Mostrando postagens com marcador Casa e Jardim. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Casa e Jardim. Mostrar todas as postagens

22.8.22

Beliche em L: Veja como o móvel pode otimizar espaços


Já pensou em mobiliar seu quarto com uma beliche em L? De fato, esse móvel pode acrescentar estilo, sofisticação e design, além de claro, muito conforto. É um tipo de cama perfeita para espaços apertados, e é a escolha certa para muitos que não abrem mão da praticidade. 

Na verdade, existem diferentes modelos para escolher para todos os gostos e estilos. Cada vez mais modernos e seguros, alguns deles têm até prateleiras e gavetas.


Ou seja, as beliches são de fato a melhor forma de otimizar os espaços de um quarto ou dormitório. E quando falamos de Beliche em L, isso é ainda mais palpável. 


Neste artigo, vamos listar o que você precisa considerar antes de escolher uma beliche, e como se encaixa com diferentes tipos de móveis de um quarto. 


É claro que essas questões como tipos de cortinas, quadros, inserção de prateleiras, e até mesmo um forro de fibra mineral modular se necessário, devem ser definidas em função de quem vai usufruir do cômodo. 


No entanto, é preciso também estar de acordo com o espaço disponível, afinal, um cômodo grande pode acomodar móveis maiores ou até mais móveis.


Por outro lado, espaços menores exigem uma melhor organização para aproveitar ao máximo o ambiente disponível, permitindo que a escolha dos móveis não ocupe mais superfícies do que o necessário, tornando o espaço menor do que já é.


De certa forma, a decoração de um dormitório, seja infantil ou adulto, possui a mesma responsabilidade que uma empresa de montagem mecânica industrial tem no fornecimento de equipamentos a serem instalados em uma unidade fabril.


Até porque em ambos os casos, os espaços disponíveis devem ser bem aproveitados, para dessa maneira conseguir o melhor resultado. 


Quando se trata de uma sala multi-ocupação, também é necessário definir um estilo de organização que esteja de acordo com os gostos de todos que moram no espaço, principalmente aqueles com crianças, para evitar possíveis disputas.


Entre os móveis a serem procurados na hora de arrumar um quarto, o tamanho da cama deve ser analisado com antecedência antes que alguém possa descansar lá. E quando se trata do tipo certo de cama, o modelo de beliche deve ser considerado.


Mas além de escolher um beliche, você também precisa considerar o modelo específico, o chamado beliche em forma de L.

Beliche em L e critérios para comprar

O estilo beliche é um modelo de cama bastante conhecido que combina dois espaços de colchão em um único móvel, e até mesmo uma triliche pode ser encontrada nos dias de hoje, com três espaços para descanso.


Esse tipo de cama é popular onde é necessário um melhor aproveitamento do espaço disponível, como quartos com vários filhos, ou mesmo lugares que hospedam várias pessoas ao mesmo tempo, como cabanas de camping e hotéis.


Isso porque, assim como uma arruela cônica de pressão mantém o maquinário de uma fábrica funcionando, optar por um beliche mantém um ambiente otimizado e funcional, seja para fazer home-office e estudar, por exemplo.


Com isso, evitando até mesmo a sensação desconfortável de estar em um cômodo pequeno, devido a uma escolha inadequada de móveis para um espaço menor.


Mas além da escolha dos beliches, também é importante ficar atento à disponibilidade de diferentes modelos associados a essa cama de casal, como os chamados beliches em forma de L, que trazem melhores possibilidades de organização.


O modelo recebeu esse nome por seu design intuitivo, que tem o formato da letra L e geralmente fica na posição vertical com a cama inferior, em contraste com a cama superior, que fica na posição horizontal.


Assim como um serviço de corte e dobra plasma pode dar uma forma diferente a uma peça, o espaço extra na parte inferior deste móvel pode ser usado para diversas finalidades, 


Por isso, é um móvel com uma grande oportunidade, trazendo praticidade e conforto ao ambiente, o que nos faz perceber a importância de escolher a cama L certa para instalar em um determinado cômodo.

Diferentes tipos de beliches em L

Depois que uma pessoa decide comprar um beliche, a pessoa também precisa considerar qual modelo é melhor para organizar o espaço, principalmente quando se trata de beliches em forma de L, que vêm em diversos formatos.


Para adquirir o mobiliário adequado ao espaço e à decoração de um quarto, é importante ter em conta as diferentes características associadas aos diferentes modelos de beliche, tais como:

Em móveis planejados 

Os modelos planejados de beliche são adequados para quartos pequenos ou de dimensões diferentes dos quartos normais, que geralmente seguem um modelo de 2m x 2m.


Os beliches planejados em forma de L foram construídos com as dimensões em mente para preencher o espaço disponível no ambiente do quarto.

Em quartos infantis

Se há um espaço onde se encontram beliches, é no quarto das crianças. Especialmente se você tiver mais de uma pessoa morando nesse quarto, como irmãos que compartilham o mesmo quarto.


Nesses casos, as camas infantis em forma de L são as mais indicadas, pois são menores em tamanho, mas também possuem uma decoração mais infantil, como:


  • Brinquedo;

  • Animal;

  • Super-herói;

  • Princesas;

  • Carro;

  • Natureza.


E não esqueça, é muito importante escolher um beliche que combine com o restante da decoração do quarto.

Beliche com escrivaninha

Além da própria cama, a beliche em forma de L permite diferentes combinações com esse móvel, como uma mesa ao fundo, mesa pequena ao lado, ou mesmo uma escrivaninha.


Ou seja, é um modelo de cama que permite criar uma área de estudo em diversos tamanhos e estilos de quartos, ou mesmo em outros ambientes como um dormitório de uma grande empresa de comercio de recicláveis, por exemplo.

Beliche com armário

A cama em L também permite combinar esse móvel com outras opções de móveis, economizando assim mais espaço, como a presença de um pequeno armário, que geralmente pode ser usado para guardar roupas, brinquedos ou pequenos itens.


O modelo é capaz de trazer diversas comodidades para quem mora neste cômodo, com acesso a espaços práticos e próximo a espaços de armazenamento.

Beliche com escada 

Ao combinar sua beliche em L com outros modelos de móveis, também é importante mencionar o estilo da escada para a cama, uma alternativa para destacar a escada com nicho, embutido na parede.


Assim como uma empresa de calandragem de chapas de inox precisa otimizar o seu espaço, um quarto também deve ter seu espaço utilizado da melhor maneira possível, de maneira que aproveite ao máximo o espaço disponível.


Depois de analisar todos os modelos de beliche em L disponíveis, você só precisa considerar algumas questões e escolher o formato que melhor se adapta aos seus objetivos com esta compra.

Quais são os benefícios dos beliches em L?

Entre as vantagens de escolher esse tipo de cama para todos os tipos e tamanhos de quartos, podemos destacar principalmente:


  • Otimização de espaço, 

  • Maior organização 

  • Criatividade e estilo

  • Conforto e praticidade.


De fato, são benefícios esperados por todo mundo que gosta de ter um quarto bem decorado e organizado.

Como escolher o beliche ideal?

Assim como é fundamental medir as dimensões de uma fábrica de transdutor de pressão  antes de fazer uma reforma, é necessário observar as características e medidas do quarto na hora de comprar a beliche certa.


Em seguida, é necessário considerar os 2 principais aspectos para escolher seu beliche ideal, como o tamanho do quarto, e o estilo de decoração que será usado nesse ambiente.

Onde comprar beliche em L?

Depois de analisar suas opções e optar por comprar este beliche em L, você precisa recorrer à melhor loja de móveis adequados que trabalha com este produto. 


 A melhor opção é procurar lojas que utilizem móveis sob medida.


No entanto, a popularidade desse tipo de modelo faz com que ele já possa ser encontrado em diversos locais, como em lojas online e até mesmo em estabelecimentos comerciais especializados na venda de móveis pré-fabricados, em tamanhos padronizados.


Tudo depende de seus fundos disponíveis e objetivos relacionados a esta compra, como encontrar algo com design exclusivo ou não. Basta escolher o canal certo para comprar móveis que se adequem à composição do seu quarto.


Assim como uma empresa do ramo de construção precisa comprar lençol de borracha e não deseja ter prejuízo, ao decidir reformar um quarto pesquise muito, para dessa maneira não acabar gastando dinheiro com coisas desnecessárias. 


Esperamos que o texto de hoje tenha sido extremamente útil. Faça dele o seu guia e siga nossas orientações para uma maior chance de sucesso na reforma do seu quarto.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

8.7.22

Apresentação Linha B.L’acqua B.Lux

Maior garantia do Mercado.
Proteção UV.
Compatível com a Linha Sobrepor Overlap e Linha Home. Anel de vedação .
Opcional utilização da Caixa Sobrepor.


A primeira linha de tomadas e interruptores modular fabricada no Brasil resistente à água, isso mesmo se é B.Lux? Pode mandar água! A B.Lux Tomadas e Interruptores revoluciona novamente. Com a sua linha B. L'acqua, a única linha modular de tomadas e interruptores resistente à água fabricada no Brasil a B.Lux revoluciona novamente. A linha B. L'acqua da B. Lux Tomadas e Interruptores com sua tampa de fechamento frontal e o exclusivo anel de vedação na parte traseira proporcionam a proteção necessária para o uso externo, sujeito à exposição da chuva e demais intempéries. Produto exclusivo B. Lux

25.4.22

5 dicas para trazer a natureza para as cores de casa


Usar as cores da natureza para valorizar sua decoração em um projeto de arquitetura é uma tendência que tem ganhado cada vez mais espaço.

Muitas pessoas estão buscando maneiras diferenciadas de mudar o ambiente, e esse tipo de reforma pode ser muito bom.

Quando você tem um imóvel, é comum que com o tempo deseje mudar as coisas. Uma reorganização de móveis, reforma ou mesmo mudando as cores de uma parede em particular podem ser elementos importantes para você conseguir ter essa renovação.

Embora o primeiro pensamento quando você busca um ambiente mais ligado à natureza seja através de objetos, como plantas e ornamentos diversos para a casa, nem sempre esse tipo de item é necessário para você aproveitar melhor a decoração.

Alguns tons e cores passam o mesmo sentimento, deixando um ar de frescor e meio ambiente no espaço, mantendo uma aparência muito mais estilosa para qualquer cômodo que você esteja adaptando com painéis elétricos.

Alguns tons costumam ser frequentes em decorações que buscam uma conexão com o meio ambiente, estando presentes tanto em paredes quanto em objetos decorativos e até mesmo estofados de móveis. São eles:

  • Marrom;
  • Verde;
  • Azul;
  • Amarelo.

Estas cores têm uma forte conexão com elementos naturais, e aliados à decoração certa, podem fazer a diferença no estilo que você está tentando trazer para seu imóvel, ampliando suas possibilidades de decoração.

Pensando nisso, aproveitar as cores da natureza dentro de sua casa permite a criação de diversos espaços diferenciados, muito mais aconchegantes e com uma beleza única, que pode criar todo um destaque para o ambiente depois de uma higienização de carpetes.

Trazendo a natureza para a decoração

Entender o poder que as cores possuem para o design de interiores é uma das etapas básicas para criar ambientes elegantes e arrojados. Na maioria das vezes, esse tipo de mudança tem um impacto direto na forma como as pessoas enxergam um cômodo.

Por isso, entender suas possibilidades de coloração é um processo importante, identificando como cada uma das cores gera um impacto diferente na decoração, e adaptando estas escolhas para cada local que você deseja mudar.

Além disso, as cores geram sensações únicas nas pessoas, e é interessante pensar no tipo de sentimento que você deseja em cada ambiente, criando assim locais para relaxamento e contemplação, para festas e atividades sociais, entre outros.

Cada pessoa é única no mundo, e nem sempre dois indivíduos estarão de acordo sobre a decoração de um cômodo em particular, cada um com suas preferências individuais, ainda que estejam morando no mesmo teto.

Por isso é importante que você consiga adaptar esse tipo de escolha à sua realidade, entrando em comum acordo com todos os moradores para montar uma estrutura de decoração que agrade igualmente todas estas pessoas.

  1. Amarelo para iluminar

Os tons de amarelo são muito interessantes para quem deseja aproveitar as cores da natureza no interior de um imóvel. Tratam-se de tons mais alegres, que tornam o ambiente divertido sem perder o charme.

Além disso, o amarelo é uma excelente opção para ajudar a iluminação do ambiente. A cor combina tanto com o impacto da luz natural quanto com iluminação artificial, permitindo que você aproveite melhor os jogos de luz que está optando por usar com uma iluminação profissional.

O amarelo é uma cor que evoca a vontade de comer, sendo muito ligado ao apetite. Marcas famosas de produtos alimentícios inclusive usam isso como uma ferramenta de marketing. Para a decoração, entretanto, o amarelo acaba combinando muito com cozinhas.

Outros espaços de alimentação, como salar de jantar e espaços gourmet também podem ser beneficiados com a cor, criando uma estrutura de design muito mais elegante e divertida, ideal para reunir seus amigos e familiares.

A cor pode ser usada tanto em objetos decorativos quanto nas paredes, sobretudo através de revestimentos ou criando destaques na decoração do imóvel.

Uma excelente maneira de aplicar o amarelo e criar um cômodo divertido é usar tons de laranja para complementar, usando itens de impressão digital a laser como decoração.

Algumas pessoas preferem um estilo mais sóbrio, mas sem perder a diversão. Neste caso, ao juntar o cinza com o amarelo você consegue esse tipo de objetivo, dando um destaque em particular para os itens amarelos no design.

Independente de sua escolha, o amarelo acaba se tornando um dos queridinhos para quem deseja um ambiente natural e simpático, que agrade a quem está olhando.

  1. Verde para relaxamento e tranquilidade

Quando você pensa em tons de verde, a primeira coisa que vem à mente em questão de decoração são as plantas. Elas são responsáveis por deixar o cômodo mais fresco e arejado, além de limpar o ar do ambiente.

Além disso, o verde está diretamente ligado ao meio ambiente, e usar essas cores passa uma sensação de natureza para qualquer ambiente em que ele está inserido, sendo uma excelente opção de decoração em uma empresa de jardinagem e paisagismo.

Caso seu objetivo seja deixar o local com um ar de sofisticação, principalmente se for um espaço amplo, o ideal é usar tons mais escuros de verde, que fazem esse destaque de forma mais natural.

Já em espaços menores, onde o objetivo é mantê-los com claridade e delicadeza, os tons mais claros fazem o papel de forma exemplar, sendo possível aplicar as diversas tonalidades do verde nos mais variados cômodos.

Ainda que a utilização de plantas seja recomendada e incentivada, elas não são o único item que pode ser usado em uma decoração que tem o verde como seu principal elemento. Você pode mudar a cor do revestimento, trabalhar com objetos decorativos e até mesmo estofados.

Deixe sua imaginação crescer ao usar esses tons em sua decoração, criando um ambiente muito mais satisfatório para suas necessidades.

  1. Azul para modernidade e elegância

Para aqueles que gostam de uma temática mais ligada ao mar e ao céu, os tons de azul são ideais para montar sua decoração. Trata-se de uma cor que tem ligação direta com a elegância, permitindo cômodos diferenciados.

O espectro de tons de azul também é muito diverso e permite que você crie ambientes sóbrios e contemporâneos, mas também espaços lúdicos, como quartos de brincar e ambientes infantis com forro acústico no geral.

Os temas náuticos são muito comuns com os tons azuis, sobretudo quando usados em conjunto com o branco, criando ambientes estilizados e que chamam a atenção em qualquer tipo de ambiente.

Além disso, o azul combina com muitas outras cores e tons, permitindo que você use sua imaginação para criar ambientes agradáveis e diferenciados com as mais diversas combinações de tom.

Para a aplicação, é possível utilizar nas paredes, revestimentos e objetos decorativos, mas é importante ter em mente que existem muitas maneiras diferentes de aplicar o azul em um design de interiores.

Por isso, a escolha acaba ficando a cargo da pessoa responsável pela decoração, aplicando de maneira mais efetiva esse tipo de item.

  1. Tons terrosos

A escolha de tons terrosos pode ser ideal para manter um ambiente natural, pois elas são muito fáceis de combinar e podem ser usadas em diferentes estilos de design. Os tons mais comuns variam entre o marrom e terracota, mas podem chegar até o tom caramelo.

Essas cores estão diretamente associadas à cor de terra fresca, e elas ajudam a deixar o ambiente muito mais aconchegante, com sobriedade e um ambiente mais natural nesses espaços.

Por serem cores mais sóbrias, é interessante pensar em tons terrosos para cômodos mais íntimos, como quartos e salas de repouso.

  1. Vermelho para intensidade

O vermelho é uma cor muito viva e forte, e por conta disso, diversas pessoas preferem evitá-lo na decoração. Entretanto, se você souber como utilizar as peças adequadas para valorizar o ambiente, ela acaba se tornando muito elegante.

Essa é uma cor muito encontrada em flores e animais, e por sua força, é mais comum encontrar os vermelhos em objetos decorativos e destaques da decoração como um todo, valorizando uma avaliação de bens imóveis.

Isso não quer dizer que você não possa usar em revestimentos e outros pontos maiores da decoração, mas é preciso saber como montar o ambiente para aproveitar ao máximo o tom.

Considerações finais

A natureza é um local repleto de cores e tons, e isso se reflete em decorações que a utilizam como inspiração. Por isso, saber como utilizar essas combinações em cada ambiente acaba fazendo a diferença em seu design.

Independente do estilo escolhido para decorar, utilizar estas cores passam uma sensação maior de personalidade e requinte para cada cômodo, ampliando suas possibilidades de aproveitar melhor cada ambiente do imóvel.

Assim você consegue uma estrutura mais aconchegante e bonita, com destaque para todos que visitarem e ainda agradando a todos os moradores do local.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

5 dicas para escolher a melhor estante para livros


Quando se trata de uma boa estante, ela pode vir em todos os tipos de formas, tamanhos, cores e qualidade, e não existe um tamanho único. Portanto, para garantir que você compre uma estante de boa qualidade, reserve um tempo para refletir sobre esses fatores.

Estamos falando não apenas de escolher o tamanho, a cor ou o material de uma peça, mas também de elevar seu espaço de vida. Um espaço bom, organizado e bem distribuído pode otimizar suas tarefas e elevar sua qualidade de vida. 

Um espaço visualmente atraente, seja sua sala de estar, seu quarto ou qualquer outro cômodo, chama a atenção para diferentes pontos: sejam eles localizados na altura dos olhos, abaixo ou acima. Isso pode facilitar a venda de sua casa em uma avaliação de bens imóveis.

Nesse sentido, uma das maneiras mais fáceis e eficazes de criar um belo espaço de vida é com a ajuda de uma estante. Combinando forma e função, uma estante não serve apenas como uma excelente opção de armazenamento para suas obras favoritas de literatura. 

Ela poderá exibir algumas de suas peças mais valiosas, como livros que mais gostou de ler em sua juventude e que há um valor emocional ou livros técnicos que precisou ler durante a faculdade.

Com a ajuda de um projeto de arquitetura, você poderá destacar seus interesses e ter um pouco de auto expressão, quer os seus gostos sejam modernos e minimalistas ou tradicionais e rústicos.

Isso poderá refletir a sua personalidade e o seu espírito de design não só em uma estante que tem uma funcionalidade, mas também em seus elementos decorativos. Muitas coisas podem influenciar na escolha de uma estante: 

  • Valor monetário disponível para investir;
  • Espaço disponível em seu imóvel para colocar o móvel;
  • Quantidade de livros a ser exposto;
  • Material da estante;
  • Flexibilidade em ajustar prateleiras.

Aqui estão cinco dicas para lhe ajudar na busca para escolher e estilizar sua estante, seja ela grande ou pequena.

  1. Espaço disponível

A primeira coisa que você precisa decidir ao comprar uma estante é qual tamanho comprar. Para resolver isso, será necessário começar medindo o espaço que você pretende colocar a estante.

Certifique-se de medir o espaço do piso e da parede. Faça uma higienização de carpetes se necessário. Isso garantirá que, qualquer que seja a estante que você decida comprar, ela se encaixará na área pretendida.

Ou talvez você não tenha muito espaço no chão, mas muito espaço na parede, então uma estante alta e estreita ou estante montada na parede funcionará melhor. Hoje, o mercado tem diversas opções para você escolher a melhor para suas necessidades e gosto pessoal.

Anote essas medidas para saber a quantidade máxima de espaço que você tem para trabalhar. Isso ajudará você a ter em vista o que procurar na loja online ou física na hora da compra.

  1. Tamanho da estante

Agora que você conhece o espaço com o qual precisa trabalhar, precisará considerar o que pretende guardar na estante. Isso irá ajudá-lo a decidir sobre o tamanho da estante que você precisa comprar.

Considere se são apenas livros que você deseja armazenar na estante ou se você armazenará outras coisas também. Será necessário avaliar se você precisará de uma estante com portas para manter as coisas fora de vista ou se prefere preenchê-la de livros mais pesados.

Uma dica é priorizar comprar uma estante um pouco maior do que você acha que precisará para permitir livros adicionais que você reúne ao longo do tempo. Alguns modelos têm iluminação profissional disponível caso precise procurar algum título à noite.

Seria interessante também procurar uma estante com prateleiras ajustáveis, pois isso é ideal para permitir livros de tamanhos diferentes. Assim, você poderá ajustá-la conforme suas necessidades ou se simplesmente você enjoar da disposição dos objetos.

Uma estante com prateleiras ajustáveis ​​permite maximizar o espaço disponível na estante, pois você pode alterar as alturas das prateleiras para atender às suas necessidades, que podem até mudar com o tempo. 

Certifique-se apenas de que o material da estante é de boa qualidade. 

  1. Material

As estantes são feitas de uma variedade de materiais, desde madeiras de boa qualidade, compensados ​​baratos e até metal. Existem vantagens e desvantagens de cada tipo de material e o que você escolhe é realmente de acordo com suas necessidades individuais.

As estantes de boa qualidade que durarão a vida inteira são feitas de madeira, como pinho ou carvalho. As melhores estantes de madeira maciça são fortes e resistentes e perfeitas se você precisar de uma estante resistente.

A desvantagem dessas boas estantes é que elas são caras e volumosas, dificultando sua movimentação caso você more em um espaço pequeno e limitado, mas uma empresa de jardinagem e paisagismo seria uma alternativa para ajudá-lo nessa busca.

Uma estante barata feita de compensado ou folheado de madeira, por outro lado, é barata e fácil de movimentar. Também tende a haver mais opções em termos de cores e designs diferentes. Então, você certamente encontrará algo que atenderá a decoração da sua casa.

No entanto, essas estantes baratas tendem a ceder e não são ideais se você estiver procurando as melhores estantes para muitos livros ou uma estante pesada. Para isso, existem estantes de materiais mais resistentes.

As estantes também podem ser construídas a partir de metais, como ferro. Elas podem vir com forro acústico para evitar barulhos indesejados. Muitas vezes, essas estantes são abertas e não têm suporte, então considere se esse estilo combina com o que você está procurando.

  1. Considere a colocação

O posicionamento da estante também é fundamental para se ter em mente. Acrescentar um pouco de imponência quando usado em pares, acentua a arquitetura do espaço. 

