10.10.18

Palmeiras vota Bolsonaro?


O clima politico do Brasil é repercutido em toda América do Sul. No último dia 5 de outubro, o jornal ​Clarín, da Argentina, soltou uma matéria polêmica, afirmando que a torcida palmeirense teria se declarado 'Bolsonarista'.

As declarações não pararam por ai. O jornal também disse que o ​Verdão tem ligações históricas com o fascismo e é visto como racista. O apoio do volante Felipe Melo ao candidato à presidência pelo PSL e gritos homofóbicos dos palmeirenses no metrô foram citados.

Em nota oficial, o Palmeiras repudiou as declarações, afirmando que o clube nunca declarou apoio a nenhum partido ou político. Leia um trecho abaixo.

O Palmeiras, em momento algum, declarou apoio a qualquer candidato a presidente do Brasil. Como o próprio texto ressalta, o clube, após as declarações do atleta Felipe Melo, emitiu uma nota ratificando a posição de neutralidade nas eleições, lembrando que se tratava de uma posição pessoal do jogador.

Sobre o vídeo com canções homofóbicas no metrô, o Palmeiras não é responsável por atos isolados de torcedores que não representam a instituição e seus valores...Tão grave ou mais são as afirmações de que o Palmeiras é uma "institución con una dura historia vinculada al fascismo italiano", que era "un germen fascista dentro de Brasil" e que "no pudo sin embargo desprenderse de la fama de racista que había sabido ganar". Não sabemos quais historiadores foram consultados, mas, certamente, não conhecem a história do clube e do futebol brasileiro.




Leia: Palmeiras não tem Mundial ?!?!

Fonte: 90 Min

Curta nossa Pagina no Facebook Clique Aqui

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!



Nenhum comentário:

Postar um comentário