Mostrando postagens com marcador Redes Sociais. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Redes Sociais. Mostrar todas as postagens

31.5.22

5 formas para descobrir se você foi bloqueado no Instagram


O Instagram é uma das redes sociais mais utilizadas no mundo e existe uma série de resultados que podem ser conquistados com sua utilização. Baseada em estilo de vida, o app permite que você compartilhe fotos e vídeos de seu dia a dia ou do trabalho com coleta de solo.

O sucesso da rede social faz com que todos os dias milhões de usuários acessem seus recursos para interagir entre si e compartilhar informações sobre seu estilo de vida, viagens, passeios e outros elementos que façam outras pessoas se interessarem pela conta.

Existe até mesmo uma movimentação de influenciadores digitais, pessoas com um perfil muito mais expressivo que impactam milhares de outros usuários com suas opiniões sobre produtos ou serviços, sendo uma importante ferramenta de comunicação.

Mesmo empresas identificaram no Instagram um alto potencial de negociação e utilizam contas comerciais para criar uma integração muito maior com esse tipo de público, conquistando um espaço importante na internet para sua empresa de chapa perfurada metálica.

Entretanto, como em qualquer situação social, é comum que nem todas sejam flores. Algumas pessoas podem acabar discutindo pelas redes sociais, ou mesmo fora delas, e não desejam mais ter nenhum tipo de contato ou relação.

Nesse caso, elas optam pela função de bloqueio, disponível na própria plataforma para evitar situações desagradáveis para qualquer um dos usuários da plataforma, o que protege seu perfil da pessoa bloqueada.

Ela não conseguirá ver notificações, atualizações ou mesmo suas publicações anteriores, ficando muito mais seguro com um controlador de acesso nesse modelo para evitar problemas maiores no futuro. E o Instagram não avisa quando um usuário é bloqueado.

Também não existe nenhuma maneira oficial de verificar se você foi bloqueado por um usuário ou não, ou mesmo quantas pessoas bloquearam sua conta e estão indisponíveis para qualquer tipo de comunicação.

Entretanto, existem elementos que podem ser utilizados para descobrir se houve um bloqueio em sua conta, e é importante você saber disso principalmente se trabalha com a rede social, para que possa evitar em comunicações futuras esse tipo de procedimento.

Sua imagem na rede social deve ser positiva para você conseguir utilizá-la profissionalmente, o que é possível quando você entende os erros e acertos em uma comunicação com o consumidor que procura por um serviço de calibração.

Se você descobre uma pessoa que te bloqueou, pode refazer os passos de comunicação para entender o motivo que levou a pessoa a efetuar o bloqueio, mudando esse tipo de atitude para evitar futuras complicações com esse elemento.

Identificando se você foi bloqueado

Depois de compreender melhor como o Instagram funciona, sobretudo nessa questão de bloqueio, é hora de tentar identificar os motivos que o levaram a essa questão e impedem você de visualizar um determinado perfil.

É importante ter em mente que cada caso é único, e existem diversas razões pela qual um usuário que procura por conexões hidráulicas pode desejar bloquear outro. Além disso, é importante evitar tentar novas formas de comunicação com a pessoa bloqueada.

Se ela optou por uma solução drástica como o bloqueio, é porque as chances de diálogo se esgotaram, e tentar atrair essa pessoa para uma comunicação pode acabar piorando ainda mais a situação, gerando um impacto negativo real para sua conta.

Quando um usuário te bloqueia no Instagram, você passa a não conseguir acessar nenhum conteúdo dela. O perfil aparece com mensagens de indisponibilidade ou dizendo que não há nenhum tipo de publicação.

Caso você tenha dúvida e consiga acesso a uma outra conta na rede social, pode comparar a dessa outra pessoa com a sua e identificar se há algum problema com o perfil ou se realmente sua conta foi bloqueada.

Esse tipo de ação abre espaço para que você possa procurar maneiras de entender se realmente foi bloqueado pela pessoa, identificando o que fazer em casos assim em seu perfil de projetos ambientais.

  1. Pesquise pelo usuário

Este é um dos métodos iniciais de consulta, uma das maneiras mais básicas de identificar se há algum problema com a conta do usuário. Ao digitar seu nome ou alguma outra identificação da conta, ele deve aparecer na aba de pesquisas.

Se nenhum resultado for apresentado depois da pesquisa, é possível que você tenha sido bloqueado, embora esse não seja o único caso em que isso acontece, uma vez que o usuário pode ter excluído a própria conta ou mesmo alterado o nome de usuário.

Por isso é importante fazer uma busca mais completa, com nomes similares e outros recursos para identificar a empresa divisora de massa. Embora seja funcional esse tipo de investigação, ele pode não apresentar assertividade quanto ao bloqueio como um todo.

Se você tiver algum amigo ou familiar que também seguia a pessoa que está tentando descobrir se foi bloqueado, você pode pedir para essa pessoa fazer a mesma pesquisa. Nesse caso, se o usuário aparecer para ele e não para você, é muito provável que o bloqueio tenha acontecido.

A pesquisa do Instagram permite que você faça uma filtragem por contas de usuários, o que ajuda a identificar melhor se há a chance de você ter sido bloqueado.

  1. Mensagens pelo direct

O direct é um meio de troca de mensagens instantâneas dentro da plataforma do Instagram que fica com um registro das comunicações que são enviadas entre os usuários que procuram por consultoria de TI para pequenas empresas, e podem ser de vários meios, como:

  • Mensagens de texto;
  • Conteúdo em vídeo;
  • Imagens e fotografias;
  • Áudios.

Independente do tipo de comunicação realizada, não há uma maneira de apagar completamente as mensagens da conta de outro usuário, elas ficam sempre no registro de histórico de conversas, disponíveis para a verificação.

Se você identificou que o usuário não consta mais na lista de contatos e ele não aparece em buscas como no caso do tópico anterior, acessar o perfil através das conversas é uma boa maneira de identificar o bloqueio.

Se a mensagem estiver ali, mas o usuário tiver te bloqueado, você não consegue acessar o perfil. É importante ter em mente que novas mensagens não são enviadas depois do bloqueio, então não adianta tentar se comunicar com o ele por este meio.

  1. Link do perfil

Uma outra maneira simples de identificar se um perfil te bloqueou é acessando o Instagram pelo navegador de seu computador. Ao digitar o link do perfil nele, você consegue identificar se ele ainda está ativo, mesmo que o perfil seja exclusivo para outros seguidores.

Para acessar a url de um perfil, basta digitar o link do Instagram e colocar o nome de usuário da pessoa depois do símbolo de barra, permitindo que o Instagram acesse diretamente o perfil do usuário.

No caso de perfis que não são mais ativos ou que tiveram algum tipo de problema, a página exibida mostrará um erro de disponibilidade, informando que a página foi removida da rede social.

Do contrário, existem grandes chances de o perfil ter bloqueado sua conta e por isso você não consegue acessá-lo mais.

  1. Usuário anônimo

A maioria dos navegadores possui uma função de navegação anônima, que não registra os dados de busca e não identifica cadastros e logins que estejam disponíveis em seu computador.

Quando você acessa uma página por esse modo do navegador, é como se estivesse acessando-o de um computador público, diferente do seu comum. Nenhum tipo de registro é feito durante a navegação.

Esse tipo de perfil pode ser muito importante para você identificar se ainda existe possibilidade de o perfil que você acredita ter te bloqueado estar ativo e funcionando.

Entretanto, é preciso que você não clique em entrar ou coloque seus dados na aba anônima, pois ela perderá sua eficiência.

  1. Aplicativos de análise

Algumas ferramentas disponíveis nas plataformas de aplicação dos smartphones fazem varreduras pela plataforma, avaliando contas que o bloquearam ou que estão bloqueadas por você.

