5.9.18

Para que serve o Modik?

Imagem Ilustrativa

Para as verrugas externas genitais/anais, as aplicações devem ser realizadas em dias alternados (três vezes por semana), por exemplo, segundas, quartas e sextas ou terças, quintas e sábados.

A segurança e a eficácia de Modik não foram estabelecidas em pacientes com verrugas genitais/anais externas com idade inferior a 12 anos.

A segurança e a eficácia de Modik não foram estabelecidas em pacientes com ceratose actínica ou com carcinoma basocelular superficial com idade inferior a 18 anos.

Antes de iniciar o tratamento, o diagnóstico de carcinoma basocelular superficial deve ser definido histologicamente, uma vez que a segurança e a eficácia de imiquimode não foram estabelecidas para outros tipos de carcinoma basocelular, incluindo o tipo nodular e o tipo escleroderma localizado (fibrosante ou esclerosante).

Não se recomenda a administração de Modik em ulceração do pênis, ulceração da vulva, queimaduras solares e situações em que a pele não esteja completamente recuperada e/ou íntegra.

Modik é um medicamento destinado apenas para uso externo, não deve ser usado na uretra, na vagina, no colo uterino ou na parte interna do ânus.

O contato sexual sem proteção deve ser evitado pelo paciente com condiloma acuminado, afim de não contaminar o parceiro. Também não se deve realizar relação sexual após a utilização do produto, antes de realizar a lavagem da área tratada.

Modik pode reduzir a eficácia dos preservativos e diafragmas, assim, não se recomenda a sua utilização concomitante.

Evitar o contato de Modik com a boca, os olhos e o nariz.

Evitar a exposição da pele à luz solar (inclusive ao bronzeamento artificial) durante o tratamento com Modik, em razão do aumento da sensibilidade da pele a queimaduras. Usar protetor solar e chapéu/boné para se proteger do sol quando o Modik estiver sendo utilizado na face.

A área tratada com Modik não deve ser coberta por gaze, bandagem ou ser ocluída de qualquer outra forma. Roupas íntimas de algodão podem ser usadas.

Homens não circuncisados que estiverem tratando verrugas localizadas sob o prepúcio devem retraí-lo e limpar a região diariamente.

A aplicação de Modik na infecção genital/anal por HPV não destrói o vírus, mas auxilia na eliminação da verruga. Portanto, novas verrugas podem aparecer durante o tratamento com Modik.

Modik deve ser utilizado com precaução em pacientes transplantados e o benefício do tratamento nestes pacientes deverá ser avaliado devido ao risco associado de possibilidade de rejeição de órgãos ou doença enxerto contra hospedeiro (DECH).

A inflamação provocada pelo Modik é o seu mecanismo de ação terapêutico, portanto será observada uma irritação e eritema no local do tratamento.

O tratamento com Modik deve ser mantido até o desaparecimento das verrugas ou por um período máximo de dezesseis semanas por cada episódio de verrugas.

No caso de lesões de ceratose actínica, as aplicações devem ser realizadas duas vezes por semana, por exemplo, segundas e quintas ou terças e sextas, durante dezesseis semanas. No caso de carcinoma basocelular superficial, as aplicações devem ser realizadas cinco vezes por semana, por exemplo de segunda a sexta-feira, durante seis semanas.

Modik é um medicamento indicado no tratamento de:

Condiloma acuminado (verrugas externas, genitais e anais), uma doença sexualmente transmissível causada pelo vírus HPV (Human Papilomavirus);

Ceratose actínica em adultos com sistema imunológico normal. A ceratose actínica é causada por exposição excessiva ao sol;

Carcinoma basocelular superficial em adultos com sistema imunológico normal, quando um método cirúrgico é menos apropriado. Este câncer de pele precisa ser diagnosticado pelo seu médico.

Modik é um creme dermatológico, que possui em sua composição a substância imiquimode. Seu mecanismo de ação não é completamente conhecido. O imiquimode funciona como um imunomodulador, ou seja, modifica a resposta imunológica, favorecendo a remissão de lesões específicas da pele, quando aplicado de acordo com a indicação médica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja também: