Mostrando postagens com marcador Game. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Game. Mostrar todas as postagens

16.12.21

Sonic original será lançado para os carros elétricos da Tesla


Sonic 1, o original mesmo, será lançado em breve nos carros da Tesla, ainda que uma data mais específica não tenha sido mencionada pela fabricante e nem pela Sega.

De acordo com o site The Verge, o jogo Sonic the Hedgehog, de 1991, será lançado para Tesla Arcade, usado nos carros elétricos da Tesla. O lançamento ainda não tem data para ocorrer mas a novidade vem após tweets de Elon Musk, CEO da empresa, que mencionaram a informação, respondendo outro tweet de novembro deste ano.

Musk, como de costume, fez o anúncio de maneira um pouco polêmica, respondendo uma mensagem mais antiga onde publicou uma montagem com o político e senador norte-americano Bernie Sanders trajado de Dr. Robotonik. Mais recentemente ele simplesmente publicou: “Sonic the Hedgehog vindo para todos os Teslas!”

O Tesla Arcade é um sistema compatível com alguns jogos e embutido nos carros da empresa. A companhia chegou a prometer o lançamento de alguns games mais pesados e elaborados, como The Witcher 3 e Cyberpunk 2077, mas isso ainda não aconteceu. Outros games populares, como Cuphead, estão na plataforma.

A Sega, por outro lado, confirmou ao The Verge que o Sonic para Tesla vai ter suporte controle conectado via USB – qualquer modelo – o que deve expandir as possibilidades para quem quer jogar (de preferência sem dirigir ao mesmo tempo).

O clássico do Mega Drive

Sonic the Hedgehog foi lançado em 1991 e já viu vários relançamentos ao longo de sua história. Apesar de ser extremamente famoso, ainda perde em preferência geral para suas sequências, como Sonic 2 ou Sonic & Knuckles. Ainda assim, é um clássico imortal e atemporal.

Se você ainda não jogou Sonic – onde é mesmo que você estava nos últimos anos? –, trata-se de um dos games de plataforma mais tradicionais de todos os tempos. O personagem principal é super veloz e precisa correr pelo cenário evitando ou lutando contra inimigos, enquanto coleta argolas que lhe conferem algum tipo de vida, conforme avança.

15.12.21

Caio Castro promove jogo com ganhos em criptomoedas com sócio misterioso


O galã da TV Globo Caio Castro se tornou o garoto-propaganda do Evoverse, um novo jogo blockchain produzido por brasileiros com o intuito de recompensar os jogadores com criptomoedas.

Mais do que apenas promover o jogo, Castro é um dos cofundadores do jogo futurista “onde os robôs se tornaram conscientes e iniciaram um processo migratório pela vastidão do universo”, descreve o site.

Embora tenha adotado um outro plano de fundo, o jogo que ainda não foi lançado promete ter os mesmos mecanismos do Axie Infinity, incluindo os modos de jogo — batalha (PvP) e aventura (PvE)  —, sistema de breeding que permite a criação de novos NFTs no futuro e uma criptomoeda nativa chamada EPW.

Quase nada se sabe da equipe que está por trás do jogo e sua experiência no mercado cripto. No site oficial, o cargo de fundador é atribuído a duas pessoas: M4st3r EVO e Fernando Heltai.

Como o próprio nome sugere, M4st3r EVO é um criador anônimo. Já de acordo com o Linkedin de Heltai, ele trabalhou por três anos como diretor de uma fábrica de iogurte na Austrália. Antes disso, diz ter sido CEO de uma empresa chamada Sinergia Incorporadora LTDA, de Natal (RN).

Já como cofundadores entram o ator da Globo — que não tem experiência no mercado financeiro nem no de jogos, e Sandro Andrade, que não foi possível encontrar informações online. Para construir o jogo, o projeto contratou o estúdio Animvs Game Studio, baseado em Curitiba (PR).

Na noite de segunda-feira (13), Castro e Heltai participaram de uma live na Twitch do streamer Sonecarox. Na ocasião, Castro deixou claro logo no início que era “muito novo no mercado de NFT”, mas que foi atraído pela tecnologia no lado financeiro.

“Nós ficamos bem entusiasmados pelos valores e pelo mercado que se movimentou de maneira muito agressiva, então isso despertou meu interesse pelo lado de business. […] nunca pensei que eu pudesse ganhar dinheiro jogando videogame, ‘pô tô de bobeira aqui em casa vou fazer uns mil dólares aqui’, então isso eu comecei a achar interessante”, declarou o ator da Globo.

Quando o streamer perguntou quanto tempo ele estava envolvido com o Evoverse, Caio sapateou: “Esse papo já existe há alguns anos, sei lá, uns dois anos talvez”. 

Rapidamente o outro fundador, Fernando Heltai, logo explicou que se tratava do papo de parceria com o outro sócio misterioso. Mas cedo na live, Heltai disse que o projeto estava sendo criado há cinco meses. 

Ele também explicou que o principal motivo de chamar Castro para promover o projeto foi para dar “validação” e fazer com que as pessoas “comprassem sem medo”.

“Com ele acaba esse problema de validar o projeto, se é scam ou não. Não é scam, o Caio não entraria num projeto que tem esse tipo de problema porque o nome dele tem muito mais peso”.

No final de semana, Caio Castro compartilhou um vídeo promocional do jogo no seu perfil pessoal do Instagram, onde possui 19,8 milhões de seguidores.

Evoverse

Na live, Heltai definiu o jogo como “Uma mistura de Mobox e Cripto Cars”, mas que tem o Axie Infinity como maior inspiração.

Ele explicou que na quinta-feira (16), acontece a pré-venda dos “pods”, uma espécie de cápsula que no começo do ano que vem vai evoluir para EVO, os personagens NFTs necessários para jogar o jogo.

Serão 100 mil NFTs colocados à venda por 12 horas, cada um valendo US$ 100 em forma de BUSD, a stablecoin pareada no dólar da Binance. Aliás, o jogo está sendo construído na Binance Smart Chain e sua criptomoeda nativa chamada EPW será baseada no padrão BEP-20.

19.10.21

Compreendendo a GameFi: uma introdução ao universo P2E e aos jogos de OVNIs


O termo GameFi é uma combinação de duas palavras: jogos e finanças descentralizadas (DeFi). Mais popularmente conhecido como jogo play-to-gain (P2E), o termo foi usado pela primeira vez pelo fundador do DeFi Andre Cronje em 2020 e se popularizou rapidamente. UFO Gaming  é apenas um exemplo do potencial infinito da GameFi.

Os princípios básicos da GameFi permitem que seus usuários ganhem criptomoedas e tokens não fungíveis (NFTs), enquanto jogam jogos online. Seu caso de uso provou ser profundo: um mercado crescente de jogadores em todo o mundo agora depende desses jogos para ganhar seu salário vitalício em tempo integral.

Estudo de caso de sucesso da GameFi: UFO Gaming  

Auditado por  Hacken , o UFO Gaming é uma plataforma de jogo social totalmente descentralizada construída sobre a blockchain Ethereum, mas utilizando um ecossistema multichain para seus jogos internos. Sua jogabilidade coloca os jogadores dentro do 'Dark Metaverse', um ecossistema de loop fechado que consiste em diferentes jogos P2E.

Super Galactic é seu primeiro lançamento - os jogadores podem formar clãs, criar personagens e completar missões em um jogo espacial no estilo RPG. UFO Gaming tem recebido muito interesse como um projeto de blockchain porque, ao contrário de outros modelos, o Dark Metaverse não está confinado a apenas uma cadeia.

Apelidado de 'agnosticismo em cadeia', UFO cobrirá um amplo gênero de jogos e diferentes nichos de L1 e L2s. O token UFO ($ UFO) tem vários usos no ecossistema Dark Metaverse. É o token principal usado para recompensar os jogadores por seu sucesso e envolvimento no jogo.

$ UFO dá aos jogadores o direito de ganhar pontos de plasma, resgatar Genesis UFOeps, que são necessários para jogar Super Galactic, e ganhar UAP, que pode ser usado para comprar, trocar e fundir (criar) NFTs dentro do jogo. O OVNI também é usado para participar da governança do jogo por meio da organização autônoma descentralizada UFO (DAO).

Como funciona o UFO Gaming?

Embora o UFO Gaming possa conter alguns elementos de blockchain, sua missão principal é fornecer um universo de jogos que explora o verdadeiro potencial da indústria P2E. É suportado por meio de uma variedade de aplicativos DeFi, que incluem oportunidades de piquetagem e agricultura.

