22.10.18

A Lâmpada de LED faz mal à saúde?


Saudações Amados:

Sabemos que muitos mitos sobre diversos produtos vivem aparecendo. De modo geral, é uma forma de diminuir perdas nas vendas de seu produto ou serviço, a fim de fazê-lo parecer melhor que da concorrência, ainda que nem sempre seja verdade.

Hoje veremos alguns mitos e verdades sobre a lâmpada de LED, até para esclarecer melhor sobre as mesmas e, claro, tirar um pouco o medo de adquiri-las. 

Bora conferir?

Lâmpada de LED – Faz mal à saúde


Não! Essas lâmpadas não apresentam riscos à sua saúde, mas, claro, essa notícia não surge sem uma argumentação por trás, certo?

Existe três questões levantadas em relação ao possível prejuízo da saúde com o uso de lâmpadas LED, sendo elas:


Problemas na pele;

Em uma entrevista para Folha de São Paulo, o dermatologista Beni Grinblat afirma: “se estamos falando de lâmpadas que colocamos em casa, não tem problema nenhum”.

Grinblat menciona um possível aumento em manchas no rosto para pessoas que já as possuem. Isso, é claro, em longo prazo.

No entanto, vale ressaltar que isso de forma alguma não está relacionado exclusivamente à lâmpada de LED, mas, sim, a uma exposição contínua de luz intensa. O mesmo poderia acontecer, por exemplo, com o uso de lâmpadas incandescentes ou fluorescentes.


Resumindo: tudo dependerá do tempo de exposição e intensidade da luz. Além disso, as “consequências” são mínimas e possivelmente notadas em apenas longo prazo.

Pesquisa da Associação Médica Norte-Americana (AMA);

Uma pesquisa realizada pela AMA dá um alerta sobre o diodo de alta intensidade, que poderia implicar em problemas de saúde. No entanto, este fator está mais presente em lâmpadas de cor amarela.

As lâmpadas de LED mais utilizadas em casa e escritório, ou até mesmo em estabelecimentos comerciais ou empresas, são as de cor branca. Estas lâmpadas simplesmente não oferecem o perigo detectado pela AMA.

Ah, e fique tranquilo, não somos nós que afirmamos isso, mas, sim, Munir Gariba (professor de engenharia elétrica e da pós-graduação em tecnologia da saúde pela PUCPR).

E claro, ainda que você se questione “mas e as lâmpadas de LED amarelas?”, lembre-se que elas também emitem menos calor que as lâmpadas incandescentes e fluorescentes. Sendo assim, de uma forma ou de outra, ainda são mais recomendáveis.

Dores de cabeça.

Aqui não necessariamente é preciso um instituto de pesquisa ou coisa do tipo, apenas alguns relatos. Mas calma, você já vai entender.

Basicamente, muitas pessoas ao realizarem as trocas de lâmpada, acabam sentindo dores de cabeça, e isso acontece devido à intensidade, e não ao tipo de lâmpada.

Uma lâmpada de LED de 8W, por exemplo, ilumina com a mesma intensidade de uma lâmpada incandescente de 60W.

Novamente, as dores de cabeça não estão relacionadas ao tipo de lâmpada, mas, sim, à intensidade delas, afinal, uma luz muito intensa pode ser mais voltada ao uso comercial do que residencial.

Atrapalhando o sono

Ainda sobre a pesquisa da AMA, há também uma citação sobre uma “produção de melatonina por conta da emissão da parte azul da lâmpada”.

Sem palavras complicadas, isso basicamente significa que seu corpo poderia sofrer alterações, e, com isso, seu sono poderia ser atrapalhado, mas…

De certa forma, isso é um mito! Isso porque diversos aparelhos emitem luz azul, então tal problema também não está relacionado às lâmpadas de LED.

Quer alguns exemplos? Então podemos citar: Celular, computador, tablet, TV etc. Tais produtos simplesmente não possuem uso recomendado até tarde ou pouco antes de dormir.

Concluindo

No fim, adquirir lâmpadas de LED acaba sendo uma ótima escolha. Acreditar que elas são um fator exclusivo para os problemas citados é tipo quando alguém acredita que “vacina faz mal”, sendo que é totalmente recomendado tomá-las.

Por que adquirir lâmpada de LED?


Caso ainda não esteja convencido, saca só 5 vantagens simples que com certeza podem fazer você mudar de ideia

Economia de energia: Seu consumo de energia acaba sendo muito menor que lâmpadas fluorescentes e incandescentes, podendo reduzir sua conta de luz em até 80%;

Durabilidade: Pode ficar tranquilo, você poderá utilizar a mesma lâmpada por, por exemplo, 15 anos. Comprou uma vez, não precisa se preocupar por muito tempo;

Emissão de calor: Com baixa emissão de calor, nada de ficar ainda mais suado naqueles dias quentes dentro de casa. As lâmpadas de LED praticamente não emitem calor algum, deixando o ambiente muito mais agradável.

Ecologicamente sustentável: Não contendo mercúrio, apesar de não serem exatamente lâmpadas ecológicas, seu uso é muito mais aconselhável para quem preza pelo meio ambiente;

Iluminação: Tendo a iluminação mais intensa, você simplesmente não precisa se preocupar tanto com a quantidade de Watts (W). Como dito anteriormente, uma lâmpada de LED 8W pode iluminar tão bem quanto uma incandescente de 60W ou uma fluorescente de 18W. 

Vale lembrar que também servem de complemento para sensores de presença.

Mito é o que não falta, mas, na hora de escolher a lâmpada, é importante analisar todos os aspectos para fazer a escolha certa.

A JMC tem uma linha de produtos bem bacanas para você, como lâmpada Galaxy LED, lâmpada Philips e até lâmpada que toca música! Ah, e, ainda por cima, realizamos diversas ofertas em nosso facebook, confere lá!

Esperamos que tenha curtido nossa matéria, você pode conferir mais sobre assuntos deste tipo no blog da JMC

Um forte abraço.

Sucesso, Saúde, Proteção e Paz!


Inscreva-se no Perfil Oficial do Administrador do SHD no Youtube, Não esqueça de clicar no SININHO para receber notificações de novos vídeos, deixe seu like e junte-se a Nós!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja também: