Seja Hoje Diferente: Seja diferente ao meio de muitos iguais.
Em um mundo de tantas pessoas perdidas, seja você diferente delas.

Trio Parada Dura - Telefone Mudo
Iamgem Divulgação Reprodução Internet

Para quem não conhece a história do Trio Parada Dura, este excelente trio teve seu início com a dupla Delmir & Delmon, juntamente com Mangabinha que, pouco antes do início do trio, era o sanfoneiro da dupla. 

As informações são do Blog História da Música Sertaneja.

Devido à uma certa discriminação à música boêmia, este estilo não tinham muito espaço na mídia, era apresentado principalmente em circos, mas foi na zona boêmia, por não haver preconceitos, que o estilo propagou-se. 

Foi também neste universo que se conheceram Delfim e Antônio, os conhecidos ''Delmir & Delmon''. Nesta época, Delfim (Delmir) formava uma dupla amadora com Delmar, que por ser casado, não freqüentava a zona boêmia. Surge, dessa forma, o espaço para Antônio (Delmon), que na cidade, tocava sanfona para Delfim Delmar e, na zona, teve que aprender a cantar e fazer parceria com Delfim (Delmir). Em 1969, mudaram-se de Bambuí para Belo Horizonte e, na Rádio Inconfidência conheceram Rancho Fundo, que era o Curió da dupla Curió & Canarinho. 

Nesta época, Canarinho tornou-se evangélico, deixando então de cantar e Delfin (Delmir) assumiu o seu lugar. Delmon entrou como acordeonista, formando então o Trio Taperinha (Delmir , Rancho Fundo Bambuí (Antônio)), permanecendo até 1972. 

Neste mesmo ano, Rancho Fundo saiu do Trio Taperinha e Delfim e Antônio retornam à Bambuí para fazer a campanha do candidato a prefeito Altamiro Paulineli. Nasce aí então, a dupla ''Delmir & Delmon''. Em dezembro, ao custo de Cr$ 4.500,00 a serem pagos em 3 vezes, gravam seu primeiro disco "Delmir Delmon - Vida de minha vida", lançado em abril de 1973 pela gravadora Chororó. Mangabinha foi o acordeonista deste LP. 



Com a música "Parada Dura", o disco estourou e fez tanto sucesso que a terceira prestação não precisou ser paga. Cantavam então na rádio Nacional de SP, onde o apresentador do programa era Oscar Martins, dono da gravadora Chororó. Mangabinha os acompanhava nos shows e programas. 

Com o sucesso de “Parada Dura”, essa expressão acabou se transformando em sinônimo do trio, passando a ser sua identificação. Por sugestão do próprio Oscar Martins, incorporaram o nome nos dois discos seguintes: Quero falar com alguém / Repertório de ouro, ambos lançados em 1974.

Comente este artigo

Postagem Anterior Próxima Postagem