Se uma sala está um pouco vazia ou “sem vida”, um par de estantes pode adicionar uma imensa quantidade de interesse visual. Quem sabe, adicionar algumas plantas trepadeiras para ornar com as prateleiras e suportes do móvel.

Claro, escolher uma estante é apenas metade da batalha. Será necessário garantir que ela esteja bem equipada. Para tornar uma estante visualmente agradável, você precisa organizar as prateleiras com itens altos e baixos, empilhados e solitários. 

Você pode acrescentar pequenas peças de arte emolduradas e procurar trabalhar com diferentes tipos de materiais. Isso faz com que suas prateleiras pareçam instantaneamente especiais e originais. 

Também adicione uma textura necessária a um espaço que pode parecer muito rico apesar de com apenas prateleiras e livros.

Certifique-se de manter o equilíbrio e não desordenar ou colocar as coisas uma ao lado da outra. Certifique-se de manter uma paleta de cores consistente para um acabamento elegante.

Ao selecionar uma estante, você deve prestar muita atenção à paleta de cores do espaço. As estantes devem parecer fáceis, portanto, garanta que não haja elementos visuais que o tirem da história de cores da sala.

Seria interessante trabalhar com diferentes tipos de texturas em sua estante. Ou seja, se você optar por uma estante de madeira, adicione metais, ossos ou miçangas à mistura para criar variedade. 

Muitas vezes também adicionamos pequenos elementos esculturais ou pequenos painéis elétricos. A criação de variações de altura pode ser alcançada adicionando diferentes tipos de peças de arte ou combinando vasos e castiçais com livros e caixas. 

Agrupar a decoração em números ímpares e adicionar um pouco de vegetação também para manter os olhos interessados. Quem sabe, você também não pode adicionar na estante uma impressora com impressão digital a laser?

  1. Preço

Assim como as estantes vêm em uma variedade de formas e tamanhos, elas também variam muito em preços. 

Algumas das melhores estantes podem custar centenas e centenas de reais, enquanto você também pode encontrar algumas estantes baratas que são perfeitas para suas necessidades. 

Isso dependerá da marca, da qualidade e do material. Você pode encontrar no mercado, por exemplo, estantes em um valor elevado, mas de qualidade média a depender da marca. Ou também muito baratas e de qualidade duvidosa.

Nesse sentido, ter um orçamento em mente será fundamental para encontrar uma estante que atenda a todos os seus requisitos, tanto de espaço quanto de gosto pessoal. 

Pesquisar preços, marcas e materiais é essencial nessa jornada. Caso prefira, poderá utilizar o “do it yourself”, ou “faça você mesmo”, na versão em portugues. Não se preocupe, pois existem diversos tutoriais disponíveis para montar sua estante. 

Não se esqueça de comparar se vale mais a pena comprar material da estante, material para montar (pregos, buchas e porcas) uma estante ou simplesmente comprá-la pronta em uma loja grande ou pequena.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

25.3.22

Comprei um ar-condicionado e agora? Confira 5 cuidados que você precisa ter com o aparelho


Um condicionador de ar instalado indevidamente ou com mau funcionamento pode ter a sua durabilidade comprometida, além de pesar no bolso

Não é apenas impressão sua: a temperatura está cada vez mais quente. De acordo com relatório coordenado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), o número de dias de calor intenso no Brasil aumentou cerca de 30% nos últimos 40 anos. Além disso, os padrões regionais de chuva sofreram alterações neste período.

Em todas as regiões do País, houve aumento de aproximadamente 0,5ºC em cada década, chegando a 1ºC em determinadas áreas no inverno e na primavera. O calor, portanto, é um fator climático com o qual a grande maioria dos brasileiros precisa conviver.

As altas temperaturas têm intensificado as vendas de ar-condicionado e ventilador no Brasil. Segundo levantamento da Neotrust ao jornal O Globo, varejistas de diferentes perfis registraram no verão um aumento de 60% a 110% nas vendas desses produtos, e o e-commerce em geral apresentou aumento de 10% no faturamento desses itens.

Entretanto, não basta apenas comprar o aparelho. É preciso instalá-lo corretamente e  fazer a manutenção adequada. Veja abaixo algumas dicas para você que acabou de adquirir um ar-condicionado e que não ter imprevistos em casa.

1.     Instalação profissional

Segundo a Frigelar, empresa especializada em refrigeração, é fundamental fazer a instalação profissional e manutenção técnica do ar-condicionado para ter direito à garantia, além de segurança, desempenho e vida útil do equipamento, bem como mais economia. 

Buscar profissionais especializados para a instalação do aparelho tende a prevenir uma série de problemas que vão desde o comprometimento do uso do produto até a possibilidade de curto circuito. A instalação profissional é indispensável ainda para ter direito à garantia.

O mau funcionamento, além de ser prejudicial para a economia da casa – pois o equipamento pode gastar mais energia para funcionar –, pode também comprometer a sua vida útil.

Outras questões que a instalação indevida pode causar são: sobrecarga elétrica, sobrecarga estrutural, vazamento do fluido refrigerante e até cenários mais graves, como incêndios na rede elétrica e danos estruturais no imóvel.

É de igual modo importante não se orientar somente pelo preço na hora de contratar alguém para a instalação. Procure informações a respeito dos profissionais, avaliações dos clientes e a reputação das empresas na internet para garantir um serviço de qualidade.

2.     Escolha o local certo

O espaço adequado para a instalação de um ar-condicionado não compromete as instalações elétricas ou a tubulação de água do imóvel. A saída de ar não deve desembocar em aparelhos elétricos, pois o vapor da água pode danificá-los ou até causar curto circuito.

Locais que pegam muito sol também devem ser evitados, porque o calor tende a sobrecarregar o aparelho, piorando o seu desempenho e diminuindo a sua vida útil. Verifique ainda a disposição de prateleiras, cortinas e demais objetos que possam impedir a circulação do ar.

3.     Higienização

Periodicamente, você mesmo pode realizar a limpeza preventiva das grelhas, gabinetes e da área ao redor do equipamento, pois a sujeira é outro fator que pode reduzir a sua capacidade de funcionamento. Para isso, utilize uma flanela ou um pano umedecido com sabão neutro ou água morna, e nunca use produtos como álcool ou solventes.

Limpar o filtro também é crucial. O ideal é que a limpeza seja realizada de mês em mês e que o filtro seja trocado de 3 a 6 meses. Desligue o aparelho da tomada, retire o painel frontal, passe um pano úmido com água, retire o filtro, lave-o em água morna com detergente neutro e deixe secar à sombra.

Já as serpentinas devem ser limpas uma vez ao ano. Se a serpentina e suas aletas estiverem bastante sujas, é válido usar um jato de ar comprimido ou mesmo um jato de água com baixa pressão. Não se esqueça de tomar cuidado para não amassar as aletas.

4.     Verifique conexões e peças

Qualquer problema em flanges e demais fixações do aparelho pode resultar em vazamentos, ruídos e vibrações indesejáveis. Assim, é importante inspecionar se as conexões estão bem apertadas, para que ocorra corretamente a troca e o escoamento da água, bem como verificar as condições de tubulações e peças metálicas.

5.     Evite deixar portas e janelas abertas

Utilizar o ar-condicionado em um ambiente aberto faz o aparelho precisar de mais esforço para atingir a temperatura ideal e pode ser bastante danoso ao produto com o passar do tempo. Sempre que ligar o condicionador de ar, tenha em mente que é necessário deixar o cômodo o mais fechado possível para atingir a climatização desejada.

Adquirir um ar-condicionado não é um investimento qualquer e, para garantir durabilidade, bom funcionamento e principalmente economia, é necessário fazer a instalação e cuidar do equipamento de maneira adequada. 

Caso você não esteja seguro para fazer a manutenção sozinho – ou em situações mais complexas, como quando os aparelhos são mais antigos – a indicação é sempre procurar um profissional especializado.


GeraLinks - Agregador de links