Mostrando postagens com marcador Como fazer. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Como fazer. Mostrar todas as postagens

9.2.22

Spread bancário: saiba o que é e como calculá-lo


O
spread bancário é um termo que poucas pessoas conhecem, e que gera apreensão na maioria que entra em contato pela primeira vez, por se tratar de um elemento de impacto direto na economia familiar ou de uma empresa de sistema de monitoramento em nuvem.

Por isso, identificar e entender o spread bancário é muito importante, sobretudo para pessoas que buscam um controle financeiro melhor, bem como para aquelas que querem trabalhar efetivamente com esse tipo de atividade.

Para uma compreensão mais simples, é considerado o spread bancário a diferença entre juros que são pagos quando há algum investimento de seu dinheiro, independentemente do método que escolher, por exemplo:

  • Poupança;
  • CDB;
  • Fundos de investimento;
  • LCI.

Este valor também leva em conta os juros que são realizados pela aquisição de empréstimos e financiamentos, tanto no momento da tomada quanto da quitação desse tipo de interação.

Para facilitar, é importante entender esse tipo de interação para também compreender quanto seu dinheiro está realmente aprendendo com o apoio de uma consultoria fiscal.

Pois bem, se você aplica em um fundo de investimento que rende 10% de juros ao ano, mas possui um financiamento imobiliário que cobra 20% de juros, o spread bancário é 10%. Quanto mais operações você fizer que gerem lucro para os bancos, maior será essa taxa.

Por conta desse cálculo, que muitas vezes denota o quanto os bancos estão lucrando em cima de seus clientes, o spread bancário acabou ganhando tons de vilania para muitas pessoas, que têm receio de aplicar ou de trabalhar com o banco como um todo.

Entretanto, esse valor inclui uma série de custos que muitas vezes não são visíveis para o cliente comum, elementos importantes para sustentar toda a estrutura bancária e prestar os serviços necessários para o cliente, como o desenho e Melhoria de Processos.

Por isso, é importante entender o spread antes de rechaçá-lo como um todo, possibilitando que você consiga identificar pontos importantes dentro da estrutura financeira dos bancos e como aplicar isso da melhor forma possível em sua economia.

Conheça os itens relacionados ao spread bancário

Agora que você consegue identificar a grosso modo os elementos responsáveis pelo spread bancário, é importante entender os pontos que formam esse cálculo.

Além dos valores de juros de captação de recursos ou de empréstimos, existem alguns itens importantes para uma assessoria contábil no momento de trabalhar com essa conta, principalmente para evitar possíveis erros.

Estes itens são muitas vezes invisíveis, e estão embutidos no spread bancário para que as instituições consigam continuar prestando os serviços com qualidade, mas que geram um impacto direto no valor final desse tipo de operação.

Pois bem, entre os pontos estão:

Inadimplentes

A inadimplência é um dos maiores problemas que o mercado financeiro possui atualmente, e no Brasil, a taxa de inadimplência é considerada uma das mais altas do mundo. Por conta disso, as instituições financeiras acabam tendo mais dificuldade em oferecer serviços.

Normalmente, quando oferecem empréstimos ou financiamentos, essas empresas precisam de um tipo de margem de segurança que permite mais tranquilidade caso o cliente acabe por ficar inadimplente.

Uma empresa ou instituição financeira precisa da devolução desse dinheiro para conseguir ter sua margem de lucro e continuar operando normalmente, trabalhando com esse tipo de interação de maneira mais adequada.

Por isso, é possível dizer que a maioria desses estabelecimentos acaba embutindo na taxa de juros um valor de segurança para seus serviços, aumentando assim o spread bancário como um todo. 

Inclusive, esse é o principal argumento da maioria das instituições financeiras e contabilidade e consultoria sobre a questão dos altos juros.

Lucratividade

Nenhuma instituição financeira trabalha por caridade ou filantropia. Tratam-se de empresas que buscam efetivamente gerar lucro, além de pagar todas as contas necessárias, desde funcionários até equipamentos necessários para esse tipo de ação.

Mesmo empresas mais modernas e com conceitos diferenciados, como é o caso das fintechs, ainda têm como objetivo final gerar lucro para a empresa e principalmente para seus acionistas, se houverem.

Por isso, lucrar é uma parte importante da composição de juros que gera o spread bancário junto às instituições, garantindo o funcionamento adequado para esse tipo de companhia.

Pagamento de impostos

Alguns impostos, tanto do lado do cliente quanto do lado da instituição costumam ter um impacto direto no spread bancário, uma vez que eles são recolhidos diretamente na fonte, como é o caso dos seguintes:

  • IR (Imposto de Renda);
  • CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido);
  • PIS (Programa de Integração Social).

Um dos impostos que tem maior visibilidade nas transações, mesmo aquelas de importação aérea, e é um dos principais argumentos dos bancos para o encarecimento dos custos e o aumento do spread é o IOF, ou Imposto sobre Operação Financeira, que é cobrado diretamente do consumidor.

Depósito compulsório

O depósito compulsório é uma instrumentalização de controle de dinheiro realizada pelo Banco Central. Com ele, é possível determinar os valores exatos que circulam na economia local.

Esse valor é uma determinação legal, e é obrigatório a toda e qualquer instituição financeira, referente a uma série de elementos como as poupanças e outras captações de depósitos, sejam eles à vista ou a prazo.

O FGC (Fundo Garantidor de Crédito), por conta disso, recolhe uma porcentagem de 0,0125% de todos os depósitos de suas instituições, garantindo assim uma proteção maior para os correntistas e investidores dessa instituição.

Isso porque o FGC permite a recuperação de determinados valores, limitados previamente, para o caso de falência ou liquidação da instituição financeira como um todo.

Por conta disso, estes valores acabam sendo incluídos no spread bancário, aumentando ainda mais o cálculo de juros para a instituição do sistema tms ou qualquer outra empresa, independentemente do ramo de atuação.

Custos administrativos

Aqui, incluem-se todos os gastos da operação comum dos bancos, o que envolve todo o trabalho com a agência e seus funcionários, além de lidar com caixas eletrônicos e centros de tecnologia.

Todos os valores de manutenção do negócio são abordados dentro do custo administrativo, o que acaba favorecendo as fintechs e bancos digitais. Isso acontece porque, uma vez que não há uma agência física para o trabalho, os custos acabam sendo reduzidos.

Esse é um dos principais motivos pelos quais o spread bancário de bancos digitais é menor, o que tem aumentando consideravelmente a quantidade de clientes que estas instituições de software gestão de ativos de TI possuem.

Ainda que estejam começando agora e não tenham o mesmo período de consistência no mercado que as agências bancárias tradicionais, o conteúdo digital tem ganhado cada vez mais força por conta de facilidades e pela redução do spread bancário.

Qual o impacto do spread na vida das pessoas?

O spread bancário deve ser compreendido para que você consiga aplicar da melhor maneira seu dinheiro e consiga trabalhar adequadamente seus investimentos. Quanto maior for a taxa de juros, mais resultado você recebe em suas aplicações financeiras.

Entretanto, é preciso ter em mente que taxas altas de juros são um problema para o incentivo ao consumo, reduzindo a produção e diminuindo o impacto das empresas no mercado, fazendo com que essa taxa comece a cair.

A redução no spread bancário é muito importante para gerar uma série de impactos positivos na vida das pessoas, sobretudo aquelas que estão com problemas de endividamento ou que têm dificuldade para conseguir bens materiais.

Por isso, é importante entender o impacto que o spread bancário tem na sociedade e os motivos que o levam a diminuir. Ainda que você perca um pouco em questão de investimentos, existem diversas atividades econômicas que se otimizam com esse tipo de ação.

As taxas no Brasil costumam ser razoavelmente altas, mas têm passado por alguns momentos de baixa recentemente, o que permite que as empresas contratem novos colaboradores, o mercado passe por um aquecimento e toda a estrutura negocial comece a se adaptar.

Para conseguir um spread bancário satisfatório, que permita uma otimização nos investimentos sem causar impacto negativo na sociedade como um todo, é importante a ação governamental através da criação de leis e diretrizes bancárias.

Dessa forma, é possível identificar melhor as leis com relação a liquidação de bens e garantias, bem como possibilitar uma estrutura mais adequada para conseguir oferecer resultados importantes para a população.

O objetivo final de qualquer empresa é seguir em atividade e buscando uma lucratividade maior. No caso das empresas no mercado financeiro, isso significa conhecer e saber aplicar o spread com qualidade.

Considerações finais

O spread bancário é um cálculo fundamental para a economia, então, saber encontrar o equilíbrio dele é um trabalho muito complexo. Por isso, é importante saber suas definições e como ele é formado.

Dessa maneira, você fica consciente dos elementos fundamentais para a estrutura do spread bancário e porque as taxas de juros seguem alguns valores determinados, o que gera esse tipo de impacto financeiro.

Com esse conhecimento, você pode se programar para conseguir suas metas e objetivos, além de entender como e quando investir para obter o melhor resultado possível nesse tipo de ação.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

21.12.21

Aprenda a Bombar a Live: Como Fazer Live no Kwai pelo Celular


Quer saber como fazer live no Kwai pelo celular? Então, saiba que logo abaixo vamos mostrar como fazer live nessa plataforma e como bombar na mesma. Além disso, aqui você confere se live no Kwai dá dinheiro mesmo e muito mais conteúdos sobre esse aplicativo.

O Kwai é um aplicativo de vídeos curtos, muito parecido com o Tik Tok, e que está fazendo muito sucesso no momento. Por meio desse aplicativo é possível criar vídeos, interagir com outros usuários e compartilhar publicações em outras redes sociais.

Como fazer live no Kwai pelo celular?

Veja o passo a passo de como fazer live no Kwai pelo celular:

  • Abra o aplicativo do Kwai;
  • Clique no boneco na parte inferior do aplicativo, para acessar o seu perfil;
  • Toque na câmera;
  • Ao lado de Montagem vai ter a opção Ao Vivo, clique nessa opção;
  • Depois é só clicar em Iniciar Transmissão Ao Vivo e pronto;
  • Feito isso sua live vai ser iniciada no Kwai.
  • Não consigo fazer live no kwai, o que fazer?
  • A função live não está disponível para todos os usuários do Kwai, só para alguns. Por isso, é essencial ter paciência, pois o Kwai revisa as publicações dos usuários todos os meses para determinar se eles estão qualificados para ter essa opção de fazer transmissão ao vivo.

Para ter esse recurso é preciso que o usuário seja engajado, tenha vídeos originais de alta qualidade e tenha uma boa quantia de seguidores. Além disso, é preciso que o usuário fique atento com as notícias oficiais do aplicativo e atualizações do site oficial.

Regras para fazer live no kwai

O Kwai tem algumas regras em relação as lives, e essas regras podem ser consultadas no próprio aplicativo. O Kwai é um aplicativo que está crescendo a cada dia mais e por isso está implementando diversos recursos para os usuários, como a transmissão ao vivo, por exemplo.


Fazer live no Kwai dá dinheiro?

Sim, é possível ganhar dinheiro no Kwai fazendo live. E, além dos usuários terem a possibilidade de ganhar dinheiro fazendo lives, eles também podem monetizar nesse aplicativo de outras formas.

O Kwai tem uma campanha chamada Kwai Golds que dá dinheiro aos usuários que completam missões dentro do aplicativo. A cada missão cumprida, o usuário recebe moedas que são conhecidas como Kwai Golds como recompensa, e essas moedas podem ser trocadas depois em dinheiro ou recarga para celular. Algumas das missões do aplicativo são: convidar amigos para se cadastrar na plataforma e assistir vídeos.

Quanto ganha fazendo live no kwai?

O valor que um usuário pode ganhar fazendo live no Kwai varia, pois depende de alguns fatores. Mas, saiba que quanto mais engajado o usuário é, quanto mais seguidores ele tiver, melhor será a monetização dele com as transmissões ao vivo.

O Kwai é um aplicativo que está muito popular, principalmente porque com ele tem como ganhar dinheiro e garantir uma renda extra através da campanha Kwai Golds. O Kwai é bem parecido com o Tik Tok, até mesmo suas finalidades.

Agora que tal seguir o Kwai de Alessandro Turci, criador do Blog Seja Hoje Diferente? Siga lá clicando aqui.

24.11.21

Crochê: 10 dicas para iniciantes começarem essa técnica

O crochê existe há séculos e ainda é um dos artesanatos de fios mais populares da atualidade. É um método de criar um tecido com laçadas de fios com uma agulha de crochê.

Não é difícil aprender a fazer crochê, mas pode ser um pouco complicado no início. Como aprender qualquer nova habilidade, dominar essa técnica exigirá um pouco de perseverança e paciência.

O objetivo do crochê é usar uma técnica manual e artesanal para produção de algum tipo de produto, seja ele roupa, toalha ou até mesmo revestimento para potes de cozinha. Ou seja, é a chave de partida para confecção de peças artesanais.

Para aprender essa técnica, você deve começar com os processos fundamentais e alguns pontos básicos. Então, depois de dominá-los, você pode passar para as técnicas intermediárias e avançadas.

Sendo assim, separamos hoje 10 dicas incríveis para iniciantes na técnica do crochê e quais os benefícios para a saúde. Não perca.

  1.  Transforme meadas e novelos de lã antes de começar a fazer crochê

Se você está impaciente para começar seu projeto, pode ficar tentado a arrancar a etiqueta da sua meada e começar a trabalhar. 

Tecnicamente, você pode fazer o crochê com meadas de lã, mas, em muitos casos, pode obter melhores resultados se antes dedicar algum tempo para enrolar as meadas em um novelo de lã. Isso é especialmente verdadeiro para iniciantes.

As bolas de lã têm algumas vantagens sobre as meadas. Enquanto as meadas puxadas ao centro podem emaranhar-se facilmente no final, os novelos de lã têm menos probabilidade de emaranhar.

Você pode colocar o novelo em uma sacola, para funcionar como uma estaca raiz e evitar que desenrole ao longo da sala. 

  1.  Remova os obstáculos antes de fazer crochê

Antes de começar, remova obstáculos. Se o seu cabelo for comprido o suficiente para atrapalhar, certifique-se de pentear e amarrar para trás antes de começar o crochê, o que vai evitar problemas durante a ação.

Além disso, você pode querer remover suas joias, especialmente anéis e pulseiras, antes de fazer o crochê. O fio pode prender-se às joias e prejudicar o seu progresso. Retire também suas mascaras de tecido se estiver em casa para a respiração ficar melhor.

Uma outra dica é que durante o crochê, o ideal é deixar os gatos fora do espaço, afinal, eles são amantes de bolas de lã em movimento. Um gato também pode arruinar um projeto de crochê sem muito esforço.

  1.  Posicione o fio corretamente

Posicione o novelo de forma que ele possa se desenrolar facilmente enquanto você faz o crochê - algumas opções são mantê-lo no colo ou no chão, próximo aos seus pés, tudo dependerá da sua preferência.

Se você estiver fazendo crochê em um avião ou veículo em movimento, coloque o novelo de lã dentro de uma sacola para evitar que role e se desenrole. Você pode aproveitar uma sacola que ganhou anteriormente de alguma empresa de brinde, por exemplo.

  1.  Trocar ganchos de crochê quando necessário

Os iniciantes tendem a trabalhar com muita força ou muito folga. Se o seu trabalho for muito apertado, escolha uma agulha maior. Contudo, se o seu trabalho for muito solto, escolha uma agulha de crochê menor.

Lembre-se de que o tamanho da agulha indicada na etiqueta do fio não é mais do que uma sugestão de ponto de partida.

Faça seus experimentos com os ganchos antes de iniciar um projeto. O momento ideal para fazer isso é quando você está fazendo suas amostras de medidores.

  1.  Evite trocar os ganchos no meio de um projeto

Se você deseja que seus pontos sejam consistentes ao longo de todo o projeto, evite a troca de gancho, pois corre o risco de criar inconsistência. Até mesmo mudanças no mesmo tamanho do gancho de um fabricante para o de outro podem ser problemáticas.

O tamanho do gancho nem sempre é consistente entre os fabricantes, assim como as mascara de algodão lavável. Ligeiras diferenças no formato da agulha podem alterar a maneira como você segura a agulha ou a forma dos seus pontos.

  1.  Experimente ganchos ergonômicos e deixe frouxos os pontos

Os ganchos de crochê ergonômicos são projetados para serem confortáveis. Se você puder encontrar um gancho ergonômico de que goste, ele pode tornar o tempo que você passa fazendo crochê mais agradável do que seria de outra forma.

É totalmente natural ficar tenso quando você está aprendendo algo novo. Quanto mais complicado for o ponto que você aprende, mais apertado você tenderá a segurar a agulha. 

Lute contra esse desejo, respire fundo e mantenha os pontos relaxados e soltos. Quanto mais soltos os pontos, mais facilmente você poderá inserir a agulha, mais fácil será o processo.

  1. Reserve um tempo para fazer amostras de medidores

Você pode ficar tentado a pensar que as amostras de medidores de crochê são uma perda de tempo. É a parte mais crítica do projeto, principalmente se o seu projeto for uma peça de roupa. 

Inclusive, caso você pule a amostra do medidor, existe a chance de o seu projeto terminar com o tamanho errado. Leia o padrão que deseja fazer de antemão. 

Se você vir uma lista de pontos que você não experimentou antes, pratique alguns deles antes de iniciar seu projeto. 

Os medidores funcionam como leitos para cabos, ou seja, vão te ajudar a organizar o material e a largura dos seus pontos.

  1.  Não tenha medo de desvendar ou desfazer

Erros acontecem. Mesmo os mais talentosos e detalhistas cometem erros em seu trabalho. Ninguém tem um primeiro projeto perfeito (ou os 10 primeiros projetos). Não se culpe pelos erros. 

Tenha orgulho de aprender algo novo e saiba que você vai melhorar com o tempo. Se você notar que cometeu um erro algumas fileiras atrás, arranque os pontos até aquele ponto e tente novamente.

  1.  Não tenha medo de experimentar

Não existe uma “polícia de crochê” e nada de trágico acontecerá com você se um experimento falhar. Prática e experimentação são duas das melhores maneiras de sair do status de iniciante. É o que a criança faz: cola de bloco e papel para experimentar e criar.

Considere alguns experimentos simples como substituir as cores em um padrão, escolher fios diferentes e adicionar ou subtrair detalhes. Se um padrão pede uma franja que você não gosta, substitua por uma borda, adicione uma flor a um chapéu simples.

À medida que você aprende mais, não tenha medo de tentar experimentos mais complexos. Adicione listras a um padrão simples, varie os pontos que você usa e improvise as personalizações, como mangas compridas em vez de mangas curtas, por exemplo.

  1. Faça amizade com outras pessoas que fazem crochê

Agora, você provavelmente já percebeu que existem muitas abordagens possíveis para o crochê, e todas elas são válidas. Todos os praticantes de longa data têm experiências e conhecimentos únicos para compartilhar.

Junte-se a um grupo local de crochê ou encontre um fórum onde você pode continuar a aprender com esses especialistas experientes. Mesmo se você faz crochê há anos, pode aprender algo novo.

Além disso, pode ser interessante pesquisar sobre “cordão de cracha personalizado preço” a fim de identificar cada pessoa durante as reuniões e tornar a interação mais fácil.

Benefícios do crochê

O crochê não é apenas uma prática qualquer ou um hobby. Ele pode trazer muitos benefícios como:

  • Redução do risco de Alzheimer;
  • Diminuição do estresse e da ansiedade;
  • Ajuda no combate da insônia;
  • Auxílio na respiração consciente;
  • Aumento da produtividade;
  • Aumento do senso de comunidade.

Acompanhe abaixo cada um desses benefícios em maiores detalhes.

Redução do risco de Alzheimer

Fazer crochê e tricô podem ser relaxantes, mas essas atividades também são exercícios cognitivos. Pode reduzir o risco de Alzheimer em 30 a 50 por cento. Além disso, aprender a técnica do ponto pode diminuir ou até mesmo prevenir a perda de memória.

Diminuição do estresse e da ansiedade

Seus designs podem criar algo simples com movimentos repetitivos ou designs intrincados e ousados. Por isso, fazer crochê permite que você se concentre em movimentos repetitivos e pode manter sua mente longe de ideias ansiosas.

Ajudam a combater a insônia

Fazer crochê pode ser tão calmante que você adormece. Portanto, se você tiver problemas para dormir, pode fazer crochê até se cansar.

Auxílio na respiração consciente

O crochê pode deixá-lo atento à sua respiração. Durante um projeto, algumas pessoas praticam exercícios respiratórios.

Aumentam a produtividade

Fazer um projeto de crochê pode fazer você se sentir produtivo. Quer você seja um iniciante ou um especialista, você sente uma sensação de realização depois de terminá-lo.

Desenvolvem um senso de comunidade

Existem muitas comunidades para crochê. Você pode fazer crochê com um amigo próximo a você ou se comunicar em grupos de mídia social sobre seus projetos. Isso pode dar a você uma sensação de união por meio dos amigos que você pode fazer.

Agora que você tem essas dicas, que tal começar hoje mesmo essa nova atividade? Compre os instrumentos e desfrute dos benefícios.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

22.11.21

Como a cirurgia plástica pode ajudar na recolocação profissional?


O processo conhecido pelo qual o indivíduo tenta uma nova oportunidade no mercado de trabalho – a recolocação profissional – não demanda apenas experiência, precisa se mostrar confiante e seguro, além de estar atento com sua apresentação pessoal. Uma boa aparência demonstra cuidados com a estética e higiene favorecendo a imagem transmitida. 

Recolocação profissional e os cuidados com a aparência 

Mulheres e homens buscam constantemente a recolocação profissional no mercado do trabalho. E determinadas dicas são essenciais para alcançar o objetivo definido. Sendo assim, é preciso se atentar quanto à aparência, a qual não tem relação com padrão de beleza, e sim, em se apresentar com uma imagem pessoal agradável. Veja algumas sugestões:

  • Aparência – evite maquiagem chamativa, perfumes em excesso ou fortes, esteja com o cabelo limpo e arrumado, mantenha a barba aparada, unhas cuidadas etc.;
  • Saúde bucal – esteja atento quanto ao visual do seu sorriso. Tenha os dentes limpos e sem mau hálito;
  • Postura – apresentar-se com o corpo de modo ereto, pois transmite confiança para recolocação profissional; 
  • Vestimenta – importante investir em peças mais sociais, evitando roupas justas, transparentes, decotas, amassadas, sujas, despojadas, entre outros.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o Censo de 2018 ressalta o crescimento de 25,2% nas cirurgias estéticas, a maioria sendo com mulheres. Diante disso, antes de realizar o procedimento, verifique se o profissional é credenciado pela SBCP e a clínica qualificada. 

Cirurgia plástica

Muitas pessoas se sentem incomodadas com a aparência e buscam cada vez mais pela cirurgia plástica como uma aliada no momento de conquistar ou manter o trabalho. A intervenção funciona a favor da boa imagem pessoal e reestabelece a segurança tanto no pessoal quanto no profissional.

Os fatores estéticos, independente da qualificação, interferem na hora de conseguir uma recolocação profissional. O público feminino possui mais insegurança do que os homens, a significativa do aumento de procedimentos cirúrgicos para aprimorar a beleza, se dá a esse grupo. 

Rinoplastia, lifting, mamoplastia de aumento, mastopexia (cirurgia para levantar os peitos), abdominoplastia e lipoaspiração estão entre as cirurgias mais buscadas por elas. Já eles, mesmo sendo a minoria, também aderem às intervenções de blefaroplastia, lifting de sobrancelhas e facial, rinoplastia, tratamentos de calvície e lipoaspiração do abdômen.

Imagem pessoal e a cirurgia plástica

Algumas áreas profissionais estão ligadas diretamente a aparência, como consultores, representantes, corretores, produtores, atores, modelos, recepcionistas, vendedores, entre outros. Porém, qualquer cargo que deseje ocupar é muito importante transmitir uma imagem pessoal satisfatória.

Assim, uma boa aparência está ligada ao cuidado que se tem com a pele, cabelo, roupa, dentes, entre outros. Diante disso, as pessoas obtêm perspectivas positivas de sua imagem, a qual transmite confiança, responsabilidade e competência para realizar as atividades relativas à função. 

Se está pensando em aumentar as chances de recolocação profissional ou promoção, vale a pena investir em uma imagem agradável e uma aparência bem cuidada. Assim, será capaz de passar uma percepção mais profissional sobre você. Para conhecer mais sobre as cirurgias plásticas, basta agendar uma avaliação com o médico especialista. 

4.10.21

Vender marmitex dá dinheiro?


Será que vender marmitex dá dinheiro? Essa é uma dúvida de quem está planejando começar na área e aqui eu vou lhe explicar se é um negócio lucrativo ou não!

Tem crescido bastante o número de pessoas se dedicando a produção de marmitex para vender, ou quentinhas como também são chamadas. Por conta disso, esse segmento se tornou um dos mais procurados pelos novos empreendedores que estão surgindo.

Naturalmente, trabalhar com a venda de produtos alimentícios costuma ser um bom negócio e dá lucro na maioria dos casos.

Mas será mesmo que vender marmitex dá dinheiro a ponto de viver apenas disso? Continue lendo que eu vou fazer um cálculo básico para que você tenha noção de aproximadamente quanto dá para lucrar vendendo marmitex!

Vender marmitex dá dinheiro?

Sim, você pode ganhar um bom dinheiro todo mês apenas fazendo e vendendo marmitex em sua cidade. Hoje esse pequeno negócio se tornou uma das melhores fontes de renda para quem deseja começar um pequeno negócio.

Se você focar na qualidade das suas marmitas e fidelizar sua clientela, com certeza os lucros virão. Tanto que existem pessoas lucrando de R$ 2 a R$ 10 mil Reais por mês produzindo marmitex para vender. Muitos começaram a partir de casa, utilizando a própria cozinha e os próprios utensílios básicos.

Então é sim um bom negócio e pode ser a oportunidade que você estava procurando. Afinal a venda de marmitex já tirou muitas pessoas da crise e mostrou novas oportunidades para quem não conseguia um emprego fixo.

Qual o lucro na venda de marmitex?

A questão do lucro é um dos detalhes mais importantes para quem vai trabalhar com marmitex, pois no final das contas, o lucro é o que importa. Porém, ele não é tão simples de saber, pois varia de negócio para negócio e vai depender dos custos que você tem na sua produção.

Porém, na maioria dos casos a margem de lucro da marmitex costuma ficar entre 15% e 25%. Em alguns casos é possível conseguir uma lucratividade melhor, mas a tendência é que você fique nessa faixa de lucro.

Então vamos fazer uma simulação para você ter uma noção de quantas marmitex precisará vender para ter um lucro interessante:

O preço da marmitex costuma variar de acordo a quantidade de comida, mas ela é vendida a partir de R$ 10 Reais. Vamos supor que a sua média de preços seja de R$ 12 Reais por marmitex (colocando uma pela outra).

De inicio você poderá conseguir vender 50 marmitex por dia tranquilamente. Isso dará um faturamento diário de R$ 600 Reais e um faturamento de R$ 14400,00 Reais trabalhando 24 dias no mês. Se você conseguir uma margem de lucro de 25%, que é totalmente possível, você estará lucrando R$ 3600,00 Reais por mês.

Esse é apenas um cálculo básico, porque existem pessoas que vendem mais de 200 marmitex por dia e dá para atingir também um lucro melhor. Mas de qualquer forma, deu para você ter uma noção de quanto dá para ganhar vendendo marmitex.

Basta fazer esse tipo de cálculo levando em conta o preço médio da marmita em sua cidade e quanto você consegue ter de margem de lucro. Assim dá para chegar mais ou menos a um valor de lucro que você poderá ter no mês.

Local para vender marmitex

Tem muita gente que começa na própria casa e essa pode ser uma opção para você, principalmente se tem pouco dinheiro para investir. Porém se você for produzir em casa, é importante ter alguma estratégia para conseguir chegar até o seu público.

Caso você queira trabalhar em um local com melhor visibilidade e onde lhe proporcione uma maior facilidade para conseguir clientes, a minha dica é alugar um espaço. De preferência que seja em uma rua de fácil acesso e com boa circulação de pessoas.

Locais próximos a escolas, rua com bom movimento, próximo a estação de metrô ou ônibus, por exemplo, são bons locais para vender marmitex.

O espaço não precisa ser muito grande se você for trabalhar apenas com a venda. Para isso, cerca de 40m² é mais que suficiente. Porém se você quiser colocar mesas e cadeiras para alguns clientes comer no próprio local, precisará avaliar melhor o espaço e procurar um local um pouco mais amplo.

Como fazer marmitex para vender? 

Agora que você já sabe que vender marmitex dá dinheiro, precisará começar colocar sua ideia em prática. Se você já cozinha bem, está com meio caminho andado para o sucesso. Porém mesmo assim é importante buscar mais conhecimento para se preparar.

Nesse inicio, você precisará treinar bastante para conseguir produzir alimentos de boa qualidade e ir aperfeiçoando aos poucos. Depois disso, o recomendado é você criar um cardápio semanal para marmitex, com os alimentos que serão servidos em cada dia da semana.

Em seguida, é só se preparar e se organizar para o trabalho. Afinal, a produção das marmitas deve começar cedo para conseguir iniciar a entrega a partir das 11 horas da manhã, por exemplo.

Quanto preciso investir para vender marmitex?

O investimento inicial irá variar bastante, pois depende do tipo de negócio que você pretende montar, da localização e de vários outros fatores. Tanto que em alguns casos o custo é extremamente baixo, pois as pessoas iniciam a partir de casa.

Se você for montar um negócio de marmitex em um local mais estratégico em sua cidade, é estimado que o investimento inicial fique na faixa dos R$ 3 a R$ 12 mil Reais.

A maior parte desse investimento será destinado a organização do espaço. Além disso, deverá comprar um fogão industrial, utensílios de cozinha, uma máquina de fechar marmitex, ingredientes para produzir as marmitas, embalagens para marmitex e outros itens diversos.

Como vender marmitex?

Desde o inicio é importante você pensar nos seus clientes. Afinal, para quem você vai vender suas marmitas? O lado bom é que você poderá vender para os mais diversos tipos de pessoas, pois a procura está sempre crescendo.

Então os seus principais clientes serão os estudantes, pessoas que trabalham em empresas ali por perto, famílias que compram comida fora e outros mais. Além disso, se você conseguir pareceria para fornecer marmitex para empresas, a tendência é que seu faturamento aumente bastante.

Conseguindo parceria para fornecer para obras, você poderá se destacar ainda mais no mercado e conseguir um faturamento legal todo mês. Então pense nisso como uma possibilidade de crescimento seu novo negócio.

Dicas para ganhar mais dinheiro com marmitex

Vender marmitex dá dinheiro e tudo depende do seu próprio empenho para conseguir ganhar uma boa grana todo mês com esse negócio.

A seguir eu vou listar algumas dicas extras para você colocar em prática e quem sabe até mesmo dobrar o seu faturamento vendendo marmitex. São detalhes simples, mas que podem fazer total diferença para o crescimento do seu negócio:

1. Escolha um bom local para vender marmitex
Dificilmente você conseguirá vender marmitex e ter sucesso com isso trabalhando em um local de difícil acesso, onde não circula muitas pessoas.

Por isso é sempre importante planejar muito bem o seu local de trabalho antes de começar vender marmitex.

2. Tome cuidado com a higiene
Por se tratar de um produtos alimentício, vale sempre lembrar que os cuidados com a higiene do local e dos produtos é algo importantíssimo. Quanto mais qualidade for oferecida, mas resultados positivos serão obtidos.

3. Faça divulgação das suas marmitas
A divulgação do seu novo negócio é algo imprescindível para que os clientes comecem a chegar. Logo quando estiver com tudo pronto, é recomendável que divulgue para o maior número de pessoas possível.

Hoje em dia as redes sociais é uma ótima ferramenta para divulgar suas marmitex e também interagir rapidamente com seus clientes. Através delas é possível receber encomendas e fazer com que seu negócio seja visto por novas pessoas.

4. Ofereça entrega em domicílio
Muitas famílias podem se interessar em receber suas marmitas em casa ou até mesmo as pessoas que trabalham em empresas. Dessa forma, vale a pena implementar o disk marmitex em seu negócio para facilitar a vida dessas pessoas.

Vale a pena vender marmitex?

Com certeza vale muito a pena sim trabalhar com a venda de marmitex hoje em dia. Essa é uma excelente oportunidade para quem deseja começar trabalhar por conta própria, mas tem pouco dinheiro para investir.

Além disso, os produtos alimentícios costumam ter uma aceitação muito grande no mercado e se tiver qualidade, vai vender com certeza. Sem falar que da para atingir um bom lucro se você tiver um volume interessante de vendas todos os dias.

Então agora só depende de você para colocar isso em prática e começar lucrar. Você já viu que vender marmitex dá dinheiro e que existem pessoas lucrando muito com isso, portanto acredite na sua ideia e coloque em prática.

Eu espero que esse conteúdo tenha lhe ajudado de alguma forma e que você possa ter muito sucesso nessa nova empreitada.

Recomendo que veja também o artigo sobre frases para vender marmitex que postamos aqui. Porque vai lhe ajudar a divulgar ainda mais seu negócio!


GeraLinks - Agregador de links