22.11.18

Saiba a documentação necessária para conseguir crédito imobiliário


É uma modalidade de empréstimo destinado a pessoas que precisam de dinheiro para conseguir comprar a casa própria. Financiar um imóvel é dividir o valor em várias parcelas, para que o comprador possa adaptá-las a sua necessidade.

Para conseguir o crédito, a instituição monta um perfil com dados sobre o cliente, dessa forma ela montará um plano que melhor se adeque a sua realidade. Esses dados de perfil são:

●     Tipo de imóvel;
●     Renda mensal familiar e individual;
●     Valor mínimo da compra;
●     Tipo de imóvel.

Atualmente esse é o plano mais procurado pelos brasileiros diante da crise econômica que estamos enfrentando. Mas os bancos ficaram mais cautelosos, já que a procura aumentou e a chance de tomar prejuízo também cresceu.

Mas esse procedimento não é apenas procurado por quem precisa de dinheiro, algumas vezes é utilizado por investidores que investem, financiam e alugam o imóvel, assim tem uma renda extra para pagar o financiamento e conquistar um bem.

Documentos exigidos


Compradores

Essa é considerada a fase mais minuciosa do financiamento, a documentação. Afinal, você precisará entregar uma série de documentos, todos nos padrões exigidos pelo seu banco. Se por acaso não acontecer dessa forma, o processo pode chegar a ser cancelado.

Com base nisso, separamos alguns documentos que você possa precisar para o seu financiamento imobiliário, são eles:

Para pessoa física:

●     RG;
●     CPF;
●     Comprovante de renda, atualizado;
●     Certidão de nascimento, se for solteiro;
●     Certidão conjunta de débitos de tributos.

Se você for utilizar seu FGTS, deve acrescentar esses documentos:

●     Se for casado, uma cópia do IR do companheiro;
●     Uma cópia da CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social);
●     Um comprovante de residência dos últimos 3 meses;
●     Uma cópia da declaração do IR (Imposto de Renda).

Para uma pessoa jurídica (feito em nome de uma empresa):

●     Certidão negativa de débitos com o INSS;
●     CRF (Certidão de Regularidade do FGTS);
●     CQTF (Certidão de Quitação de Tributos Federais);
●     Estatuto Social ou Contrato Social atualizado, com recentes alterações contratuais e estatutárias.

Vendedores

Quem irá vender o imóvel também precisará apresentar alguns documentos, são eles:

Para pessoa física:

●     RG;
●     CPF;
●     Certidão de casamento ou nascimento;
●     Declaração de profissão;
●     Certidão conjunta de débitos, referente aos impostos federais.

Para pessoa jurídica:

●     Cópia da CCN (Certidão Negativa de Débitos de Tributos e Contribuições Federais);
●     Cópia do Contrato Social registrado e consolidado na junta comercial;
●     Uma carta com assinatura reconhecida em cartório dos representantes da empresa;
●     Uma cópia da CND (Certidão Negativa de Débito);
●     Ata de eleição da diretoria registrada na junta comercial, somente se a empresa tiver apenas Estatuto Social.

Além de toda essa documentação, é preciso apresentar alguns comprovantes do imóvel que será colocado para financiamento imobiliário.

Para um imóvel usado, deve se apresentar os seguintes documentos:

●     Título de propriedade registrado;
●     Cópia do boleto referente ao pagamento da TCA (Taxa de Cadastro e Avaliação);
●     Caso de residência em condomínio, deve-se apresentar a Certidão Negativa de Débito Condominial;
●     Certidão vintenária com negativa de ônus, atualizada;
●     Opção de compra e venda datada, assinada pelas partes do contrato, tudo isso feito de forma legível.
●     Certidão Negativa de Ônus reais;
●     Certidões negativas de débitos relativos ao IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano);
●   Caso ocorra do imóvel ser financiado por outra instituição bancária, será preciso apresentar a declaração de saldo devedor para a nova instituição financiadora.

Já para um imóvel novo, deverá ser apresentada as seguintes documentações:

●     Planta baixa;
●     Registro do pagamento do TCA (Taxa de Cadastro e Avaliação);
●     Certidão negativa do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano);
●     Certidão negativa de ônus reais;
●     Registro de ações reipersecutórias e alienações;
●     Registro do título da propriedade;
●     Averbação da construção no Cartório de Registro de Imóveis;
●     Alvará de utilização;
●     Certidão enfitêutica;
●     Opção de compra e venda preenchida corretamente, com legibilidade;
●     ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) do engenheiro responsável.

São diversos documentos que devem ser apresentados para o financiamento imobiliário, todos devem estar em estado legível e conservado, para evitar problemas futuros.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário