consequência fora do comum acontecem. 

Além disso, as atividades físicas devem ser retomadas aos poucos, de forma tranquila e sem cobranças, mesmo para pessoas que costumavam se exercitar regularmente antes da cirurgia plástica. Por mais que o paciente não esteja sentindo dores ou desconfortos, os tecidos e músculos levam tempo para se recuperarem.

17.11.21

Novembro azul: você sabe como é feita a preservação da fertilidade masculina?


Novembro azul é o nome da campanha realizada nacionalmente no mês de novembro, a fim de conscientizar sobre a importância da realização dos exames preventivos. Estes exames visam diagnosticar precocemente doenças na próstata.

A data surgiu em 2003, na Austrália, graças a dois amigos que resolveram se inspirar em campanhas que visavam combater o câncer de mama e trazê-las para o tumor que acomete os homens: o câncer de próstata.


O que começou como uma campanha pequena, entre amigos,passou a ganhar força ao redor do mundo e chegou ao Brasil em 2008, através da Sociedade Brasileira de Urologia. Desde então, o novembro azul ficou conhecido como um mês dedicado à saúde do homem.


Uma das doenças mais comentadas quando se trata do novembro azul é o câncer de próstata.No entanto, outras doenças também podem atingir esta glândula. Algumas delas são: o câncer de próstata, provavelmente a mais conhecida, hiperplasia prostática, caracterizada por um tumor benigno, e a prostatite.


Porém, uma das doenças pouco faladas durante o novembroazul, é a infertilidade masculina, que pode ser sequela do câncer na região.


O câncer de próstata normalmente atinge homens acima dos 50 anos de idade, mas homens mais jovens também podem desenvolver a doença. Por isso, o melhor meio de descobrir a enfermidade precocemente é através de exames preventivos.


Dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer) apontam que o câncer de próstata é um dos mais mortais para os homens e em 2020, foram cerca de 65 mil novos casos.


Câncer de próstata e a infertilidade


A melhor maneira de descobrir este câncer é através de exames de toque, porém, o assunto ainda é tatu entre os homens. O novembro azultambém tem como objetivo desmistificar este exame e incentivar os homens para que estes cuidem mais da saúde.


É importante dizer que o câncer de próstata, por si só, não causa infertilidade masculina. Mesmo após enfrentar a doença, os pacientes se mantêm produzindo e eliminando sêmen durante o ato sexual.


Entretanto, a infertilidade está ligada ao câncer porque os tratamentos feitos para eliminar a doença (radioterapia e quimioterapia) podem causar danos às células reprodutivas masculinas.


Homens diagnosticados com câncer de próstata, mas que ainda não são pais ou que desejam ser pais novamente,têm procurado clínicas especializadas em reprodução humana antes de iniciar os tratamentos para combater a doença.


Nestas clínicas, é realizada a coleta dos espermatozoides através de masturbação, estimulação vibratória peniana ou outros procedimentos adequados. O congelamento do esperma deve ser feito logo na sequência da coleta para que as características sejam preservadas.


O material genético é congelado em baixíssima temperatura, em tanques com nitrogênio líquido e em recipientes apropriados que carregam informações do paciente. Não há limite de tempo pelo qual o sêmen pode ficar preservado desta maneira.


Por isso, pacientes que são diagnosticados com câncer de próstata podem e devem realizar os tratamentos adequados.Graças a clínicas especializadas, a chance de serem pais após passarem pelo tratamento aumenta consideravelmente, podendo utilizar de recursos como o Fertilização in vitro.

28.10.21

O Brasil é o país mais ansioso do mundo… e isso é perceptível


Suor frio, coração disparado, respiração ofegante, perda do controle… tudo isso pode acontecer sem um motivo aparente. Se você já esteve em alguma situação em que sentiu todos esses sintomas, pode ser que tenha sofrido um ataque de ansiedade.


A doença é mais comum do que imaginamos. Uma pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que o Brasil é o País mais ansioso do mundo: 9,3% da população convivem com o distúrbio, o que equivale a 18,6 milhões de pessoas.


Estar no topo deste pódio não é motivo de orgulho, mas é um sinal dos tempos contemporâneos. Um estudo realizado pelo Institute for Health Metrics em 2017, estima que pelo menos 10,7% da população mundial sofra com algum tipo de distúrbio mental, seja depressão, ansiedade, estresse ou tensão.


E a pandemia de Covid-19 potencializou ainda mais este quadro. A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) publicou um artigo que mostrava que os casos de depressão aumentaram em 90%. Além disso, casos de pessoas com sintomas de crises de ansiedade mais que dobrou apenas entre os meses de março e abril de 2020.


Mas o que todos esses distúrbios têm a ver com a sua saúde bucal? Muito mais do que você imagina. Afinal, transtornos como o bruxismo tem causa emocional. Por isso, é muito importante que o tratamento seja realizado da maneira correta.


Neste artigo, vamos contar um pouco mais sobre o que é bruxismo, suas causas e consequências. Também vamos mostrar como distúrbios emocionais estão relacionados à complicação e como tratá-la corretamente.

O que é bruxismo?

O bruxismo é uma atividade parafuncional involuntária caracterizada pelo apertamento ou ranger dos dentes. Ocorre quando os músculos da mandíbula realizam a atividade sem nenhuma função necessária, como mastigar alimentos ou falar. 


Pessoas de qualquer idade podem ser acometidas pelo  bruxismo. O ranger ou apertamento dos dentes pode acontecer durante o período do sono, o que é mais comum. Mas algumas pessoas também têm bruxismo diurno, conhecido como briquismo.


A doença não possui uma causa específica, mas está muito relacionada a fatores emocionais. Ansiedade, estresse e tensão estão entre os principais desencadeadores do bruxismo.


Outras possíveis causas do bruxismo incluem desvios na arcada dentária, dentes desalinhados, efeitos colaterais de medicamentos psiquiátricos e o consumo em excesso de substâncias como álcool, nicotina e cafeína.


Quando não tratado corretamente, o bruxismo pode acarretar em diversos prejuízos à saúde bucal, que incluem:


  • Dores nas articulações da mandíbula;
  • Dor de cabeça ou na face logo após acordar;
  • Cansaço durante o dia, devido à queda na qualidade do sono;
  • Amolecimento dos dentes;
  • Desgaste da superfície dental.

Caso não seja tratado corretamente, o bruxismo pode ocasionar lesões nos músculos do pescoço e do rosto, além de ferimentos na gengiva. Também é comum que o paciente se queixe de dores musculares constantes e possa até ter quadros de distúrbios da articulação temporomandibular (ATM).

Bruxismo vs. ansiedade, estresse e tensão: qual é a relação?

O bruxismo é uma doença muito associada à condição emocional do indivíduo. Apesar de possíveis desvios na arcada dentária poderem ocasionar o distúrbio, é comum que picos de estresse ou de depressão contribuam para a piora das crises de apertamento ou ranger de dentes.


Em momentos de crises de ansiedade, por exemplo, é mais comum que a pessoa faça os movimentos involuntários de apertar ou ranger os dentes, pois é uma maneira de aliviar as sensações de angústia e agitação que está sentindo.


O briquismo, que é quando o bruxismo ocorre durante o dia, está muito relacionado à depressão, ansiedade, estresse ou tensão. No caso do bruxismo noturno, a má qualidade do sono pode ser um dos grandes causadores do problema.

Bruxismo no Brasil

Estima-se que cerca de 40% da população brasileira sofra com bruxismo, sendo que as mulheres são as mais atingidas pelo problema. Os dados são de 2019 e foram contabilizados pela OMS.


Apesar de não haver estimativas até o momento, a pandemia contribuiu para o aumento da procura de pacientes em busca de uma solução para o problema nos consultórios odontológicos em todo o Brasil, além do crescimento de pesquisas sobre o tema na internet.

Como tratar o bruxismo?

Apesar de não ter cura, saiba que os efeitos do bruxismo podem ser tratados. Com a diminuição das sensações, o paciente pode ter mais qualidade de vida em sua rotina. Conheça os tratamentos mais populares para combater o bruxismo:


  • Placa noturna: em casos de bruxismo noturno, o uso de placa ou aparelho para bruxismo é o tratamento mais usual. São equipamentos feitos sob medida e que se ajustam aos dentes superiores do paciente, impedindo o atrito entre as duas arcadas.
  • Toxina botulínica: em casos mais severos, o dentista pode recomendar o uso do agente que ajudará a reduzir a contração muscular. A proteína bloqueia a produção de acetilcolina, neurotransmissor responsável pela propagação da contração dos músculos que ocasionam o bruxismo.
  • Tratamento voluntário: para quem sofre com o briquismo, ou bruxismo diurno, a atenção aos movimentos realizados ao longo do dia é fundamental para reduzir a tensão. Ou seja, na hora que perceber que está apertando ou rangendo os dentes, faça um movimento voluntário para evitar que as arcadas se encostem.


Se você acredita que está sofrendo com ansiedade, estresse ou tensão, é importante buscar outros profissionais especializados que possam ajudá-lo a endereçar as causas dos seus problemas.


Ou seja, além do dentista que cuidará diretamente dos efeitos ocasionados pelo bruxismo, a ajuda de um psiquiatra ou psicólogo é fundamental para entender quais são as razões que desencadeiam crises de ansiedade ou contribuem para quadros de estresse ou depressão.


A prática constante de atividades físicas é muito recomendada, pois é uma maneira de aliviar a tensão do dia a dia, o que ajudará os músculos da face a relaxar durante o dia. Isso pode diminuir as crises de bruxismo.


Não deixe de procurar ajuda se identificar algum dos sintomas mencionados neste artigo. Seu sorriso merece os melhores cuidados!

21.10.21

10 dicas para melhorar o desempenho sexual


O desempenho sexual é uma preocupação crescente, especialmente entre os homens e mulheres que buscam, constantemente, a satisfação de seus parceiros na cama.

A performance sexual é resultado de uma série de fatores internos de cada pessoa que incluem alimentação, níveis de hidratação, prática de exercícios físicos, níveis de estresse e ansiedade e hormonais.

A existência de disfunção erétil e ejaculação precoce podem ser fatores que reduzem os níveis de desempenho do homem nas relações. Caso isso aconteça, busque tratamento de ejaculaçao precoce com urologistas.

O sexo, como ato de prazer, envolve os participantes, resultando em modificações a nível hormonal e comportamental durante e após a relação. A liberação da serotonina, o hormônio da satisfação, ocorre e traz muitos benefícios.

Os principais benefícios do sexo incluem:

  • Melhora do humor;
  • Maior qualidade de vida;
  • Aumento da autoestima;
  • Melhora da saúde;
  • Queima de calorias;
  • Fortalecimento da relação à dois.

Por isso, é essencial se cuidar para proporcionar e desfrutar de todos esses benefícios na cama.

10 dicas infalíveis para o sucesso

Quer agradar ainda mais seu parceiro na cama e se sentir satisfeito com sua performance? Acompanhe agora 10 dicas infalíveis para que você alcance o ápice do prazer e leve seu parceiro junto.

1. Controle a ansiedade e estresse

A ansiedade e o estresse influenciam diretamente no desempenho, atrapalhando, acelerando ou impedindo a chegada ao clímax. A preocupação constante em agradar o parceiro e com os problemas do trabalho são muito prejudiciais nesse momento.

Tente se livrar de preocupações excessivas com o trabalho e no agrado pleno ao seu parceiro, com seu próprio desempenho e busque relaxar, que é a chave para uma boa performance.

Uma boa dica para redução da ansiedade em casa pode ser a automação luzes residencial para cores mais claras, visando o relaxamento e a tranquilidade, e apostar em cores mais vivas e intensas no momento da relação, para gerar conforto e intimidade.

Outra dica interessante é a consulta a um profissional da psicologia. As sessões de psicoterapia podem te ajudar a trabalhar sua ansiedade e reduzir o estresse por meio de técnicas consagradas de respiração e exercícios mentais.

2. Use a criatividade

Inovar sempre é algo positivo, e no sexo isso não é diferente. Ao contrário do minimalismo em que “o menos é mais” no sexo “a inovação é mais”.

Invista em brinquedos diferenciados para usar a dois, realize fantasias contextualizadas e cheias de significados, experimente alimentos ou bebidas dispostas no corpo do parceiro entre outros.

Saia da rotina e programe uma viagem romântica. Surpreenda. Seja criativo e isso aumentará o desejo sexual do seu parceiro e o interesse. Afinal, tudo que desperta nossa curiosidade nos torna mais instigados.

Você pode pensar na instalação de uma hidromassagem com luzes especiais ou ainda em uma iluminação mais “quente” para o quarto, tornando o local mais romântico e aguçando os sentidos.  

 

Talvez você precise de uma caixa de passagem para comportar tanta energia necessária a este novo modo de vida, mas verá que vai valer a pena.

3. Se permita ser conduzido

Se deixe levar pelo parceiro e não queira somente dominar. O fato de não ter controle sobre as ações do seu parceiro pode aumentar a sua libido.

Além disso, o parceiro pode te direcionar para pontos de maior excitação em seu corpo e à execução de gestos e ações que mais lhe agradam, afinal o sexo deve ser uma experiência agradável para ambos.

4. Converse sobre fetiches, preferências e gostos

Os fetiches, muitas vezes, são tidos como verdadeiros tabus na sociedade (algo que não pode nem ser pensado ou falado em um grupo de amigos). Contudo, na relação a dois, a conversa sobre sexo deve ser aberta e sem julgamentos.

 

Fale com seu parceiro sobre as fantasias que possuem, por mais que os ache estranhos, e veja se ele concorda em realizá-los. Se for bom para ambos, por que não fazer?

Saber o que o outro gosta ou não gosta é essencial para que a intimidade aumente. O conhecimento sobre os desejos e preferências é uma obrigação para aqueles que desejam um bom desempenho sexual, afinal, depende de 2 pessoas.

O diálogo é essencial para um relacionamento e por meio dele você descobre mais sobre a pessoa com a qual convive e como agradá-la cada vez mais.

5. Durma bem e invista em sua autoestima

O sono e a autoestima são essenciais para que você se sinta bem antes, durante e após o sexo.

Uma boa noite de sono é reparadora, permite que seu organismo descanse e que você tenha disposição para o sexo. Sendo assim, é importante assegurar um bom sono com, no mínimo, 8 horas, livre de luzes e sons.

A autoestima, por sua vez, contribui para que você se sinta bem com seu próprio corpo, evitando a timidez durante o sexo e permitindo maior exploração dos seus sentidos com os toques em regiões estratégicas.

A autoestima pode estar diretamente relacionada com a prática de exercícios físicos e uma boa alimentação, resultando em um corpo saudável, o que pode aumentar o apreço por si mesmo.

Pode ser interessante incluir itens como produtos sem glúten, sem lactose ou livre de compostos de origem animal em sua dieta, mesmo sendo em alguns dias na semana apenas. Todo esforço é válido.

6. Se atente à sua dieta alimentar

Uma alimentação saudável e balanceada é fundamental para diversos aspectos de nossa vida, inclusive para o bom desempenho sexual.

 

Dessa forma, evite comidas muito gordurosas e ricas em carboidratos em excesso, pois fornecem uma energia de consumo rápido pelo organismo, logo resultando em sensação de cansaço e fadiga.

 

Você pode optar por serviços de alimentação de entrega em casa, os famosos deliveries. Atualmente os aplicativos possuem muitas opções de comida saudável, com preços acessíveis e entregues na porta da sua casa.

 

É importante manter os níveis de glicemia (glicose no sangue) estáveis e abaixo do recomendado, assim como a pressão arterial. Esses dois fatores estão diretamente relacionados com a alimentação e podem indicar a qualidade.

 

Neste sentido, pode ser interessante a aquisição de glicosímetro (medidor de glicose) e aparelho de pressão manual ou automatizado para aferição constante e monitoramento da qualidade de sua dieta.

7. Evite ao máximo o consumo de álcool

O álcool diminui a concentração no sexo e pode provocar apatia, distanciando a pessoa alcoolizada da relação, trazendo também um ambiente frio.

Entre os efeitos do álcool estão as dores de cabeça (ressaca), perda de inibição (fala o que pensa e muitas vezes o que não deve) e pode alterar o comportamento de modo negativo, desestimulando o parceiro. Evite o álcool antes do sexo.

8. Reduza ou pare com o cigarro

O cigarro provoca impotência sexual a longo prazo e mau hálito, o que pode desestimular qualquer pessoa. Se você ainda não reduziu a quantidade diária de cigarros e quer melhorar seu desempenho sexual, está no caminho errado.

Além da impotência, a longo prazo o cigarro pode provocar problemas quanto ao fôlego, devido à obstrução dos pulmões pelo acúmulo de muco. Isso faz com que a resistência dos movimentos e a duração sejam menores.

Busque formas de tratamento para o vício a fim de reduzir drasticamente o consumo e até mesmo pará-lo.

9. Pratique Exercícios físicos

A prática de exercícios físicos é essencial em todos os sentidos. Além de manter o corpo saudável, permite que você tenha maior resistência, flexibilidade e, consequentemente, um melhor desempenho sexual.

Entre os exercícios que podem te ajudar a melhorar seu desempenho, podemos destacar:

  • Flexões;
  • Fortalecimento do assoalho pélvico;
  • Levantamento de pernas;
  • Ioga;
  • Pompoarismo;
  • Agachamentos.

A prática de pompoarismo e fortalecimento do assoalho pélvico pode ajudar muito no prazer da mulher, uma vez que a contração e relaxamento da pelve influenciam diretamente no fluxo sanguíneo do clitóris (a estrutura do prazer feminino).

O levantamento de pernas e flexões podem ajudar muito os homens a executarem as posições de dominância com maestria, evitando a fadiga e as dores nesses membros após o sexo.

Caso você deseje praticar atividades no ambiente de sua casa, em parques ou na área comum do prédio, pesquise por “kit academia ao ar livre preço” e encontrará opções de compra para adquirir os materiais necessários para tal.

10. Faça consultas regulares a um médico

Vá ao médico mesmo que não esteja com sintomas. Fazer uma checagem anual no urologista e ginecologista é muito importante para a saúde dos órgãos genitais.

 

Para a checagem geral da saúde do seu organismo e do seu órgão genital, são solicitados exames de sangue e urina. Sendo assim, não ache estranho se for ao consultório e sair com um recipiente coletor de urina de lá.

Conclusão

Lembre-se que o sexo deve ser consensual e por isso agradar a outra pessoa faz parte do ritual. 


Portanto, cuide de seu corpo e estará cuidando da sua relação e do seu desempenho sexual, bem como da satisfação de seu parceiro.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

24.9.21

Próteses dentárias: Conheça os benefícios


As doenças bucais graves são as maiores responsáveis pelo edentulismo no Brasil. Sendo que esse problema é o causador de impactos severos na saúde e no bem-estar da população. Por isso, as próteses dentárias são tão relevantes e necessárias. 

 

Contudo, muitas pessoas ainda acreditam que esse é um procedimento exclusivo para pacientes mais velhos, quando na realidade é um tratamento indicado para todos aqueles que sofreram a perda de um ou mais estruturas dentais.  

 

Isso porque, esses acessórios odontológicos são usados como forma de substituir a dentição natural, melhorando a aparência do sorriso, a funcionalidade da mordida e a fonética.  

 

Como existem diversas variações desse dispositivo, normalmente são os próprios dentistas que indicam o modelo mais adequado ao paciente, mas os indivíduos também participam desse processo de decisão, a fim de eleger a melhor solução para cada circunstância.  

Tipos de próteses dentárias 

O desenvolvimento do setor odontológico tem permitido a criação de diversas tecnologias que tornam a reposição dental mais efetiva, confortável e acessível para todos os tipos de pacientes. 

 

Assim, as próteses dentárias passam a ser mais resistentes, estáveis e convenientes tanto para o uso, quanto para a aplicação.  

 

Entre os tipos mais comuns de acessórios, temos: 

Removível 

A prótese removível, ou dentadura comum, é indicada em casos quando o paciente sofre a perda de todos os dentes. Essa estrutura é produzida em resina acrílica e visa replicar o formato e a cor dos dentes naturais de cada indivíduo.  

 

No entanto, como com o passar do tempo as pessoas tendem a perder a massa óssea de sustentação dental, esse tipo de acessório irá exigir diversos ajustes e adaptações ao longo dos anos. 

 

Assim, o dentista consegue garantir um encaixe perfeito e a funcionalidade do aparelho.  

Prótese Parcial Removível 

Tanto a prótese removível flexível, quanto a PPR clássica, são modelos bastante populares, indicados às pessoas que ainda possuem algumas unidades dentárias saudáveis. 

 

Assim, o profissional consegue fixar conectores metálicos, grampos e selas nos dentes remanescentes, fazendo a reposição devida.  

 

Os materiais utilizados para a confecção do dispositivo são, normalmente, ligas de cobalto ou níquel-cromo. E, apesar de não serem muito discretas, possuem uma vida útil de aproximadamente 10 anos.  

Fixa 

A prótese fixa dentária, também conhecida como coroa dental ou ponte, é uma técnica que permite a substituição de um único dente, em casos em que a estrutura externa é completamente inutilizada por uma cárie. 

 

Nestes casos, o dentista deve fazer primeiro o tratamento de canal, para depois fixar a prótese.  

 

Em algumas circunstâncias, os dentes ao redor da unidade perdida podem ser utilizados como suporte para a colocação desse dispositivo, servindo como pilares para a sua fixação.  

Implante dentário fixo 

A prótese fixa sobre implante funciona por meio da instalação cirúrgica de pinos de titânio nos ossos do maxilar ou da mandíbula, a fim de que estes atuem como uma raiz artificial para uma dentição protética.  

 

Esses implantes dentários podem ser confeccionados a base de cerâmica ou acrílico, o que proporcionam uma imagem bastante natural ao sorriso, e ainda possuem variações que se adaptam a diversas necessidades distintas, como o: 

 

  • Implante unitário simples; 
  • Implante duplo; 
  • Implante com prótese protocolo; 
  • Implante Overdenture; 
  • Implante Zigomático. 

Benefícios proporcionados pelas próteses dentárias 

O uso da prótese dentária é essencial para a manutenção da autoestima dos pacientes, para o cuidado com a beleza do sorriso e para o aperfeiçoamento da saúde geral das pessoas. 

 

Uma vez que a dentição é extremamente necessária para o processo de fortalecimento do organismo e do sistema imunológico.  

 

Além disso, a reposição dental proporciona diversos benefícios aos pacientes que podem incluir: 

Maior conforto 

A perda de um ou mais dentes pode causar um impacto físico bastante severo nas pessoas. 

 

Deste modo, a substituição das estruturas perdidas acarreta em um conforto maior durante o processo mastigatório, evitando dores durante a alimentação e permitindo a ingestão de um grupo alimentar mais diversificado.  

Melhora da qualidade de vida 

Outra interferência causada pelo edentulismo é o desconforto durante as interações sociais, na comunicação e até no simples ato de sorrir em público. 

 

Esses desconfortos podem causar problemas na sociabilidade dos pacientes e na autonomia com as atividades diárias, devido a insegurança com a comunicação interpessoal.  

 

Assim, a prótese dentária pode auxiliar com a melhora da entonação das palavras, da autoconfiança quanto a aparência do sorriso e no estabelecimento de uma comunicação clara e efetiva.  

Recuperação da beleza do sorriso 

O sorriso é um ponto focal muito importante na composição do rosto, por isso, problemas com a integridade dos dentes implica diretamente na percepção estética de toda a beleza. 

 

Isso, normalmente, causa mais desconfortos nas pessoas do que os problemas mastigatórios ou fonéticos. 

 

Por isso, as próteses são um auxílio importante para o processo de restabelecimento da estética e cosmética bucal. 

 

Além disso, alguns tipos de reposições dentais permitem a conciliação do tratamento com o uso de aparelho ortodôntico transparente ou outros tipos de acessórios ortodônticos.  

Facilidade no processo de higienização 

Ao contrário do que muitos acreditam, a prótese dentária é muito fácil de higienizar e permite a realização de toda a rotina usual de limpeza bucal, com a escovação três vezes ao dia e o uso diário do fio dental.  

 

Além disso, as visitas constantes com um dentista podem auxiliar com a manutenção da integridade da prótese, a limpeza da cavidade oral e o cuidado com a saúde das gengivas. 

 

Essas visitas também são importantes para sanar dúvidas quanto a procedimentos, como o aparelho lingual preço, e a realização da profilaxia de condições que podem comprometer os dentes restantes. 


Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

GeraLinks - Agregador de links