7.12.18

5 coisas que você precisa saber sobre a Ripple

5 coisas que você precisa saber sobre a Ripple

Criada em 2012, em São Francisco (EUA), a Ripple é uma empresa que criou um protocolo de pagamentos e transações seguras através de uma rede mundial. Com ela é possível investir em criptomoedas de todo tipo de forma fácil e rápida, além de outros commodities, como milhas e pontos de celular.

Atualmente a Ripple desenvolve soluções de pagamentos globais para instituições financeiras e tem trabalhado com diversos bancos ao redor do mundo. No Brasil, o Itaú e o Santander já utilizam a plataforma Ripple Net,  trazendo benefícios para seus clientes como taxas menores ou irrisórias.

Assim como o Bitcoin e a Ethereum, a Ripple é uma rede de código aberto e, por isso, passa constantemente por modificações e melhorias. Dessa forma, o sistema pode ser personalizado e utilizado em qualquer instituição financeira do mundo, com um alcance global.

Veja as 5 principais coisas que você precisa saber sobre a Ripple para passar a conhecê-la melhor e, futuramente, investir em criptomoedas.

1.    QUAL A DIFERENÇA DA RIPPLE PARA UM BANCO COMUM?

A grande diferença está nas facilidades de acesso à plataforma, que não possui obstáculos financeiros, como taxas, encargos de operações cambiais e atrasos de processamento. Hoje, é extremamente barato realizar as transações.

De acordo com a própria Ripple, a criação dessa rede permitiu que as pessoas se libertassem dos “muros” que foram criados pelas redes financeiras, como cartões de créditos, bancos e o próprio PayPal. 

Para se diferenciar dessas instituições, criou nos últimos cinco anos, a Ripple Labs, um sistema de liquidação bruta em tempo real (RTGS), uma exchange de moeda e uma rede de pagamento.

O grande papel da plataforma é conectar bancos, provedores de pagamento, trocas de ativos digitais e corporações via RippleNet, fornecendo uma experiência sem atritos para enviar dinheiro globalmente. Todas as transações feitas  são registradas no descritivo XRP Ledger.

2.    ALÉM DA REDE, A RIPPLE POSSUI UMA CRIPTOMOEDA PRÓPRIA?

Ripple também é o nome da criptomoeda da empresa, e é a moeda nativa da rede de pagamentos RippleNet. A assinatura da moeda é denominada XRP, e atualmente é a quarta maior criptomoeda no mercado, com uma capitalização de mais de US$ 29 bilhões.

Os bancos e instituições financeiras por vezes procuram utilizar a XRP por demonstrar maior segurança no ambiente, em comparação com Bitcoin ou outros sistemas. Porém, é possível investir em criptomoedas de outras empresas na mesma plataforma.

Outro diferencial de utilizar a moeda Ripple está na rapidez de transação na rede. As transações levam menos de quatro segundos e mais de 1000 transações por segundo podem ser processadas na rede. Para possuir uma conta, basta ter no mínimo 20 XRP na carteira digital,.

3.   É POSSÍVEL COMPRAR XRP NO BRASIL?

Sim, na verdade a moeda pode ser comprada ou trocada por qualquer pessoa do mundo. Aqui no Brasil existem duas formas de comprar XRP:

•         Com dinheiro ou fazendo o câmbio em corretoras especializadas;
•         Através da troca de Bitcoins ou outras moedas.

Para obter uma quantia de XRP é preciso antes você ter onde guardar essa moeda. Nas transações digitais é mais seguro e recomendado ter uma “wallet”, conhecida também como carteira digital. Atualmente, há diversas carteiras digitais que suportam XRP, como:

•         Ledger Nano S – é um hardware considerado a forma mais segura de guardar suas moedas;
•         Rippex – para usá-la, você precisa criar uma conta e fazer o download desta carteira. Existem a plataforma traduzida em português;
•         GateHub – uma das principais carteiras digitais utilizada atualmente.

4.    A SUA TECNOLOGIA

Se preocupando primariamente com a tecnologia da segurança das transações, a Ripple Labs se tornou o principal fornecedor de tecnologia de blockchain. Com isso, é também a principal empresa que traz soluções de pagamento e liquidação para empresas de serviços financeiros. Atualmente, tem mais de 75 bancos globais e outras instituições financeiras como clientes, se tornando sólida e confiável. Juntamente com o trabalho da Ripple, os bancos e instituições financeiras conseguem customizar os pagamentos ao redor do mundo, com custo baixo e de forma muito rápida.

Os bancos se tornaram concorrentes diretos e passaram a perder mercado por conta de suas taxas e encargos altos. Com a Ripple, eles passaram então a trabalhar de forma conjunta e aceitar pagamentos com XRP de forma digital e baixar suas taxas, acessando novos mercados também.

5.    XRP PODE SER UMA ALTERNATIVA COMO MOEDA DE “PONTE”

É uma moeda estratégica como conversor de moedas, funcionando como “ponte” entre outras criptomoedas quando não estão disponíveis para câmbio.

Exatamente isso, a XRP pode ser uma alternativa de troca, mas como?

Pense que você possui uma criptomoeda difícil de ser mineirada ou comprada e tem a intenção de fazer um câmbio com outra moeda que também é um pouco escassa. Pode ser que não a encontre disponível para câmbio.

Para você não deixar de investir em criptomoedas, nesse cenário, há duas possibilidades: esperar ser disponibilizada de câmbio, seja horas ou dias; Utilizar a XRP como ponte entre essas duas moedas digitais que você gostaria de fazer negócio.

As expectativas para a XRP são altas, pois é uma moeda que têm uma perspectiva de ganho de + 55,81 % nos últimos 12 meses. Procure saber mais sobre a plataforma Ripple e a XRP como tática de pagamento, trocas e câmbio.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário