Mostrando postagens com marcador DROPs. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador DROPs. Mostrar todas as postagens

5.10.21

PRETOS EM CONTOS – Volume 2


Este é o nome da antologia literária que o organizador, Plínio Camillo, define como “uma experiência narrativa que tem uma gama de olhares negros e diversificados. 

Não se trata de um olhar uno e, sim, aquilombado. São diversas facetas, luminosidades, reminiscências, sinais; são escritores e narradores pretos que têm influência e buscam o merecido protagonismo”, destaca. 

Plínio Camillo que além de escritor, é ator, roteirista, palestrante, oficineiro, diretor teatral, educador social e tem uma vivência também longa, diversa e resistente no movimento negro, em áreas diversas, também ressalta que falta aos pretos brasileiros a ocupação destes lugares, de ‘influência e protagonismo’, daí a importância de um projeto literário inteiramente dedicado às narrativas negras, às suas vivências e saberes. 

“Ainda não temos esses lugares, não temos nada além de vontade…” reforça o autor. E esta vontade foi, segundo Camillo, impulsionada pelo ‘esquisito tempo pandêmico’ que impôs certas urgências aos projetos engavetados. 

Também acredita que a força da coletividade que fundamenta o livro e fez com que a ideia do projeto ganhasse ainda mais ânimo e, por isso, a intenção agora é “trabalhar o financiamento coletivo, buscar este apoio para que o livro seja publicado ainda este ano”, destaca.


A meta é arrecadar vinte e cinco (R$25.000,00) mil reais para que seja possível imprimir trezentos (300) exemplares desta primeira edição da preta coletânea negra de contos curto. O livro físico será publicado pela Editora Aldeia de Palavras, de Cristiane Sobral. 

Mas para além das questões práticas que envolvem o projeto, é preciso destacar que há muitas inspirações orientando este ‘PRETOS EM CONTOS - Volume 2’, entre as quais Camillo cita personalidades pretas de tempos e profissões diversas como Conceição Evaristo; Esmeralda Ribeiro; Ruth de Souza; Elaine Marcelino; Cristiane Sobral; Machado de Assis; Carolina de Jesus, entre outras.

LITERATURA NEGRO-BRASILEIRA é o negro na primeira pessoa, escrevendo e sendo o narrando as suas histórias. “Estamos fazendo Literatura”, finaliza Camillo. 

Os autores participantes da antologia “PRETOS EM CONTOS - Volume 2” são Cristiane Sobral, Débora M. Andrade, Denise Nascimento, Diogo Nogue, Gabriel Messias, Ifè Oadq, Kátia Moraes, Luana Levy, Maza Dia Mpungo, Negro Du, Plínio Camillo, Shirley Maia, Suedi Fernandes, Thiago Pedroso e Vinicius Henrique.

RETRIBUIÇÕES

Confira as retribuições no Site de Ajuda Coletiva clicando aqui.

18.9.21

Painéis gigantes em São Paulo celebram a história do grafite



Nascido dentro da cultura hip hop, o grafite conquistou o status de arte e espaço nos museus. 

Mas é na periferia, em sua origem, que essa expressão artística melhor se traduz. 

Nos muros de São Miguel Paulista, um dos bairros mais antigos da Zona Leste paulistana, quatro grafiteiros celebram a história da comunidade em três painéis gigantes.


Show não é mesmo? 

Se você gostou também irá gostar de...


Volte sempre ao Seja Hoje Diferente.

14.9.21

Batman do Brasil | Todos podem fazer a diferença


A história da minha vida começou a ser definida a partir das vivências que tive na infância. Foram muitos traumas e, de cada um deles, veio uma consequência, tais como o terror noturno, a dislalia e a dislexia.

Cresci ouvindo os piores prognósticos de médicos e especialistas a respeito do meu futuro. Por essência, não aceito portas fechadas e, por isso, tomei cada acontecimento como desafio. Contrariando expectativas, formei-me não só na escola, mas na faculdade. Tornei-me empresário e após muito pesquisar, desenvolvi uma modalidade de treinamento físico chamada SuperHero, que veio para aprimorar os resultados de atividades físicas e técnicas de condicionamento muscular e resistência até então conhecidos.

Além de limitações, as minhas vivências me fizeram impor desafios e um deles foi uma promessa de motivar pessoas a continuarem lutando pelas suas vidas. Para tal, utilizaria a roupa que tenho como armadura, do Batman, pois foi ao entender como ele lidava com seus desafios que eu pude lidar com os meus e realizar meus sonhos. Após muito estudo, desenvolvi a Ciência do Batman, cuja aplicação em meu trabalho social tem resultados confirmados por profissionais da área de saúde.

TRABALHO SOCIAL
O trabalho social começou em uma promessa e tomou proporção imensa em minha vida, exigindo cada vez mais preparo emocional e físico e, por isso, busquei a formação como Coach Comportamental e de Inteligência Emocional na SLAC, além de cursos de PNL, Rapport e formação como Analista Comportamental DISC. 


Todos podemos fazer a diferença na vida das pessoas e na nossa, só precisamos de preparo. Assim, decidi dividir a minha experiência de vida e o conhecimento que possa ser útil para o desenvolvimento das pessoas.

Todos podem fazer a diferença.

Batman do Brasil

8.9.21

PAIXÃO POR TRICICLO


Reportagem -  Wesley Moreno
Imagens - Claudemir de Oliveira 
Edição de imagens - Luis Fernando Bongiorno

2.9.21

Capital paulista recebe 11ª Virada Sustentável a partir de hoje


Começa hoje (2), na cidade de São Paulo, a 11ª Virada Sustentável - o maior festival sobre sustentabilidade do país. Nessa edição, o evento focará na mensagem de apoio à construção coletiva no período pós-pandemia de covid-19. Todas as atividades serão gratuitas e ocorrerão no modelo híbrido, com atrações virtuais e presenciais.

“Nessa virada, a cidade é nosso mural. Nosso objetivo é alcançar toda a população com mensagens positivas e de reflexão para que possamos sair da pandemia com um pensamento voltado à sustentabilidade”, destaca um dos fundadores da Virada Sustentável, André Palhano.

Entre os destaques da programação estão os shows de Gal Costa e Lenine, que ocorrerão em formato de live e com público presencial limitado, no Teatro Sérgio Cardoso. Para o público infantil, estão programadas lives dos shows Zozó Zureta, apresentado por Zeca Baleiro e Banda; e Grupo Triii, com a presença da Palhaça Rubra.

A maior parte dos eventos da Virada Sustentável ocorrerá no Centro Cultural São Paulo (CCSP). Serão mais de 50 atividades, como mostras de teatro infantil, circo, dança, performances, música instrumental, contações de história, exposições e iniciativas de promoção de bem-estar. A capacidade de público será condicionada às normas sanitárias vigentes no dia.

Metrô
No metrô Tatuapé, na zona Leste da cidade, a Virada Sustentável exibe a exposição Sem Saída, do cartunista estadunidense Andy Singer. Em seus cartoons, Singer traz uma reflexão sobre a mobilidade urbana. 

Nas estações de metrô ocorrerão ainda ações de coleta de eletrodomésticos. Dez estações (Vila Prudente, Jabaquara, Sé, Tucuruvi, Paraíso, Barra Funda, República, Tatuapé, Clínicas e São Mateus) coletarão eletroeletrônicos e pilhas. A população poderá descartar produtos de pequeno e médio porte como computadores, celulares, cabos, carregadores, pilhas alcalinas, secadores de cabelo, videogame.

Clique aqui, para conferir a programação completa, que vai até o dia 22 de setembro.


GeraLinks - Agregador de links