Blog Diferente Para Ser Diferente
Blog Diferente Para Ser Diferente, Vem Com a Gente!

Imagem Divulgação Reprodução Site Prefeitura de São Paulo.

O Plano de Metas, divulgado em abril, prevê dez novos parques até o fim da gestão Bruno Covas (PSDB), em dezembro de 2020. A lista com os selecionados é discutida no Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Cades) desde junho.

Os novos parques previstos em São Paulo são:

– Augusta, no centro;
– Linear Água Podre, no Butantã, na Zona Oeste;
Jardim Primavera, em Ermelino Matarazzo, na Zona Leste,
– Nair Bello, em Itaquera, na Zona Leste;
– Alto da Boa Vista, em Santo Amaro, na Zona Sul;
– Jardim Apurá/Búfalos, na Pedreira, na Zona Sul
– Nascentes do Ribeirão Colônia, em Parelheiros, na Zona Sul;
– Linear Itapaiúna, na Zona Sul;
– Paraisópolis, na Vila Andrade, na Zona Sul;
– Aristocratas, no Grajaú, na Zona Sul.

Segundo a gestão municipal, a implementação dos dez parques custará 29 milhões de reais. Do total, um está praticamente pronto, outro, com a obra em execução e um terceiro, em licitação. Os demais estão com projeto em desenvolvimento e um deles aguarda decisão judicial.

Sobre o Parque Jardim Primavera - Ermelino Matarazzo.

A Lei 13.308, de 31 de janeiro de 2002, criou o Parque Municipal Jardim Primavera, na área ocupada pelo Aterro Sanitário do Jacuí, situado no entorno do Córrego do Limoeiro com Córrego do Jacuí, no bairro de Ermelino Matarazzo. O Aterro foi desativado em 1989 e a primeira fase de implantação do parque foi concluída em 2012. A implantação do parque visa assegurar as áreas de preservação permanente do Rio Jacu e seu afluente, o Córrego do Limoeiro, cooperando com a drenagem urbana da região.

A área possui vegetação composta por campo antrópico, eucaliptal com sub-bosque, arborização esparsa, capoeirinha, brejo e vegetação ruderal. Destacam-se espécies como abacateiro, amoreira, aroeira-mansa, assa-peixe, cinamomo, cuvitinga, goiabeira, jambolão e maricá.

Foram registradas 46 espécies de FAUNA, sendo seis insetos (joaninhas, abelhas e formigas), um mamífero (rato-do-mato) e 38 aves. Dentre as aves, foram observadas espécies comumente encontradas nos parques urbanos (urubu, quero-quero, pombas silvestres, anús, beija-flores, periquito-rico, joão-de-barro, bem-te-vi e sabiás) e algumas aves de rapina (gavião-carijó, caracará e carrapateiro). No verão, também podem ser vistos algumas espécies migrantes (suiriri e tesourinha). Além de ser refúgio para as aves urbanas, o parque atua como morada para abelhas nativas sem ferrão, o que contribui para o processo de polinização das flores na cidade de São Paulo.

Rua Perpétua do Campo, 481 – Jd. Pedro José Nunes 
Criado por decreto em 31/01/2002
Subprefeitura de São Miguel Paulista
Horário de Funcionamento: parque atualmente fechado
Área: 148.976 m²
Postagem Anterior Próxima Postagem
Lembre-se todas palavras ou frases na cor laranja são links especiais relacionados ao assunto do artigo ou da palavra, não deixe de clicar neles.

GeraLinks - Agregador de links | Agregador de conteúdo TrendsTops

Não esqueça: Você pode ser diferente e nos ajudar? Clique aqui