Embora essa seja uma opção interessante e razoável, que oferece uma resposta completa e direta, é preciso entender alguns riscos ao usar esse tipo de aplicação. Isso porque a maioria desses apps pedem acesso para seu próprio Instagram para fazer a pesquisa.

Ao ceder seus dados para verificar se há um bloqueio em sua conta, você pode acabar deixando que a curiosidade coloque em risco seu próprio perfil caso o aplicativo não seja de confiança.

Considerações finais

O Instagram é uma excelente ferramenta de interação social, e por isso é muito importante saber como usar o aplicativo corretamente. Entretanto, é preciso saber que desentendimentos podem acontecer, e o bloqueio é uma ferramenta para evitar maiores complicações.

Identificar se você de fato foi bloqueado por um usuário pode dar bastante trabalho, mas não é impossível, o que pode te ajudar a entender melhor como a situação chegou a esse ponto e o que fazer para evitar que isso aconteça em futuras ocasiões.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

21.12.21

Mulher é desconvidada de casamento por ter ficado ‘muito linda’ com vestido que a própria noiva escolheu


Alena Yildiz, uma modelo da Alemanha, explicou em vídeo recente do TikTok como acabou “eliminada” de uma cerimônia de casamento:

“Minha amiga íntima me desconvidou do casamento dela porque ela achou que eu ficaria muito bem com o vestido que ela escolheu para mim.”

Alena ainda conseguiu tirar o máximo proveito da peça e posou para uns cliques longe da amiga (ex?) “ciumenta”.

“Mas tirei algumas fotos com ele (o vestido)”, explicou, de acordo com o “Daily Star” a jovem de 21 anos antes de exibir o visual, viralizando.


O vestido sem alças em questão é feito de lantejoulas brilhantes com um fundo de cor nude. Alena ficou deslumbrante na roupa, mas seu elemento decotado parecia representar “problemas” quando ela se inclinava.

Desde que foi compartilhado no início desta semana, o vídeo de Alena foi visto mais de 5 milhões de vezes e os espectadores ficaram surpresos com as ações da noiva.

“Por que ela simplesmente não escolheu um vestido diferente então?”, comentou um.

“Não consigo entender como as pessoas pensam que alguém possa ‘ofuscar’ a noiva. Eles (os convidados) estão literalmente lá para você (a noiva)”, postou outro.


Na rede social, entretanto, pipocaram elogios a Alena. Muitos compararam a a alemã com a cantora e atriz americana Ariana Grande.

8.12.21

Brasileira almeja ter o maior bumbum do mundo


ESSE É UM DOS MAIORES BUMBUNS DO BRASIL

A musa fitness Vanessa Ataídes está de olho em quebrar um recorde nacional e mundial. Com 126cm, a modelo quer ter o maior bumbum do Brasil e, depois, o maior do mundo todo.

“Sei que é um vício. Quando chego em um objetivo, não paro, quero mais. Hoje eu quero ser o maior bumbum do Brasil, mas sei que quando conseguir, vou querer ser o maior do mundo”, disse ela, à coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

Vanessa irá participar do Concurso Musa Verão RJ, que acontecerá no dia 20 de março. Até lá, ela quer ter 130 cm de bumbum.

“Minha meta para este concurso é subir ao palco com 130 centímetros de bumbum e para isso tenho apenas 2 meses. Vou conseguir com o apoio de todos. Tenho certeza”, completou.

27.10.21

Instagram e Facebook vão inserir rótulos em postagens sobre eleições


O Facebook anunciou que, a partir das próximas semanas, vai inserir rótulos em postagens sobre eleições com redirecionamento de usuários para a página da Justiça Eleitoral na internet. 

A medida também valerá para o Instagram, rede social que pertence ao conglomerado controlado pelo Facebook. A novidade faz parte de um trabalho conjunto com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para combater desinformação e ameaças à integridade do processo eleitoral.     

"A integridade das eleições é uma prioridade para nós e temos trabalhado nos últimos anos com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no Brasil para proteger o processo democrático, identificando e agindo contra ameaças e ajudando as pessoas a terem acesso a informações confiáveis sobre a votação. Como parte do nosso trabalho com o TSE para a eleição presidencial de 2022, iremos direcionar as pessoas usando o Facebook e o Instagram no Brasil para informações oficiais sobre o sistema de votação e artigos rebatendo desinformação sobre o processo eleitoral”, diz o comunicado.

Segundo a plataforma, nas próximas semanas, usuários no Brasil começarão a ver um rótulo em postagens nas plataformas que tratam de eleições e serão direcionados a uma página do site da Justiça Eleitoral. 

De acordo com a empresa, desde 2016 o número de funcionários que atuam na área de segurança e integridade das plataformas foi quadruplicado, passando para mais de 40 mil pessoas. As redes sociais atuaram no ano passado, durante as eleições municipais, estabelecendo regras de transparência da publicidade de candidatos. 

"Removemos mais de 140 mil peças de conteúdo do Facebook e do Instagram no Brasil pela violação de nossas políticas de interferência na votação antes do primeiro turno da eleição e cerca de 3 milhões de pessoas com mais de 16 anos elegíveis ao voto no país clicaram para ver mais informações sobre a eleição nos dias que antecederam a votação. Em 2018, lançamos no Brasil nossas ferramentas de transparência para propaganda política e eleitoral e, desde 2020, qualquer pessoa ou organização precisa passar por um processo de autorização confirmando identidade e endereço no país para veicular anúncios sobre esses temas. Desde então, anúncios sobre política ou eleições ficam armazenados publicamente na nossa Biblioteca de Anúncios por um período de sete anos", informou o comunicado. 

Ainda segundo o comunicado, durante a campanha eleitoral de 2020 foram rejeitados cerca de 250 mil anúncios sobre política ou eleições que não continham o rótulo "Propaganda Eleitoral” ou “Pago por” direcionados a pessoas no Brasil, os chamados conteúdos impulsionados.

O comunicado informa ainda que o WhatsApp, outra plataforma pertencente ao Facebook, já havia lançado, no ano passado, em parceria com o TSE, um chatbot (conta automatizada) para ajudar na circulação de dados oficiais sobre o processo eleitoral e a votação. Além disso, o aplicativo de mensagens disponibilizou um canal de comunicação específico com o TSE para denunciar contas suspeitas de realizar disparos em massa, o que não é permitido nos Termos de Serviço do aplicativo e nem pela legislação eleitoral.

21.10.21

Apresentador exige que esposa faça maquiagem antes dele acordar “não quer acordar ao lado de uma mulher feia”


O apresentador Roberto Justus é um grande nome da TV e um empresário muito bem-sucedido, ele que nasceu em São Paulo é formado em administração e acabou se tornando um grande nome da comunicação.

Justus já foi casado com Ticiane Pinheiro, Sasha Cryzman e Gisela Prochaska com as quais tem quatro filhos além da filha que tem no atual casamento com Ana Paula Siebert, o apresentador já foi dono de grandes programas na TV tanto no SBT como na Record, além de já ter sido apresentador do reality A Fazenda.

Apesar de muito respeitado foi divulgado em um site de fofoca que o famoso é muito rígido na sua casa e acabou sendo exposto que ele exige algumas coisas de sua esposa que não foram bem aceites pelo público, em geral.

O Galo Intruso, site de fofoca que expõem celebridade muitas vezes sem comprovação dos fatos, disse que o apresentador exige que sua esposa acorde antes dele e fique sempre maquiada, pois, se recusa a acordar ao lado de uma pessoa feia.

A alguns dias Ana Paula foi ao seu Instagram e respondeu à caixinha de perguntas onde inclusive lhe perguntaram se ela lava banheiro, a resposta foi que caso seja necessário ela lava sem problemas, pois sabe fazer de tudo em casa.


GeraLinks - Agregador de links