Os jogadores podem percorrer o Dark Metaverse, gerar recursos no jogo, como skins, armaduras e armas, que podem então ser usados ​​no jogo para completar missões diferentes. Os jogadores podem comprar Virtual Land, tratados como NFTs no jogo, apostados para ganhar recompensas da receita do jogo.

Os maiores proprietários de terras de cada planeta dentro do Metaverso Negro são conhecidos como 'Eternais', e têm direito a voto na direção do metaverso e ganham a maior parte das recompensas por lote de terra.

O que torna o UFO Gaming único?

Ao contrário da maioria das plataformas da GameFi, a UFO Gaming está procurando construir um mundo virtual 3D com uma economia de jogar para ganhar que incluirá vários jogos P2E diferentes dentro de seu universo. O UFO Gaming oferece aos jogadores uma alternativa complexa e visualmente envolvente da oferta P2E típica como um ecossistema colaborativo.

Ao contrário dos jogos tradicionais, nenhuma autoridade centralizada governa o ecossistema da GameFi. Opera por meio de transações de baixo custo, redefinindo o conceito de propriedade e capacitando os usuários que mantêm a plataforma funcionando.

A GameFi está redefinindo a maneira como pensamos sobre o blockchain hoje, e o UFO Gaming está ajudando a avançar com a revolução. Traga o Metaverso Escuro.

7.1.21

Halo Infinite será lançado no final de 2021

Apresentado aos fãs em 2018 e com a data de lançamento adiada, Halo Infinite deve chegar às lojas no final de 2021, entre setembro e dezembro e vai contar com uma versão para Xbox One.


Halo Infinite é a continuação da série de tiros em primeira pessoa com temática espacial, criada pela Bungie e agora produzida pela 343 Industries, subsidiária da Xbox Game Studios. 

O jogo promete continuar a história da série, centrada no protagonista Master Chief John, um soldado Spartan fruto de engenharia biológica e da inteligência artificial que é sua fiel companheira, Cortana (sim, Cortana também é o nome da inteligência artificial de buscas no Windows 10). 

Os dois enfrentam a aliança alienígena Covenant e os parasitas Flood para evitar a destruição da Terra e a extinção da raça humana. Em meio a batalhas espaciais e invasões alienígenas os heróis têm que desativar imensas armas de destruição em massa, os chamados Halos, criados pela raça alienígena mais antiga, os Forerunners, para conter e estudar o Flood.

Devido a questões técnicas o jogo não foi apresentado no The Game Awards 2020. Após o beta de julho a desenvolvedora informou que a equipe precisaria de mais tempo para entregar um jogo em melhor qualidade para os fãs. A empresa também explica que as adaptações de trabalho da equipe por conta da pandemia de coronavírus contribuíram para o atraso no lançamento do jogo.

Dá uma olhada no trailer oficial:


Halo Infinite será lançado para PC (incluindo a Steam), Xbox One, Xbox series S e com suporte à resolução 4K a 60 FPS no Xbox Series X em 2021. Um detalhe muito legal que já era até esperado pelos fãs da Microsoft é que o jogo vai estar disponível no Xbox Game Pass já no dia de lançamento!

6.1.21

Novo código de Street Fighter Alpha 2 é descoberto quase 25 anos após o lançamento

Street Fighter Alpha 2 foi lançado em 1996 para arcades e consoles, e, no finalzinho de 2020, um modder descobriu um novo código no jogo.

Enquanto procurava por um jeito de fazer o game rodar melhor, o modder Gizaha descobriu uma forma de jogar com o chefão secreto, o Shin Akuma, na versão de Super Nintendo.

Para usá-lo, o jogador precisa terminar o modo arcade e conseguir o primeiro lugar com um novo recorde. Na hora de colocar o nome, o jogador deve inserir as letras K, A e J.

Depois disso, é necessário voltar para a tela de título e usar um segundo controle para segurar os botões L, X, Y e Start, enquanto o primeiro controle vai até a seleção do modo de jogo Versus.


Se tudo tiver dado certo, ao selecionar o Akuma enquanto segura o Start, a roupa do personagem vai ficar roxa na próxima tela, para escolher o cenário.

O modder ainda comenta que, por nunca ter sido publicado em lugar algum, é provável que o código tenha sido colocado apenas para uso dos desenvolvedores. Com informações do Eventhubs.


GeraLinks - Agregador de links