4.9.18

O que é Flauta de Pã?


A flauta de pã ou flauta de pan é um instrumento musical, e o nome genérico dado a instrumentos musicais constituídos por um conjunto de tubos fechados numa extremidade, ligados uns aos outros em feixe ou lado a lado.

Os tubos são graduados e de diferentes tamanhos, não têm bocal e são soprados com os lábios tangenciando as extremidades superiores. Conforme o local onde são construídas, a flautas podem ter características e nomes diversos, como siringe, na Grécia antiga, nai da Romênia, siku ou antara nos Andes, etc. Talvez seja o mais antigo dos instrumentos de sopro.

No Equador, existe um parente próximo ao siku ou zampoña conhecido como rondador, uma flauta com 20 a 40 canas bem finas e enfileiradas. É também tocado em escala pentatônica e muito utilizado em danças folcóricas ou populares como o sanjuanito, oalbazo, a longuita, o pasacalle, etc.



Existe uma lenda na mitologia grega que diz que um dia, o deus da natureza selvagem, Pan, estava perseguindo a ninfa Siringe, que repelia os seus avanços e se recusava a amar um homem tão parecido com uma cabra. Ela então correu para o rio; presa e incapaz de atravessar ela pediu as ninfas do rio para mudar sua forma, e responder suas orações, transformando-a em caniços do pântano. Sentindo o coração partido, Pan reuniu as canas e assim inventou o instrumento musical que ele chamou siringe. Hoje chamamos Flauta de Pan ou somente Flauta Pan.

Na América do Sul, especialmente no Peru e na Bolívia, a flauta pan está tão viva como na Romênia. É sempre usada em grupos folclóricos.  A flauta de pan de hoje no entanto, não é mais visto como um instrumento primitivo para ser usado exclusivamente na música folclórica, tendo se tornado num instrumento musical bastante tocado e utilizado.

Tubos da flauta pan são fechados em uma extremidade, em que a onda estacionária é refletida dando uma nota uma oitava abaixo do que o produzido por um tubo aberto de comprimento igual. No estilo Sul-americano tradicional, tubos são ajustadas para corrigir passo, colocando pedrinhas ou grãos de milho seco para o fundo dos tubos. Fabricantes contemporâneos de flauta de pã curvadas estilo romeno usam cera (geralmente cera de abelha ) para sintonizar novos instrumentos. Ferramentas especiais são usadas ​​para colocar ou remover a cera. Rolhas de borracha também são usadas, e são mais fáceis de ajustar rapidamente os tubos.

A flauta pan romena tem os tubos dispostos em uma matriz curva, permitindo que o flautista possa chegar facilmente a todas as notas, simplesmente girando a cabeça. Esses instrumentos também podem tocar todos os sustenidose bemóis, com uma técnica especial de tanto inclinar os tubos e movimentação da mandíbula, reduzindo assim o tamanho da abertura do tubo e produzir uma mudança de tom. Um tocador avançado pode tocar qualquer escala e em qualquer tubo. Existem dois estilos de vibrato possível, vibrato de mão em que o tocador aplica um movimento suave para uma extremidade da flauta pan (geralmente o limite superior) da mesma maneira como o vibrato do violino é conseguido através de balanço do lado do punho. Vibrato de respiração é a mesma técnica usada por tocadores de flauta e outros instrumentos de sopro com o uso de diafragma do flautista.

A flauta pan estilo curvado foi popularizado pelo músico romeno Gheorghe Zamfir , que fez várias turnês e gravou vários álbuns de música de flauta pan na década de 1970, e por vários outros artistas que começaram a gravar ao mesmo tempo. Hoje existem milhares de músicos dedicados em toda a Europa, Ásia e nas Américas. Tanto a curva e variações sul-americanos tradicionais também são muito populares no Perue outros grupos tradicionais também é feita a partir de árvores de carvalho em publicitários de música andina.


Fonte de Pesquisa: Musiteca


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja também: