6.11.18

Como laudos a distância podem contribuir em lugares mais carentes?


A telerradiologia é a especialidade que permite a emissão de laudos de exames de imagem a distância. Saiba como ela funciona!

Como laudos a distância podem contribuir em lugares mais carentes?


A telemedicina é uma especialidade já implementada em diversos países e estados brasileiros que tem apresentado benefícios expressivos para a área médica devido viabilizar uma série de soluções de saúde a distância.

Algumas das subespecialidades da telemedicina são o telediagnóstico, telecardiologia, teledermatologia, telerradiologia e outras. A solução refere-se ao uso da tecnologia para viabilizar cuidados médicos a distância em diferentes etapas do atendimento, como na consulta, exames, diagnósticos e tratamentos.

A área da telemedicina responsável pela emissão dos laudos a distância é a telerradiologia. Nessa solução, a clínica ou hospital realiza a terceirização dessa etapa, sendo o exame de imagem enviado, via internet, para a empresa parceira para que radiologistas especializados emitam o laudo.

Após a emissão, o laudo médico é enviado para a clínica ou médico solicitante também pela internet, utilizando um software seguro desenvolvido exclusivamente para atender às demandas da área de exames de imagem.

A solução proporciona diversos benefícios para a área médica, destacando-se as vantagens que podem ser obtidas por lugares mais carentes e nos quais à infraestrutura e à qualificação profissional são mais restritas. Conheça mais a seguir!

Quais os benefícios proporcionados pela telerradiologia em lugares mais carentes?


O Brasil é um país de extensões continentais e a imensidão é um dos motivos pelos quais é difícil e custoso levar tecnologia de ponta para todas as partes e torná-la acessível para todos os brasileiros. Ainda assim, avanços estão sendo realizados nesse sentido.

Por muito tempo uma prática muito comum no país era o fluxo do interior para as capitais com o objetivo de ter acesso aos recursos médicos de qualidade e mais modernos. Atualmente, esse movimento é menor, mas ainda acontece em lugares mais carentes.

Com isso, diversas soluções têm sido desenvolvidas com o objetivo de ampliar o acesso de qualidade à medicina e entre essas opções está a telemedicina. A área engloba diversas especialidades, mas uma delas tem ganhado destaque, a telerradiologia.

Isso se deve ao fato de que o diagnóstico correto e precoce é um dos pilares para ampliação do acesso à saúde e é justamente essa área impactada pelos laudos a distância.

A telerradiologia permite que clínicas e hospitais de lugares mais carentes possam enviar os exames de imagem para radiologistas experientes e qualificados, além de ter uma disponibilidade de atendimento 24 horas por dia, 7 dias por semana, o que garante a agilidade do atendimento médico.

Com isso, mesmo pessoas de lugares distantes podem ter acesso a um trabalho mais profissional, o que não seria viável se fosse necessário reter esses especialistas nesses locais devido à baixa demanda e nem se fosse preciso enviar o exame físico, o que envolveria um processo de vários dias.

Com a telerradiologia o tempo de resposta para um laudo emergencial é de até 1 hora, enquanto exames de rotina são devolvidos entre 24 e 72 horas, garantindo agilidade no diagnóstico do paciente e um início de tratamento mais imediato.

Dessa forma, a telerradiologia permite benefícios diversos para clínicas e hospitais de lugares mais carentes melhorando a assistência médica, como:

•        aumento da satisfação dos pacientes;

•        melhor atendimento no caso de doenças crônico-degenerativas;

•        maior potencial de atendimento especializado;

•        diagnóstico precoce, melhorando as chances de sucesso no tratamento, principalmente no caso de doenças graves;

•        redução do fluxo de pacientes de regiões interioranas para as capitais;

•        maior interação entre equipes da área de saúde;

•        eficiência e rapidez na emissão de laudos médicos e, consequentemente, dos diagnósticos;

•        melhor desempenho das equipes médicas.

Verifica-se, portanto, que a telerradiologia agrega imensamente na gestão da saúde em áreas remotas e carentes, garantindo que o público desse local não tenha restrições na qualidade do atendimento médico devido à localização.

Quando o investimento em laudos a distância é vantajoso?


A telerradiologia não necessariamente é uma especialidade médica que beneficia apenas localidades distantes e carentes, mas também é usada dentro dos próprios centros urbanos.

No caso das clínicas e hospitais alocados em regiões mais carentes, com menores recursos financeiros ou distantes de grandes cidades, o investimento pode ser ainda mais vantajoso, principalmente em situações como:

•        a unidade de saúde precisa encaminhar pacientes com frequência para outras localidades para obtenção de laudos médicos mais especializados;

•        não há disponibilidade de radiologistas experientes na região, inviabilizando um laudo mais técnico e de maior qualidade;

•        é necessário contar com o auxílio de radiologistas de outras localidades com frequência, realizando o envio de exames de formas inadequadas, como via correios ou mesmo pela internet, mas sem os softwares adequados;

•        custo elevado para manutenção de uma equipe interna para emissão dos laudos médicos;

•        baixa produtividade da equipe responsável pela emissão de laudos, provocando atrasos e demora na entrega dos resultados, o que, consequentemente, atrasa o diagnóstico dos pacientes.

Essas situações diminuem a qualidade do atendimento médico e prejudicam a experiência do paciente, portanto, indicam a necessidade de investimento em novas estratégias que permitam melhorar o processo de emissão de laudos.

A telerradiologia, assim como a telemedicina, tem muito a agregar nos cuidados com a saúde especialmente em lugares mais carentes. Para tal, é essencial uma gestão proativa e capacitada a buscar as melhores e mais modernas alternativas para um atendimento médico de qualidade e acessível.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja também: